• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2018.tde-09022018-112516
Documento
Autor
Nome completo
Thiaquelliny Teixeira Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Prandi, Jose Reginaldo (Presidente)
Davila, Brenda Maribel Carranza
Gouveia, Eliane Hojaij
Mariano, Ricardo
Souza, Andre Ricardo de
Título em português
A construção social da santidade: santos populares no interior da Bahia
Palavras-chave em português
Canonização
Igreja católica
Religiosidade popular
Santidade
Santos populares
Sociologia da religião
Resumo em português
Este trabalho se propõe a analisar a construção social da santidade. Desde o início da era cristã, o povo é o grande responsável por fazer santos. Os primeiros santificados foram os mártires e os confessores, que declararam publicamente a sua fé em Cristo com o risco iminente de morte. Com o fim da perseguição romana aos cristãos, início do século IV, os olhos do povo se voltaram para os ascetas. Apesar de eles terem um estilo de vida de restrições autoimpostas, que simbolizava um martírio diário, foi a taumaturgia, a capacidade de operar milagres, que fez com que os ascetas fossem devotados e proclamados santos pelo povo. Após a reforma gregoriana, a Igreja reservou para si o direito de proceder com a canonização; contudo, ela ainda hoje não conseguiu controlar a santificação popular. Novos santos continuam surgindo alheios ao seu controle, como os santos do interior do estado da Bahia, Brasil, santa Leocádia, santo Antônio e são Pedro. Os dados foram coletados durante as pesquisas de campo, realizadas nas cidades de Guanambi, Cândido Sales e Ribeirão do Largo, onde estão localizados os túmulos dos respectivos santos. As análises mostram que além do já conhecido martírio, a fama de milagreiro se firma como a principal razão da construção social da santidade. Digo fama de milagreiro e não o milagre em si, já que para os devotos dos santos populares, o milagre é visto, de forma simplificada, como quaisquer tipos de ajuda.
Título em inglês
The social construction of the sanctity: popular saints in the interior of Bahia
Palavras-chave em inglês
Canonization
Catholic church
Popular religiosity
Popular Saints
Sanctity
Sociology of religion
Resumo em inglês
This work proposes to analyze the social construction of the sanctity. Since the beginning of the Christian era, the people are the greatest responsible of creating saints. The first two groups to be sanctified were the martyrs and confessors, that publicly declared their faith in Christ even with the imminent risk of death because it. With the end of the Christian persecution from the romans, in the beginning of IV century, the interest of people came to the ascetics. Despite their lifestyle of self-imposed restrictions, the thaumaturgy, that is, the capacity of operating miracles, that made ascetics proclaimed and devoted by the population. After the Gregorian Reform, the Church reserved to itself the right to proceed with the canonization; however, the popular sanctification is a topic that could not be fully controlled by the Catholic Institution yet. New saints are still being emerging, such as those of the interior of Bahia state, Brazil, Saint Leocádia, Saint Antônio and Saint Pedro. The data were collected through field researches conducted in the cities of Guanambi, Cândido Sales and Ribeirão do Largo, where the tombs of these saints just mentioned are located, respectively. The analyses demonstrate that beyond the well-known fame of martyr, the fame of miracle worker is the principal reason for the social construction of sanctity. I mean, the fame of miracle worker and not the miracle itself, because to the popular saints devouts, the meaning of miracle is considered to be any kind of a simple help.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-02-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.