• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2006.tde-22062007-133857
Documento
Autor
Nome completo
Denilde Oliveira Holzhacker
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Albuquerque, Jose Augusto Guilhon (Presidente)
Meneguello, Raquel
Oliveira, Eliézer Rizzo de
Sato, Eiiti
Villa, Rafael Antonio Duarte
Título em português
Atitudes e percepções das elites e da população em geral sobre a política externa brasileira nos anos 90
Palavras-chave em português
Elites
Massa
Opinião pública
Política Externa Brasileira
Relações Internacionais
Resumo em português
O objetivo desta tese é investigar, de forma comparativa, as diferenças e semelhanças entre as percepções e orientações da elite e da opinião pública de massa a respeito da política externa brasileira. Para isso, foram analisados os resultados do survey "Percepções das Elites e da População brasileira sobre as Relações Externas do País", realizado em 1998 e 2001, pelo Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais da Universidade de São Paulo. Além disso, foram utilizados depoimentos coletados entre membros da elite brasileira no âmbito da pesquisa "A Alca nas Visões das Elites" (2003), NUPRI-ILDES. A hipótese central do trabalho é que as elites e a massa apresentam padrões de atitudes similares a respeito dos diferentes aspectos da inserção internacional brasileira a partir dos anos 90. No entanto, os resultados indicaram que não há na sociedade brasileira um consenso sobre os efeitos da globalização sobre o País, existindo três padrões de atitudes quanto à globalização: alienação, afluência e participação conflituosa. Essas posições indicaram visões distintas sobre os resultados da globalização, que influenciam diretamente a posição brasileira no sistema internacional. Essas visões, por outro lado, também influenciam as posições das elites e da massa a respeito das opções e orientações da política externa brasileira nos anos 90. As elites e a massa dividem-se em três posições a respeito das orientações da política externa brasileira no período: para uns a política externa deveria voltar-se para os interesses estritamente econômicos, para outros ela deveria ser um instrumento de busca da cooperação e o desenvolvimento geral dos povos, e um terceiro grupo apóia uma política baseada na busca do poder e do prestígio no sistema internacional. Essas posições mostraram forte associação com uma visão positiva da atuação do País no sistema internacional. Entre as estratégias da política externa brasileira destacou-se o forte envolvimento do País em negociações internacionais, além disso, esse tópico é considerado um dos que mais mobilizaram os grupos da sociedade brasileira nos anos 90, por isso, buscou-se analisar as atitudes das elites e da massa no que se refere à participação do País em dois processos negociadores: o Mercosul e a ALCA. As maiores divergências entre elites e massa prevaleceram nas questões relacionadas à ALCA. No que se refere ao Mercosul existe no interior da sociedade brasileira um forte consenso sobre os resultados que a integração poderão trazer em termos de desenvolvimento econômico e também de maior influência para o País nos processos internacionais, apesar da falta de consenso sobre os impactos até o momento gerados pela integração com os Países do Cone Sul. De maneira geral, os resultados indicaram que as elites e a massa mostram atitudes coerentes e associadas ao debate que marcou a diplomacia brasileira nos anos 90.
Título em inglês
Attitude and perceptions of the elites and of the Brazilian population on the foreign policy of Brazil in the 90' s
Palavras-chave em inglês
Brazilian foreign policy
Elite
International Relations
Mass
Public opinion
Resumo em inglês
The objective of this thesis is to investigate, in a comparing form, the differences and similarities between the perceptions and orientation of the elite and the mass of Brazilians, regarding the Brazilian foreign policy. For this, it had been analyzed the results of survey " Perceptions of the Elites and of the Brazilian Population on the Foreign Policy", carried through in 1998 and 2001, by the Center of Research in International Relations of the University of São Paulo, moreover, had been used interview with members of the Brazilian elite about FTAA negotiations (NUPRI-USP/ILDES - 2003). The central hypothesis of the work is that the elites and the mass show of similar attitudes regarding the different aspects of the Brazilian international insertion from years 90. However, the results had indicated that it does not happen, in the Brazilian society, a consensus on the results of the globalization. In the Brazilian society there are three attitudes regarding globalization: alienation, affluence and participation confliction. These positions indicate distinct perceptions on the effects of the globalization and that directly influence the Brazilian position in the international system. These perceptions, on the other hand, also influence the elites and the mass positions regarding the options and orientations of the Brazilian foreign politics in the 90´s. The elites and the mass revealed three attitudes: a) the external politics is turned for strict economic interests, b) the external politics is an instrument for the search of the cooperation and the development of the peoples and, c) politics is based on the search for power and prestige in the international system. These positions had shown to associate with a positive vision about the country´s performance in the international system. The strategies of the Brazilian external politics distinguished the strong involvement in international negotiations. This topic is considered one that has strongly mobilized the Brazilian society in years 90, so it is important to analyze the attitudes of the elites and the mass regarding the participation in two negotiating processes: the Mercosur and the FTAA. The biggest divergences between the elites and mass has taken advantage in the related questions the FTAA, as for the Mercosur a strong consensus exists in the interior of the Brazilian society about the results that the integration will be able to bring in terms of economic development, despite the lack of consensus on the impacts until the moment generated by the integration with the countries of the South Cone. In a general way, the results have indicated that the elites and the mass show a coherent attitude and associate the debate inside of the country in years 90.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-06-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.