• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2009.tde-05022010-095325
Documento
Autor
Nome completo
Diego de Lima Gualda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Araujo, Cicero Romao Resende de (Presidente)
Vianna, Luiz Jorge Werneck
Vita, Alvaro de
Título em português
Individualismo Holista: uma articulação crítica do pensamento político de Charles Taylor
Palavras-chave em português
Charles Taylor
Comunitarismo
Holismo
Individualismo
Liberalismo
Resumo em português
Charles Taylor é um dos principais e mais influentes filósofos contemporâneos. No campo da política, o debate liberal-comunitário é o tema em que suas contribuições são mais conhecidas. Entretanto, o estudo da reflexão política de Taylor tem sido parcial. No registro teórico do debate liberal-comunitário, sua assim chamada crítica comunitarista é, muitas vezes, tomada como uma resposta normativa a possíveis equívocos ou limitações dos ideais morais do liberalismo. A conclusão mais comum é que o pensamento tayloriano se contrapõe à tradição liberal, sendo por vezes identificado ora com o comunitarismo, ora com o republicanismo, ora com o multiculturalismo. A reflexão de Taylor, contudo, se ocupa de um outro registro, mais amplo: o desenvolvimento de concepções de identidade e de bem baseadas em argumentos que não são normativos, mas sim ontológicos. Nesse registro, o objetivo de sua obra não é questionar os ideais morais do liberalismo, mas reconfigurá-los num contexto ontológico específico, bem como ampliar o leque de bens moral e politicamente relevantes para as sociedades contemporâneas. O objetivo dessa dissertação é o de justamente explorar a estrutura conceitual do que poderíamos chamar de individualismo holista, uma tipologia de pensamento político que, embora defensora normativamente da liberdade, pluralismo e autonomia, guarda uma profunda preocupação com a natureza irredutivelmente social da ação e dos bens humanos. Espera-se que a partir dessa chave de leitura sejamos capazes de uma abordagem mais sistemática da reflexão política de Charles Taylor, articulando suas diferentes e fragmentadas intervenções no debate político num quadro mais amplo, referenciado também às discussões sobre a natureza da agência, do self e da modernidade. Ao final, sugerimos que o autor canadense se move teoricamente muito mais próximo daquilo que se considera uma tradição liberal de pensamento do que sua classificação usual permitiria imaginar.
Título em inglês
Holistic individualism: a critival articulation of Charles Taylor's political thought
Palavras-chave em inglês
Charles Taylor
Communitarianism
Holism
Individualism
Liberalism
Resumo em inglês
Charles Taylor is one of the most important and influential contemporary philosophers. In the political field, the liberal-communitarian debate is the theme where his contributions are most recognized. Nevertheless, the study of Taylors political thought has been limited. In the liberal-communitarian theorical debate arena, his so called 6 communitarian criticism has many times been taken as an advocacy answer to possible mistakes or limitations of liberalisms moral ideals. The most common conclusion is that the taylorian thought opposes itself to the liberal tradition and it has been identified with communitarianism theories, republicanism, or even with multiculturalism. Taylors reflection, however, is concerned with another more ample aim: the development of identity and good conceptions based in ontological arguments. The purpose of his work is not to question liberalistic moral ideals, but to reconfigure those in a specific ontological background, as well as to amplify the set of allowable moral and political relevant conceptions of goods to contemporary society. The intent of this paper is indeed to explore the conceptual structure of what we could call holistic individualism, a political thinking typology which although concerned with the advocacy of freedom, pluralism and autonomy also continues to take into account the inextricable social nature of agency and human goods conception. Hopefully, with this interpretation key we will be able to put in place a most systematic account of Charles Taylors political reflection, articulating its different and sparse contributions in the political debate in a more comprehensive landscape which will be referenced to his agency, self and modernity discussions. In the end, we suggest that the Canadian author is closer to what we could call a liberal tradition thinking than his usual classification would allow.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.