• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-15052015-102144
Documento
Autor
Nome completo
Thiago Trindade de Aguiar
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Silva, Leonardo Gomes Mello e (Presidente)
Rodrigues, Iram Jácome
Tomizaki, Kimi Aparecida
Título em português
Maquiando o trabalho: opacidade e transparência numa empresa de cosméticos global
Palavras-chave em português
Multinacional brasileira
Novos métodos de gestão
Processo de trabalho
Relações de trabalho
Sociologia do Trabalho
Resumo em português
O presente trabalho tem por objetivo tratar do modo como a classe trabalhadora brasileira tem reagido às mudanças na organização da produção com a passagem de um padrão fordista para um pós-fordista a partir de um estudo de caso envolvendo trabalhadores da planta da Natura de Cajamar (SP). Com inspiração em Beaud e Pialoux (2009), aqui se pretende demonstrar como tais mudanças significaram a desestruturação do grupo operário e a ascensão de um novo grupo, marcado por novas características e sobre o qual os antigos valores, símbolos e referências não exercem mais a mesma influência. O interesse é analisar de que modo o novo grupo operário interage com as exigências da produção orientada por princípios do toyotismo, isto é, de qualidade e de flexibilidade. A descrição da fábrica, a apresentação de entrevistas, com trabalhadores e diretores da empresa, e de materiais corporativos e sindicais permitem analisar como foram introduzidas as mudanças na produção. Além disso, pretende-se debater o significado do descompasso entre a realidade concreta do trabalho na empresa e o discurso empresarial que prega a transparência das relações, de modo a identificar quais são os fundamentos do consentimento dos trabalhadores às práticas de produção flexíveis adotadas na fábrica.
Título em inglês
Making up the work: opacity and transparency in a global company of cosmetics
Palavras-chave em inglês
Brazilian multinational corporation
New management methods
Sociology of Work
Working process
Working relations
Resumo em inglês
This present work intends to discuss the way that Brazilian working class has reacted to changes in the organization of production after the transition from "fordism" to "post-fordism", using a case study around Naturas workers in the plant of Cajamar (São Paulo Brasil). Inspired by Beaud and Pialoux (2009), the attemp is showing how these changes have meant a kind of dismantling for the group of workers and a rise of a new group of them, influenced by new characters. Old values, symbols and references do not exercise the same influence as they used to. The point is to examine the way that this new group interacts with the production's demands guided by toyotism elements, like quality and flexibility. The factory's description, the presentation of the interviews with workers and companys manangers, and the examining of companys and trade unions documents make possible to analyse how changes in production have been introduced in Natura. Beyond that, the meanings of the gap between the factual reality of working in the company and companys discourse, that talks about transparency' in relations, will also be examined to identify wich are the basis of workers consent to the flexible production practices adopted in that factory.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.