• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-17092012-121207
Documento
Autor
Nome completo
Martino Gabriel Musumeci
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Villa, Rafael Antonio Duarte (Presidente)
Reis, Rossana Rocha
Soares, Samuel Alves
Título em português
Semiótica das securitizações governamentais na América do Sul contemporânea: construção das significações de segurança e defesa em documentos políticos da região
Palavras-chave em português
América do Sul
Defesa
Pragmática
Segurança
Semiótica
Resumo em português
A partir do conceito de securitização proposto pela Escola de Copenhague dos estudos de segurança internacional, retoma-se da Pragmática discursiva anglo-saxônica o conceito de ato de linguagem (speech act) enquanto instância de contínua atualização discursiva do significado, para questionar as definições de defesa e segurança nas enunciações recentes de governos em dez países sul-americanos, materializadas em documentos políticos tais como legislações e os chamados livros brancos. Em busca da recuperação dos processos de significação desses termos, a análise desses documentos faz uso de determinadas categorias da Semiótica estruturalista de linhagem francesa, embora com a consciência de que esse procedimento tende a conduzir a pareamentos semanticamente hierarquizados que a epistemologia pós-estruturalista critica. Ao final, rediscute-se a classificação da América do Sul enquanto complexo regional de segurança, tendo em vista também as noções de comunidade de segurança e comunidade de linguagem.
Título em inglês
Semiotics of the contemporary South American governmental securitisations: construction of security and defence meanings in political documents in the region
Palavras-chave em inglês
Defence
Pragmatics
Security
Semiotics
South America
Resumo em inglês
This work considers the Copenhagen School of security studies' concept of securitisation as speech act to develop an understanding of meaning as continuously actualized by discourse, according to the Anglo-Saxon Pragmatics perspective. In doing so, it questions the definitions of defence and security in recent political and legislative speechs by governments in ten South American countries. It then invokes certain categories of the French structuralist Semiotics in search of discovering processes of meaning-construction of these terms, even though having in mind that this procedure tends to lead to the semantically hierarchised pairs that are criticised by the recent poststructuralist epistemology. In the end, it rediscusses the classification of South America as a regional security complex, in parallel to the notions of security community and speech community.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.