• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Diana Taschetto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Pessoa Junior, Osvaldo Frota (Presidente)
Bezerra, Valter Alnis
Huggett, Nicholas
Krause, Décio
Título em inglês
Worlds and strings: ontology and epistemology in fundamental physics
Palavras-chave em inglês
Fundamentalism
Many-worlds theories
Non-empirical confirmation
Physical possibility
String theory
Resumo em inglês
This work is divided into two major topics: many-worlds (or multiverse) theories in cosmology and Richard Dawids string theory-based epistemology, or non-empirical confirmation theory, as he calls it. The former is discussed in part I and the latter in part II of this dissertation. These topics are not intertwined in this work, as are not the essays that compose each chapter: in part I, first chapter, probability arguments that are presented in the literature as indications a multiverse must exist are accessed, whereas the second chapter is concerned with analyzing the metaphysical view that motivates many-world theory building, namely, the need to find unconditioned explanations in physics. Non-empirical confirmation theory is built upon three arguments, the No Alternatives Argument, the Meta-Inductive Argument from the Success of Other Theories in the Research Program and the Unexpected Explanatory Coherence Argument. Each compose a chapter in part II of this work, as they encode different philosophical issues that require for their assessment different tools from the philosophers arsenal. Skeptical conclusions are drawn at the end of each chapter. The wide spectrum of questions this work touches are designed to give at least slight indication that critical exploration of foundational theories made upon grounds familiar to philosophers can be found as internal to scientific practice itself, if that practice is concerned with the discovery, refinement and revision of fundamental theories.
Título em português
Mundos e cordas: ontologia e epistemologia em física fundamental
Palavras-chave em português
Confirmação não-empírica
Fundamentalismo
Possibilidade física
Teoria das cordas
Teorias de muitos mundos
Resumo em português
Este trabalho divide-se em dois grandes tópicos: teorias de muitos mundos (ou multiverso) em cosmologia e a epistemologia não-empírica, embasada na teoria das cordas, de Richard Dawid. O primeiro é discutido na parte I e o segundo compõe a parte II deste trabalho. Tais tópicos não estão ligados, e a problemática desenvolvida em cada capítulo deste trabalho é, em larga medida, independente das demais: no primeiro capítulo da parte I argumentos probabilísticos indicados a literatura em prol da existência de muitos mundos são analisados, enquanto no segundo capítulo os pressupostos metafísicos que motivam a construção de teorias de muitos mundos em cosmologia, a saber, o fundamentalismo que busca explicações não-condicionadas para os fenômenos com os quais lida a física, são discutidos. A teoria da confirmação não-empírica de Dawid, tema da segunda parte deste trabalho, tem por base três argumentos, a saber, o argumento das alternativas inexistentes, o argumento meta-indutivo do sucesso de outras teorias no programa de pesquisa e o argumento da coerência explanatória inesperada. Cada um destes argumentos é tema de um capítulo neste trabalho, posto que desvelam problemáticas filosóficas distintas que requerem, por sua natureza, ferramentas de análise diferentes. Conclusões céticas são indicadas ao final de cada capítulo. O amplo espectro de questões que aborda este trabalho é desenhado com o propósito de fornecer ao menos vaga indicação de que a exploração crítica de teorias fundamentais, levadas a cabo a partir de vieses familiares ao filósofo, pode ser vista como interna à própria prática científica, se esta prática é preocupada com a descoberta, refinamento e revisão de teorias fundamentais.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.