• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-22062015-133945
Documento
Autor
Nome completo
Felipe Augusto de Luca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Lacerda, Tessa Moura (Presidente)
Marques, Silvio Cesar Moral
Ramos, Mauricio de Carvalho
Título em português
De Mônadas a sistemas: individualidade e comunicação nos pensamentos de G. W. Leibniz e de Niklas Luhmann
Palavras-chave em português
Cibernética
Expressão
Mônada
Sistema
Sociedade
Resumo em português
O conceito mônada no pensamento leibniziano guarda em si um aspecto fundamental que é o de expressão: este remete a pensar o indivíduo não só como dotado de uma lógica interna fenomênica como também pertencente a uma lógica metafísica baseada nos princípios de melhor e de causa final; interligados os princípios se refuta o dualismo cartesiano e se alcança, ao nosso ver, um novo conceito que é o de individualidade sistêmica. Isto abre ao filósofo alemão um universo relacional que leva a consequências importantes em âmbito metafísico, político, jurídico, linguístico, etc., mas, em suma sociológico, e que ficará patente em sua formulação do princípio place dautruy. Deste movimento reflexivo de se colocar no lugar do outro entende-se a reconstrução subjetiva das possibilidades externas no interior do próprio indivíduo, o que condicionará de modo singular a sua expressão. Estas elaborações de Leibniz darão os fundamentos para uma leitura organísmica e uma leitura organicista da sociedade. Contudo, enquanto a segunda leitura passa a sobrevalorizar a interdependência das partes enfatizando a cooperação de seus elementos, a primeira, mais próxima de Leibniz, passa a sobrevalorizar a interdependência enfatizando uma ordem anterior, que chamaremos de comunicativa. A esfera comunicativa, levando em conta o fechamento das mônadas, abrange uma pluralidade de perspectivas e expressões se mantendo harmonicamente descentralizada e, ao mesmo tempo, vinculativa. É nesta linha interpretativa que se concebe uma das raízes do pensamento sistêmico e da pós-ontologia social instaurada por Niklas Luhmann. Para o sociólogo alemão, o modelo leibniziano, sendo sistêmico, é o ponto alto de ruptura com o modelo interpretativo mecanicista de ciência embora não seja radical o bastante para romper com as imprecisões epistemológicas humanistas que impedem o avanço de uma ciência da sociedade. Para tal, é necessário levar em consideração o caráter de unidade dinâmica, relacional e autopoietica dos sistemas biológico, psíquico e social e, quanto a este último, o seu caráter fundamentalmente comunicativo. Para este corte metodológico denominado anti-humanista nos parece que Luhmann requisita certos conceitos do pensamento leibniziano, a saber, o fechamento, o place dautruy (incorporado pela cibernética) e a expressividade, para a elaboração de seu modelo funcional-estruturalista de compreensão da complexidade que permeia a sociedade moderna.
Título em inglês
From Monads to systems: individuality and comunication in G. W. Leibniz and Niklas Luhmann
Palavras-chave em inglês
Cybernetics
Expression
Monad
Society
System
Resumo em inglês
The concept of monad in the leibnizian thought guard itself a fundamental aspect that is expressivity: this refers to think the individual not only endowed by phenomenical logic but belonging to metaphysical logic based on the principles of the best and final cause; these interconnected principles refutes cartesian dualism and achieves, in our view, a new concept that is the sistemic individuality. This opens for the german philosopher a relational universe which leads to important consequences in scope of metaphysics, politics, jurisprudence, linguistics, etc. and this will be clear in his formulation about principle "place d'autruy". From this reflexive movement of put himself in the place of other, we understand the subjective reconstruction of external possibilities within the own individual, which will conditionates singularly his expressions. The two elaborations of Leibniz will give the basis for a organismic interpretation and a organicist interpretation of society. However, while the latter overestimates the interdependence of the parts emphasizing the cooperation, the former one, closer to Leibniz, overestimates the interdependence emphasizing a higher order, that we will call communicative. The communicative sphere, taking into account the closure of the monad, covers a plurality of perspectives and expressions keeping itself harmonically descentralized and, in the same time, vinculative. It's on this interpretative line that is conceived one of the roots of sistemic thinking and the social pos-ontology carried out by Niklas Luhmann. For the german sociologist, the leibnizian interpretation which Bertalanffy does is the higher point of disruption with the mecanicist interpretative model of science but is not sufficiently radical to disrupt with the humanist epistemological inaccuracies that impede the advancement of social science. For this, is necessary to take into account the character of dynamical unity, relational and autopoietic of biological, psychic and social systems, and, about the latte, its character fundamentally comunicative. For this methodological cut called anti-humanist seems that Luhmann requests some concepts of the leibnizian thought, like the "closure", the " place d'autruy" (incorporated by cybernetics) and expressivity to do an elaboration of his functional-structuralist model of comprehension the complexity which permeates the modern society.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.