• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2007.tde-01112007-153708
Documento
Autor
Nome completo
Mauricio Cardoso Keinert
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Terra, Ricardo Ribeiro (Presidente)
Cacciola, Maria Lucia Mello de Oliveira
Peres, Daniel Tourinho
Pimenta, Pedro Paulo Garrido
Santos, Paulo Roberto Licht dos
Título em português
Crítica e autonomia em Kant: a forma legislativa entre determinação e reflexão
Palavras-chave em português
Autonomia
Crítica
Determinação
Kant
Reflexão
Resumo em português
A tese procura relacionar os conceitos de critica e autonomia na filosofia de Immanuel Kant por meio do seguinte recorte: a noção de forma legislativa, analisada à luz dos juízos determinante e reflexionante, permite vislumbrar um caráter positivo para a critica, para além do costumeiro caráter negativo a ela sempre atrelado. Com isso, é a própria idéia de autonomia que, extrapolando o seu "lugar de origem" na arquitetônica da razão, passa a ser a chave de interpretação de tal caráter positivo. Para isso, é necessário a este trabalho três passos argumentativos: analisar, em primeiro lugar, o próprio conceito kantiano de filosofia a partir da relação entre os conceitos acadêmico e mundano, definidos por Kant na Lógica. Em segundo lugar, trata-se de analisar uma possível vinculação entre o conceito de finalidade e as relações entre forma e reflexão, inerentes a possíveis representações da natureza. Por fim, através dos conceitos de fundamentação e aplicação, procura-se redimensionar o conceito de autonomia que se encontra na Critica da razão pratica.
Título em inglês
Critique and autonomy in Kant: the legislative form between determination and reflection
Palavras-chave em inglês
Autonomy
Critique
Determination
Kant
Reflection
Resumo em inglês
This work aims to establish a relationship between the concepts of critique and autonomy in Immanuel Kant's philosophy, through the notion of legislative form. In regard to determining and reflecting judgments, that notion makes it possible to notice a positive aspect of the critique, going beyond the usually recognized negative aspect. Therewith, it is the idea of autonomy that, beyond its "original place" in the architectonic of reason, becomes the interpretive key to such a positive aspect. In order to show it, this work is divided into three steps: firstly, it must analyse Kant's concept of philosophy having in view the relationship between the academic and the wordly concepts of philosophy as defined by Kant in his Logic. Secondly, it must discuss a possible bond between the concept of finality and those of form and reflection which are inherent to possible representations of nature. Thirdly, it must, through the concepts of foundation and application, reconsider the concept of autonomy from the Critique of practical reason.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.