• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-09102015-124551
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Martinho Correia da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Estevao, Jose Carlos (Presidente)
Oliveira, Carlos Eduardo de
Savian Filho, Juvenal
Título em português
A latinização do vocabulário grego do ser no de Hebdomadibus de Boécio
Palavras-chave em português
Filosofia antiga
Filosofia da linguagem
Filosofia medieval
Filosofia tardo-antiga
Metafilosofia
Resumo em português
Nesta investigação tenho por fim estudar a translatio da lexicografia conceitual que parte do verbo grego ser (einai) chegando ao verbo latino ser (esse) à luz do de Hebdomadibus de Boécio. Neste percurso me deparo com a embriologia da doutrina dos transcendentais, na qual ser, bem e um são convertíveis ou coextensivos, como também me deparo com uma metafísica do bem, herdada pela Escolástica, pela qual tento especular Boécio em seu exercício filosófico, que consiste em tentar esclarecer o modo pelo qual as substâncias são boas nisto que são, contudo não são bens substanciais.
Título em inglês
The latinization of the Greek vocabulary of being in Boethius de Hebdomadibus
Palavras-chave em inglês
Ancient philosophy
Late ancient philosophy
Medieval philosophy
Metaphilosophy
Philosophy of language
Resumo em inglês
The aim of this study is the translatio of the conceptual lexicography following the Greek verb be (einai) through the Latin verb be (esse) in light of Boethius de Hebdomadibus. Throughout this journey I find myself facing the embriology of the doctrine of transcendentals, in which being, goodness and one are convertible or co-extensive, and I also face a metaphysics of goodness, inherited by the Scholastics, through which I then try to speculate Boethius in his philosophical endeavour, consisting in trying to clarify how substances are good in that they are, though they are not substantial goods.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.