• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-14032014-104913
Documento
Autor
Nome completo
Kênia Rezende
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Barrozo, Ligia Vizeu (Presidente)
Guimarães, Raul Borges
Machado, Reinaldo Paul Pérez
Natal, Delsio
Paula, Marcia Bicudo de
Título em português
Avaliação das medidas de educação e Vigilância Ambiental em Saúde com vistas ao controle da infestação predial de Aedes aegypti, e da dispersão de criadouros dos mosquitos vetores do vírus da dengue
Palavras-chave em português
Dengue
Educação ambiental e índice de infestação predical
Vigilância ambiental em saúde
Resumo em português
A Dengue, que se tornou um grave problema de Saúde Pública, é uma endemia viral com quatro sorotipos conhecidos. Atualmente todos circulam no Brasil. Os vetores do vírus são os mosquitos Aedes aegypti, adaptados ao ambiente urbano. A ocorrência das epidemias de dengue são associadas à presença do Ae. aegypti, ao clima favorável, ao conhecimento e atitude da população, a eficácia e cobertura dos programas governamentais de controle e vigilância do vetor, à má disposição de resíduos sólidos, a estrutura de saneamento, ao grau de urbanização, a densidade do vetor, a mobilidade da população e circulação dos sorotipos do vírus. Os objetivos desta pesquisa foram verificar se o modelo de Vigilância Ambiental em Saúde e Educação Ambiental reduz a frequência de infestação do Ae. aegypti e, consequentemente, o risco de incidência e analisar a distribuição espacial dos criadouros do mosquito do gênero Aedes aegypti na cidade de Araguari, MG. O desenho de estudo adotado foi o ecológico e a teoria dos Complexos Patogênicos. Utilizou-se dados epidemiológicos, entomológicos, climatológicos, espaciais, divididos por setores censitários, e os programas livres Google Earth para geocodificação e Terra View para espacialização dos criadouros, geração de buffers com raio de abrangência de 280 metros, para análise estatística utilizando o estimador de Kernel e geração dos mapas de Densidade dos Criadouros. Para verificar a efetividade do conjunto de ações, realizou-se uma comparação de médias dos índices de infestação prediais, dos Distritos de Piracaíba e Amanhece, considerando o período antes, durante e depois do conjunto de ações realizadas no Distrito de Amanhece. Utilizou-se o programa estatístico Action versão 4.5, o teste de Kruskal-Wallis, segundo método Kruskal- Wallis rank sum test e o Graph Pad Prism 5.0. Em todo este período de estudo, a temperatura e a umidade relativa se apresentaram em condições ótimas ao Ae. aegypti. A comparação entre o antes, o durante e o depois, não teve resultado estatisticamente significativo, no entanto de qualquer forma pôde ser observado que as ações reduziram a infestação predial a níveis inferiores à 1% no Distrito de Amanhece. A distribuição geográfica dos criadouros aponta que praticamente todos os setores censitários da cidade de Araguari estiveram em situação de risco, em diferentes graus, no período analisado. Concluiu-se com esta pesquisa que o modelo de ações desenvolvido no Distrito de Amanhece pode ser desenvolvido em localidades tais como a cidade de Araguari. A infestação predial foi registrada durante todo o período pesquisado e a presença de criadouros corroborou para a infestação do Aedes aegypti, no decorrer dos anos. O aumento da infestação do Ae. aegypti inicia entre os meses de outubro e novembro, com os maiores índices sendo registrados entre os meses de janeiro a março, reduzindo-se efetivamente, em abril e junho. Os tipos de criadouros predominantes na cidade de Araguari foram os depósitos móveis, ao nível do solo para armazenamento doméstico, lixo, sucata e materiais de construção. A participação pró ativa da comunidade e sua sensibilização são imprescindíveis para controle do mosquito e redução do risco de Dengue em Araguari.
Título em inglês
Evaluation of measures of education and Surveillance Environmental Health in order to control the building infestation rate of Aedes aegypti, and the mosquito breeding dispersal of vectors of dengue virus
Palavras-chave em inglês
Dengue
Environmental education and building infestation rate
Surveillance environmental health
Resumo em inglês
Dengue is an endemic viral which became a serious public health problem. It has four serotypes, all circulating in Brazil. The vectors of the virus are mosquitoes Aedes aegypti, adapted to the urban environment. The occurrence of dengue epidemics is associated with the Ae. aegypti presence, favorable climate, information about prevention and preventive attitudes by the citizens, the effectiveness and coverage of control programs and vector surveillance, disposal solid waste, sanitation, urbanization, density of the vector, population mobility and dengue virus circulation. The main aim of the study was to verify whether the model of Environmental Health Surveillance and Environmental Education reduces Ae. aegypti infestation and therefore the risk of incidence and analyze the spatial distribution of mosquito breeding in Araguari, MG. This is an ecological study and the theory which was applied was pathogenic complex. It was used epidemiological, entomological, climatological and space data, Google Earth for geocoding and Terra View for spatialization. The averages of infestation levels from Districts of Piracaíba and Amanhece were compared to verify the effectiveness of the actions considering the period before, during and after the set of actions performed in the District of Amanhece. Statistical programs, Action and Graph Pad Prism, were used. Throughout this study period, the temperature and relative humidity were relevant to the Ae. aegypti. The comparison between before, during and after the set of actions showed that there was not a statistically significant result, but anyway it could be observed that the actions reduced the infestation to levels lower than 1% in Amanhece. The geographical distribution of breeding shows that Araguari was at risk, in the analyzed period. The conclusion of this research was that the model actions developed in the District of Amanhece can be applied in locations such as the city of Araguari. The infestation was recorded during all the survey period and the presence of breeding confirmed the infestation of Ae. aegypti, over the years. The infestation of Ae. aegypti starts to increase between October and November, with the highest rates being recorded from January to March, and being effectively reduced in April and June. In Araguari prevails deposits mobile ground level storage to household waste, scrap, and construction materials. proactive participation and awareness of the community are essential for controling the mosquito breeding and so reducing the risk of Dengue.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
2013_KeniaRezende.pdf (9.94 Mbytes)
Data de Publicação
2014-03-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.