• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2010.tde-10012011-124551
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Salviato Uller
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Simielli, Maria Elena Ramos (Presidente)
Girardi, Gisele
Martinelli, Marcello
Matias, Lindon Fonseca
Teixeira, Salete Kozel
Título em português
Cartografia turística: uma leitura dos mapas temáticos de uso do turista em Ponta Grossa - Paraná
Palavras-chave em português
Cartografia turística
Leitura e representação de paisagens
Simbologia gráfica
Resumo em português
Este trabalho é resultado de uma tese de doutorado realizada na Universidade de São Paulo, com o objetivo de: Analisar a forma de representação cartográfica temática presente nos mapas turísticos destinados aos visitantes no Município de Ponta Grossa PR. Tal intuito veio de encontro à problemática observada nos diferentes usos simbólicos em mapas ofertados aos turistas, em diferentes localidades do Estado do Paraná e até mesmo do País, criando uma imagem local muitas vezes não correspondente à realidade identitária cultural destes respectivos espaços. No caso do Município de Ponta Grossa PR (recorte espacial escolhido para estudo), os mapas turísticos focalizam com grande ênfase o Parque Estadual de Vila Velha, deixando pouco retratados, ou de difícil localização, outros pontos turísticos importantes como: Buraco do Padre, Cachoeira da Mariquinha, Rio Verde, Capão da Onça, Parque Margharita Mazzine, Vila Hilda, Estação Saudade e tantos mais. Isto permite de certa forma condenar o município a uma espécie de extensão da capital estadual (Curitiba), dentro dos roteiros turísticos, penalizando fortemente este setor econômico, e, maculando de insignificantes outras potencialidades naturais e culturais locais. Assim, apesar de um número expressivo de visitantes que vem até o município, estes turistas praticamente só comparecem até o Parque e já retornam, sem visitar demais áreas e sem sequer conhecer a cidade. O resultado desse descaso é o desinteresse de maiores políticas públicas que fomentem uma ampliação nas infraestruturas de acesso, de atendimento, de acomodação e até mesmo de dinamização frente ao que poderia ser um salto para o turismo sustentável local. No desenvolvimento da pesquisa, utilizamos como metodologia de trabalho a análise de materiais cartográficos (mapas turísticos) e as entrevistas com usuários do serviço (turistas e visitantes locais), diagnosticando a eficácia da representação simbólica empregada nos dois mapas mais atualizados, correlacionando isto às causas e consequências do resultado de tal material produzido, como instrumento de marketing, de localização e informação. Também foram entrevistados os sujeitos responsáveis pela produção do material de divulgação aos visitantes, para saber sua formação profissional e critérios considerados importantes na elaboração dos mapas, bem como os chefes de departamento de turismo, para permitir um entendimento, frente ao ponto de vista dos mesmos, quanto ao tipo de material ofertado, fazendo uma correlação com os dados quantitativos obtidos no campo de investigação anterior. Nossos estudos se basearam com prioridade às concepções teóricas atuais e internacionais de Mark Monmonier, (How to lie with maps), para discutir as mentiras presentes nos mapas, e em Jacques Bertin, (Sémiologie Graphique), de modo a retratar as formas convencionais de comunicação cartográfica. A conclusão final da pesquisa aponta para uma gama de artifícios pictóricos com o intuito de estimular o imaginário dos visitantes e vender-lhes tal fantasia em detrimento de emprego de variáveis visuais convencionais à cartografia. O que justifica esta ocorrência é o interesse de mercado de órgãos específicos, e a responsabilidade profissional de produção de mapas que é muitas vezes atribuída a sujeitos não qualificados para este exercício. É necessário nos preocuparmos com o rigor de produções científicas, como o instrumental cartográfico, visto que é visível a banalização que, muitas vezes, é atribuída a esta área do conhecimento, diante da facilidade de reprodução de imagens, via avanço tecnológico.
Título em inglês
Tourist cartography: a reading of thematic maps for tourists' use in the municipality of Ponta Grossa-PR
Palavras-chave em inglês
Graphical symbology
Reading and representation of landscapes
Tourist cartography
Resumo em inglês
This work is the result of a doctoral thesis held at the University of São Paulo, with the objective: "Examining thematic cartographic representation present in tourist maps for visitors in the municipality of Ponta Grossa-PR". This order came the problems observed in different uses symbolic maps offered to tourists, in different localities of the State of Paraná and even the country, creating a local image often not corresponding to the reality of cultural identity of these spaces. In the case of the municipality of Ponta Grossa PR (Snip space chosen for study), tour focused on maps with great emphasis the Vila Velha State Park, leaving little depicted, or difficult location, other important sights: Hole of Priest, Mariquinha Waterfall, Green River Resort, Capão of ounce, Margharita Mazzine Park, Hilda Village, Saudade Station and many more. This allows somewhat condemn the municipality to a kind of extension of the State capital (Curitiba) within the itineraries pollute heavily this economic sector, and maculando of insignificant other potential natural and cultural sites. Thus, despite an overwhelming number of visitors who come to the city, these tourists virtually only comes to the Park and return, without visiting other areas and without even knowing the city. The rest is the lack of major public policies that promote a magnification in infrastructure access service, accommodation and even pivoting forward that could be a leap into the local sustainable tourism. In the development of search we use as working methodology of cartographic materials analysis (tourist maps) and interviews with users of the service (tourists and visitors locations), diagnosing the effectiveness of symbolic representation used in the two most up-to-date maps, correlating it to the causes and consequences of the outcome of such material produced as marketing tool, location and information. Also interviewed every responsible production of material to visitors, to learn their vocational training and criteria are considered important in the preparation of maps, as well as the heads of Department of tourism, to allow an understanding to the point of view, on the type of material contributed by doing a correlation with the quantitative data from previous research. Our studies are based, with priority to current theoretical conceptions and international Monmonier, Mark (how to lie with maps) to discuss the "lies" present on maps, and Jacques Bertin, (Sémiologie Graphique) to portray the conventional forms of cartographic communication. The final completion of the survey points to a range of pictorial artifice to stimulate the imagination of visitors and sell them this fantasy to the detriment of employment of conventional Visual variables to cartography. What justifies this occurrence is the interest of specific organs market and professional liability for the production of maps is often assigned to non-qualified for this exercise. You need to concern ourselves with the rigor of scientific productions such as instrumental cartographic, since it is visible to the banal, which is often assigned to this area of knowledge, given the ease of reproduction of images, via technological advance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-01-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.