• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2011.tde-04102011-085036
Documento
Autor
Nome completo
Tânia Maria Pinc
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Carneiro, Leandro Piquet (Presidente)
Alvarez, Marcos Cesar
Lima, Renato Sérgio de
Sapori, Luis Flavio
Taylor, Matthew Mac Leod
Título em português
Treinamento policial: um meio de difusão de políticas públicas que incidem na conduta indivudual do policial de rua
Palavras-chave em português
Abordagem policial
Polícia militar
Procedimento operacional padrão
Reforma da polícia
Treinamento policial
Resumo em português
Esta tese avalia o impacto do treinamento no desempenho individual, durante a abordagem, analisando a capacidade de um grupo de policiais militares seguir procedimentos operacionais padrão (POP), após o treinamento. Em 2002, a Polícia Militar do Estado de São Paulo criou o SISUPA Sistema de Supervisão e Padronização uma política que padroniza procedimentos operacionais e sistematiza a supervisão e treinamento dos policiais de rua. Desempenhar as tarefas cotidianas de maneira coerente com os procedimentos padronizados pode diminuir tanto o grau de exposição ao risco do policial, como a possibilidade de prática abusiva. Em pesquisa realizada anteriormente constatamos a tendência do policial não seguir os POP de abordagem (PINC, 2007a). Entendemos que esse resultado estava relacionado a ausência de treinamento. Neste sentido, a hipótese central desta pesquisa sustenta que o treinamento aproxima o comportamento individual do policial, durante as abordagens, do padrão estabelecido pela polícia. Para testar esta hipótese realizamos um quase experimento com dois grupos não-equivalentes. Os grupos foram observados por meio da técnica da observação social sistemática (OSS), que registrou as imagens do desempenho dos policiais realizando abordagens sem que soubessem que estavam sendo observados. Como instrumento de avaliação do desempenho, usamos um questionário para buscar identificar a presença de quatorze procedimentos padronizados, em cada uma das 199 abordagens selecionadas na amostra. O treinamento de 60 horas foi aplicado a apenas um dos grupos, entre a primeira e a segunda etapa da OSS. A análise de regressão empregou o modelo estatístico do Difference-in-Difference. Os resultados indicam que o treinamento não atingiu o objetivo de mudar comportamento. Por fim, entendemos que esse resultado está relacionado, principalmente, à metodologia empregada no treinamento.
Título em inglês
Police training: a means of dissemination of public policies which affect the individual conduct of police officer on the street
Palavras-chave em inglês
Military police
Police reform
Police training
Standardized operational procedures
Stop and search
Resumo em inglês
thesis evaluates the impact of the training on individual performance during the stop and search, analyzing the ability of a group of military police officer following standard procedures after training. In 2002, the Military Police of São Paulo State created a policy which standardized operational procedures (SOP) and a system of supervision and training. Performing daily tasks in a manner consistent with the standardized procedures can reduce both the degree of risk to the police officer and the possibility of abusive practice. Earlier research showed the tendency of the police officer not following the SOP (PINC, 2007a). I argue that the result was related to the absence of training. In this sense, the central hypothesis of this research establishes that training procedures might change police officers behavior by assuring the compliance with institutional standards. To test this hypothesis this study developed a quasi-experiment with two non-equivalent groups. The groups were observed by the systematic social observation (SSO) technique, which videotaped the performance of police officers during the stop and search without knowing they were being watched. The research used a questionnaire as instrument to identify the presence of fourteen standard procedures in each of the 199 stop and search selected in the sample. The 60 hours of training was applied to just one group, between the first and second stage of the SSO. Regression analysis used the statistical model of the Difference-in-Difference. The results indicate that training has not changed the police officers behavior. Finally, this result is mainly related to the methodology used in the training.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-10-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.