• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2012.tde-15032013-101938
Documento
Autor
Nome completo
Diana Paola Gómez Mateus
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Hikiji, Rose Satiko Gitirana (Presidente)
Cunha, Edgar Teodoro da
Dawsey, John Cowart
Título em português
Quanto dura o terror? A narrativa da violência em dois filmes colombianos
Palavras-chave em português
Antropologia do cinema
Cinema colombiano
Experiência
Narrativa do terror
Resumo em português
O foco desta dissertação é a construção narrativa audiovisual da violência. A partir de discussões feitas na antropologia sobre narrativa, mimesis e violência se quer pensar a respeito de formas de narrar a experiência da violência política e o conflito armado colombiano. O objeto que será analisado são filmes colombianos, dois especificamente: La sombra del caminante (Ciro Guerra, 2004) e PVC-1 (Spiros Stathoulopoulos, 2007). Obras audiovisuais que se apropriam da tecnologia digital e fazem uso criativo dos recursos cinematográficos para se colocar diante das imagens sobre violência e discutir temas como a verdade e a memória, o tempo e o medo, o intimo e do cotidiano. São formas fílmicas que instigam uma discussão sobre as narrações que a sociedade colombiana constrói para contar o terror de décadas de violência política e conflito armado onde atores à margem da lei, sociedade civil e governo se encontram e se constroem. O procedimento metodológico empregado nesta dissertação é, em um primeiro momento, o da análise fílmica, um modelo teórico definido no campo dos estudos de cinema, que propõe um estudo do filme nos seus múltiplos componentes e atendendo aos espaços e dinâmicas nas quais este se insere. Deste modo, em um segundo momento, indagarei a propósito das narrativas do terror, sendo o terror ato, espaço e cultura, uma situação que se torna estável pela instabilidade que o caracteriza: a experiência da violência, da perda (de parentes, de um lugar de origem, de um passado), do deslocamento forçado, da tortura. Esta é uma tentativa de pensar sobre a mediação do cinema para comunicar efetivamente tal experiência de terror, um fenômeno cuja narração se coloca nas margens do dizível. Neste sentido, o cinema articularia o inarticulável e narraria o inenarrável, incorporando experiências do terror na memória coletiva.
Título em inglês
How long does the terror last? The narrative of violence in two Colombian films
Palavras-chave em inglês
Anthropology of cinema
Colombian cinema
Experience
Narratives of terror
Resumo em inglês
This dissertation's main focus is the audiovisual narrative construction of violence. Taking account of the anthropological debates on narrative, mimesis and violence; I pretend to think about the ways in which the experience of the Colombian political violence and armed conflict is narrated. The object are Colombian films, two mainly, La sombra del caminante (Ciro Guerra, 2004) and PVC-1 (Spiros Stathoulopoulos, 2007). Films, which use digital technology and implement creatively cinematographic resources to take place before images of violence and discuss topics such as truth and memory, time and fear, the everyday and the intimate. These are oeuvres that instigate a debate about the narratives that the Colombian society elaborates to tell the terror of decades of political violence and armed conflict where actors at the margins of law, civil society and govern meet and build themselves. The methodological procedure employed in this dissertation is in a first moment, film analysis. A theoretical model defined in the area of cinema studies which proposes a study of the film's multiple components and the many ways and places in which a film plays part. Thus, in a second moment, I'll inquire about narratives of terror, being that terror is an act, a space and a culture, a situation that stabilizes itself thanks to its instability: the experience of violence, of loss (of relatives, of a place of origin, of a past), of forced displacement, of torture. This is a proposal to think about the mediation of cinema to communicate effectively such experiences of terror, a phenomenon whose narration is on the margins of the speakable. In this sense, cinema would articulate and narrate what is not; and would introduce the experiences of terror in the collective memory.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.