• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2007.tde-05112007-125125
Documento
Autor
Nome completo
Nara Nanae Sano
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Venturi, Luis Antonio Bittar (Presidente)
Ruschmann, Doris van de Meene
Yazigi, Eduardo Abdo
Título em português
Estudo comparado da gestão das visitações nos parques estaduais turísticos do Alto do Ribeira (PETAR) e Intervales (PEI)
Palavras-chave em português
Gestão de Visitações
PEI
PETAR
Tragédia dos Comuns
Resumo em português
O objetivo principal desta pesquisa é investigar porque dois parques estaduais relativamente semelhantes (PETAR e PEI) apresentam graus de conservação tão distintos. As variáveis consideradas nesta análise foram: as formas de gestão das visitações, os recursos humanos disponíveis para esta atividade e os fluxos de visitação. A hipótese central é que as diferenças podem ser explicadas em função das gestões diferentes, ou seja, o PEI é mais conservado que o PETAR pois, sua gestão é conduzida pela Fundação Florestal com a participação da comunidade local através de uma cooperativa. Tal arranjo institucional acabaria, ao mesmo tempo, resolvendo um problema de responsabilidade estatal de conservação do meio ambiente natural e visitação pública com fins educacionais, com o interesse econômico da comunidade local. Por outro lado, no PETAR, a falta de coordenação entre o interesse público e o econômico teria levado a exploração descontrolada do parque. A análise dos dados e do resultado da pesquisa de campo nos leva a concluir que o PETAR está sofrendo um processo de deterioração de suas cavernas abertas a visitação e de seu entorno fruto da intensificação do turismo, configurando assim a incidência da tragédia dos comuns. Já no caso do PEI foi constatada uma visitação mais controlada e limitada e, portanto, um grau de preservação do complexo turístico bastante superior. Constatamos que dentre os diversos fatores que podem explicar as diferenças entre os parques, essencialmente, podem ser divididos entre diferenças em infra-estrutura turística e modelo jurídico de gestão dos parques. Sendo que o PEI tem um infra-estrutura turística limitada, o que naturalmente limita as visitações e ser submetido a Fundação Florestal, o que significa autonomia de gestão. Já o PETAR, tem assistido a um crescimento exploratório e sem planejamento da sua infra-estrutura turística, o que tem levado a deterioração de cavernas e do entorno do parque, além disso o gestor do parque tem pouca autonomia na sua gestão dada as amarras jurídicas de ligação com Instituto Florestal que, por sua vez, é controlado pela SMA e suas dotações orçamentárias.
Título em inglês
Comparative Study of Management of Visits of State Parks - Parque Estadual Turísticos do Alto da Ribeira (PETAR) e Parque Estadual Intervales (PEI)
Palavras-chave em inglês
Management of Visits
PEI
PETAR
Tragedy of Commons
Resumo em inglês
The main objective of this research is to investigate why two similar state's parks (PETAR and PEI) presents different states of conservation. The variables took into consideration in this analysis were: the forms of management, the available human resources and the fluxes of visitation. The main hypothesis is that the differences in their state of preservation may be explained due to the differences in their form of visitors management. PEI is more preserved than PETAR since its management is conducted by Fundação Florestal within the participation of local communities through a cooperative. Such institutional arrangement, at the same time, solves a question of state responsibility of conservation of the natural environment and public visitations with educational purposes, together with the economic interests of the local community. On the other hand, at PETAR, the lack of coordination between the public interest and the economic interest has lead to a chaotic exploitation of the park. The analysis of the data and the results of the fields work make us to conclude that PETAR is suffering a deterioration process of its caves opens to visitation and its surrounds due this chaotic exploitation of tourism. Therefore, we clearly see the occurrence of the tragedy of commons. While at PEI we observed a controlled and limited visitation that may explains the higher level of preservation of this park. Among the many differences that can explain this situation we found mainly two: differences in the infra-structure of visitation and differences in the legal model of park's management. At PEI we can see a limited touristic infra-structure which contained the visitations. Moreover, the park is under the management of Fundação Florestal, which means more freedom to manage the park. On the other hand, PETAR, has faced a little planned growth of its tourist infra-structure which lead to a deterioration of the caves and surrounds. Furthermore, the park manager has little autonomy due to the legal restrictions imposed by the control of the Instituto Florestal that is also controlled by the SMA and its budget limitations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.