• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2012.tde-13032013-102759
Documento
Autor
Nome completo
Júlia Vilaça Goyatá
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Peixoto, Fernanda Arêas (Presidente)
Sztutman, Renato
Werneck, Mariza Martins Furquim
Título em português
Georges Bataille e Michel Leiris: a experiência do sagrado (1930-1940)
Palavras-chave em português
Collège de Sociologie
Georges Bataille
Michel Leiris
Política
Sagrado
Resumo em português
O tema do sagrado é central na antropologia desde a sua origem. Esta pesquisa propõe o enfrentamento da noção através das lentes de Georges Bataille (1897-1962) e Michel Leiris (1901-1990) na França dos anos 1930, tendo em vista o cruzamento de suas experiências intelectuais e de suas formulações teóricas. Toma-se como ponto de partida para a análise a 'sociologia sagrada' por eles anunciada no Collège de Sociologie (1937-1939), que reclama o sagrado em dupla articulação: ao mesmo tempo que conceito explicativo ele funciona também como uma prática, uma maneira de ver e também de agir sobre o mundo. Em meio aos debates da época empreendidos pela intelectualidade e os movimentos de vanguarda sobre as possíveis formas da ação política, tendo em vista sua ligação com a arte, o sagrado aparece nos trabalhos de Bataille e Leiris como uma alternativa surpreendente. O intuito é rever uma tradição de debates em torno do conceito a partir das formulações radicais e originais destes autores, indicando como se relacionam, cada qual à sua maneira, com a teoria social precedente.
Título em inglês
Georges Bataille and Michel Leiris: the experience of the sacred (1930-1940)
Palavras-chave em inglês
Collège de Sociologie
Georges Bataille
Michel Leiris
Politiques
Sacred
Resumo em inglês
The sacred has been a central subject of anthropological investigations since its origins. This research proposes an approach to the concept through the eyes of George Bataille (1897-1962) and Michel Leiris (1901-1990) in 1930s France, having in sight the crossing of their intellectual experiences and their theoretical formulations. We assume the sacred sociology, proposed by both authors during the years of the Collège de Sociologie (1937-1939), as a starting point to claim the use of the sacred in a double framing: functioning as an explanatory concept, it would also work as a praxis, a way of seeing and acting upon the world. Amid the debates of the time, undertook by intellectuals and the avant-garde movements about the possible paths of political actions and its connections with art forms, the sacred appears in the works of Bataille and Leiris as a striking alternative. The goal is to retrace a tradition of debates involving the concept through both authors formulations at the same time radical and original , showing how they relate, each in their own way, with the former social theory.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.