• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2018.tde-30052018-111636
Documento
Autor
Nome completo
Bruno Santos Alexandre
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Barros, Alberto Ribeiro Gonçalves de (Presidente)
Adverse, Helton Machado
Limongi, Maria Isabel de Magalhães Papaterra
Ostrensky, Eunice
Silva, Ricardo Virgilino
Título em português
A república e a contingência: a recepção do pensamento político de Maquiavel pela Escola de Cambridge (Quentin Skinner e John Pocock)
Palavras-chave em português
Contingência
Maquiavel
Pocock
República
Skinner
Resumo em português
O presente trabalho versa sobre a recepção do pensamento político de Maquiavel pela chamada Escola de Cambridge, notadamente seus membros mais proeminentes: Quentin Skinner e John Pocock. Proponho examinar desde (i) a rica contribuição de Pocock e Skinner para uma metodologia da história intelectual (que é o que precisamente conforma a Escola), passando por (ii) suas interpretações de Maquiavel como um autor fundamentalmente republicano, e chegando até mesmo a (iii) uma filosofia política normativa despontada daqueles dois primeiros movimentos e com eles entremeada. A tese principal do trabalho é que uma noção de contingência (a anterioridade do particular sobre o universal, do criado sobre o espontâneo, do artificial sobre o natural, enfim, do contingente sobre o necessário) perpassaria e pautaria esses três estágios de seus comentários. Para elucidá-lo, procuro esquadrinhar como isso funciona estruturalmente entre os três diferentes momentos e também no diálogo estabelecido entre os dois intérpretes, a fim de evidenciar seus afastamentos e convergências. Por fim, investigo os limites e forças de ambas as posições teóricas quando do contato com críticas externas à dita Escola; sempre contando com a própria noção de contingência como critério de avaliação. Avaliações essas que me levam a concluir, especificamente no que tange aos segundo e terceiro movimentos das interpretações aqui tematizadas e essa é a tese secundária do trabalho , por uma espécie de vantagem teórica da interpretação de Skinner com relação à de Pocock.
Título em inglês
The republic and the contingency: the reception of Machiavellis political thought by the Cambridge School (Quentin Skinner and John Pocock)
Palavras-chave em inglês
Contingency
Machiavelli
Pocock
Republic
Skinner
Resumo em inglês
This study discusses the reception of Machiavelli's political thought by the Cambridge School, more specifically its most prominent members, Quentin Skinner and John Pocock. I explore the question from three different instances or moments: (i) Pocock and Skinner's rich contribution to a methodology of intellectual history (precisely what conforms the "School"), (ii) their interpretations of Machiavelli as essentially a republican author, and (iii) the latter establishment of a normative political philosophy that is a result and a fundamental component of the above mentioned. My main thesis is that the notion of contingency (the priority of the particular over the universal, of the created over the spontaneous, of the artificial over the natural, of the contingent over the necessary) permeated and guided these three steps of their analysis. To shed light on the matter, I examine how this applies structurally in the three different moments and also in the dialog established between the two interpreters, seeking to evidence the similarities and differences in their positions. Finally, I explore the limitations and strengths of both theoretical positions while in contact with external criticism, always relying on the notion of contingency as an evaluation criteria. As a result, I suggest that, when talking specifically about the second and third moments here discussed and this is my secondary thesis Skinner's theories are in a privileged position when compared to those of Pocock.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.