• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Monica Loyola Stival
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Moura, Carlos Alberto Ribeiro de (Presidente)
Cacciola, Maria Lucia Mello de Oliveira
Limongi, Maria Isabel de Magalhaes Papaterra
Título em português
Hábito - expectativa: uma noção de sujeito a partir de David Hume
Palavras-chave em português
Empirismo
Espaço
Experiência
Hábito
Hume
Sujeito
Tempo
Resumo em português
O intuito desta pesquisa é encontrar o vínculo entre percepção e relações contingentes na filosofia de David Hume. Uma vez que o autor nos diz que tudo o que há são percepções, surge a tarefa de precisar o modo segundo o qual relações como espaço e tempo - relações filosóficas e contingentes - se constituem. Afinal, a noção chave desta filosofia, a de causalidade, traz já a necessidade de certa percepção de tais idéias abstratas (espaço e tempo): elas devem ser derivadas de alguma experiência sensível (impressão), mesmo sendo exteriores às qualidades da experiência sensível. Será possível, assim, vislumbrar a imbricação entre o atomismo e o associacionismo humiano, delimitando o sentido da experiência para este pensamento e apontando as conseqüências dessa perspectiva em relação à problemática da época - o conhecimento - ou àquela que nascia como conseqüência - a subjetividade.
Título em inglês
Habit - expectancy: the connexion between perception and contingent relations in David Hume's philosophy
Palavras-chave em inglês
Empirism
Experience
Habit
Hume
Space
Subject
Time
Resumo em inglês
The aim of the present research is to find the connexion between perception and contingent relations in David Hume's philosophy. Since the author himself tells us that everything that exists are perceptions, the task arises of precisely circumscribing the way in which relations such as time and space - philosophical and contingent relations - are constituted. After all, the key concept of this philosophy, the one of causality, already implies the need of some perception of such abstract ideas (time and space): they should be derived from some sensitive experience (impression), even if they are exterior to the qualities of sensitive experience. It will be thus possible to have an insight into the interrelation of Hume's atomism and associationism, thereby defining the meaning of experience in his philosophy and pointing out the consequences of his view to the set of problems of his epoch - knowledge - or of the one then upraising - subjectivity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.