• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2009.tde-27082009-152246
Documento
Autor
Nome completo
Nahema Nascimento Barra de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Garcia, Sylvia Gemignani (Presidente)
Catani, Afranio Mendes
Hirano, Sedi
Título em português
Caminhos da Paragerência: trajetórias, experiências e expectativas entre formandos de administração de empresas de uma universidade privada
Palavras-chave em português
Administração de empresas
Educação
Ensino superior
Setor privado
trabalho
Resumo em português
O presente estudo inicia-se com uma reconstituição da história dos cursos superiores de administração de empresas no Brasil, visando um objetivo preciso: localizar, no interior das hierarquias existentes no ensino superior e, especialmente, no ensino da administração, uma escola superior do setor privado em São Paulo (capital). Nessa escola aqui designada como Universidade A é que se inserem os formandos de administração de empresas que participaram desta investigação. A partir do lugar ocupado no campo acadêmico pela administração lugar no qual são combinados paradoxalmente saberes e práticas que se encontram na tensa fronteira entre dois mundos antagônicos (o do homo academicus e o do homo oeconomicus) , afirma-se que a Universidade A está localizada num espaço ainda mais fronteiriço (do ponto de vista científico) do que o ocupado pelas escolas de administração tradicionais e/ou de prestígio neste campo específico do ensino superior. Considerando-se que as escolas de administração ocupam uma posição subordinada no mundo da academia, a Universidade A, tida como uma escola sem tradição no ensino da administração, localiza-se, portanto, em um lugar duplamente subordinado, situado na margem da margem do sistema institucional de ensino superior. Depois de definir a posição da Universidade A no campo do ensino superior em geral e, posteriormente, no campo do ensino da administração, este estudo explora qualitativamente os sentidos da educação superior e, em particular, do ensino de administração, junto a alunos formandos com baixo capital econômico e sem tradição escolar que se encontram nesse campo acadêmico duplamente marginal. Por fim, o trabalho aqui apresentado busca compreender como esses formandos em administração de empresas respondem e reagem individualmente isto é, no plano micro de sua experiência específica às recentes transformações macro-sociais (decorrentes do processo mais amplo de reestruturação produtiva) em termos de práticas, escolhas e expectativas a partir dos espaços sociais nos quais eles estão situados e transitam.
Título em inglês
Administration paths: trajectories, experiences and expectations among students of business administration at a private university
Palavras-chave em inglês
Business administration
Education work
Higher Education
Private sector
Resumo em inglês
The present study begins with the reconstitution of the history of Higher Education Business Administration courses in Brazil, and aims at localizing one specific São Paulo-based private-sector school within the existing hierarchies in Higher Education and within the Business Administration Education field. All the students who took part in this investigation belong to this school referred to as University A. In regard to the position of Business Administration within the academic field a field which paradoxically combines knowledges and practices found in the tense boundaries between two antagonist worlds (homo academicuss and homo oeconomicuss) University A stands in an even more (scientifically) borderline space, in comparison to traditional or more prestigious schools. Considering that Administration Schools remain in a subordinate position in the academic world, a less traditional school such as University A is held in a doubly subordinate position, on the margins of the established Higher Educational system. After defining the position of University A within the Higher Education field and, subsequently, within the Business Education field, the present research explores qualitatively the senses of Higher Education and, specifically, Business Administration Education by students with low-economic capital and without schooling tradition, who find themselves in this doubly marginal field. Finally, the research aims at understanding how such Business Administration students respond and react individually i.e. in the micro-plan of their specific experience to recent social macro-changes (due to the broader process of productive restructuring) in terms of practices, choices and expectations, based on the social spaces in which they are situated.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-08-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.