• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2018.tde-28052018-170521
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Pimentel De Maria da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Musse, Ricardo (Presidente)
Braga Neto, Ruy Gomes
Catani, Afranio Mendes
Maar, Wolfgang Leo
Matos, Olgaria Chain Feres
Título em português
Crítica da autoridade : dominação e emancipação na obra de Max Horkheimer
Palavras-chave em português
Dominação
Emancipação
Marxismo
Max Horkheimer
Teoria crítica
Resumo em português
A sujeição ao existente foi o tema central do programa de pesquisas organizado por Max Horkheimer no âmbito do Instituto de Pesquisa Social, ao longo da década de trinta. As diversas formas de subjetivação da dominação psíquica, política e ideológica foram objeto da reflexão de Horkheimer e de seus colaboradores, ao longo de um período que correspondeu, aproximadamente, ao da edição da Revista de Pesquisa Social, publicada entre 1932 e 1941. A autoridade foi o tema que vinculou a obra de Horkheimer à de seus colegas no Instituto, nesta tese representados por Fromm, Pollock e Neumann, autores que compreendiam o problema da dominação sob diferentes prismas, e cuja apropriação do marxismo seguia a cada vez um curso próprio. Tenta-se mostrar como Max Horkheimer, a partir de sua compreensão da ideologia e da ciência contemporâneas, formulou uma concepção de autoridade que influiu decisivamente sobre a apropriação crítica feita pelo autor, em seus ensaios, das contribuições daqueles membros do Instituto. Ao incorporá-las em sua obra, Horkheimer modificava a estrutura de seus principais conceitos e lhes conferia novas funções, o que incluía a busca por potenciais de emancipação. Nesse processo, o autor examinava a imbricação entre o fetichismo presente nas diversas esferas sociais, a violência psíquica e política e a luta de classes.
Título em inglês
Critique of authority: domination and emancipation in the work of Max Horkheimer
Palavras-chave em inglês
Domination
Emancipation
Marxism
Max Horkheimer
Theory critique
Resumo em inglês
Subjection to the existing was the central theme of the research program organized by Max Horkheimer in the scope of the Frankfurt Institute for Social Research, during the thirties. The various forms of subjectivation of domination - psychic, political, and ideological - were the object of Horkheimer and his collaborators reflection over a period that corresponded approximately to that of the edition of the Journal of Social Research, published between 1932 and 1941. The issue of authority linked Horkheimers work to that of his colleagues at the Institute, in this doctoral thesis represented by Erich Fromm, Friedrich Pollock and Franz Neumann, authors who understood the problem of domination under different prisms, and whose appropriation of marxism followed each time a specific course. The aim here is to show how Max Horkheimer, starting from his understanding of contemporary ideology and science, formulated a conception of authority that decisively influenced the authors critical incorporation in his essays of the contributions of those members of the Institute. In assimilating them in his work, Horkheimer modified the structure of their main concepts and gave them new functions, which included the search for emancipation potentials. In this process, the author examined the imbrication between fetishism present in the various social spheres, psychic and political violence and class struggle.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.