• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.75.2014.tde-12122014-105111
Documento
Autor
Nome completo
Flavia Cristina de Oliveira Angella
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2014
Orientador
Banca examinadora
Cardoso, Daniel Rodrigues (Presidente)
Dias, Ricardo Luis Araujo
Yariwake, Janete Harumi
Título em português
Avaliação da atividade antioxidante em extratos de frutas típicas do cerrado brasileiro
Palavras-chave em português
atividade antioxidante
ferrilmioglobina
frutas do Cerrado
radical 1-hidroxietila
Resumo em português
A alimentação deve fornecer nutrientes essenciais em equilíbrio. A carne é uma perfeita fonte de proteína e fornece ferro, zinco e várias vitaminas, no entanto a carne vermelha e produtos à base de carne também mantêm o risco da indução de estresse oxidativo, por meio da formação catalisada de radicais livres por ferro durante a digestão. Uma dieta equilibrada deve ser inspirada pela natureza. Com a evolução, a natureza teve que lidar com o estresse oxidativo em um ambiente com um aumento da concentração de oxigênio e exposição à luz UV variando sazonalmente. Carotenoides têm sido considerados protetores do sistema responsável pela fotossíntese, suprimindo o oxigênio ativado e captando os radicais livres, evitando que estruturas sensíveis sejam destruídas. Polifenóis, onipresentes no reino vegetal, tornaram-se essenciais para a proteção contra luz UV, controle de metais livres e danos mecânicos, quando tocotrienóis e tocoferóis associam-se a membranas promovendo sua proteção. Um desafio hoje é entender o mecanismo por trás das várias classes de protetores contra o estresse oxidativo e, especialmente, sua interação sinérgica e usar esse entendimento para melhorar a nossa dieta. As diferentes classes de compostos bioativos, incluindo captores de radicais livres, supressores do estado excitado, quelantes de metais e reguladores de genes mantêm uma diversidade estrutural e funcional apenas parcialmente compreendida e explorada. Nesse momento é importante um olhar mais atento para essa biodiversidade em relação à composição dos nossos alimentos com foco em um consumo seguro de carne, como parte de uma dieta equilibrada. O Brasil em sua rica e vasta flora detém alguns dos maiores recursos botânicos não explorados do mundo. Hoje o desafio científico é fazer a ingestão de carne vermelha mais segura, e ainda uma fonte confiável de ferro e outros minerais. Olhando para este desafio, o presente trabalho visou selecionar frutas pouco exploradas do Cerrado brasileiro como uma fonte de antioxidantes na dieta. Frutas do Cerrado foram primeiramente selecionadas com base nas características sensoriais, os frutos selecionados foram avaliados pelas concentrações totais de fenóis, flavonoides, taninos, glicídios, antocianinas e ácido ascórbico. Suas propriedades antioxidantes foram investigadas com base na capacidade de captar radicais 1-hidroxietila e reduzir o pigmento hipervalente de carne (ferrilmioglobina) no sistema modelo.
Título em inglês
Evaluation of antioxidant activity in extracts of typical fruits of the brazilian Cerrado
Palavras-chave em inglês
1-hidroxyethyl radical
antioxidant activity
Cerrado fruits
ferrylmyoglobin
Resumo em inglês
Human food must supply essential nutrients in balance. Meat is a perfect protein source and supplies iron and zinc and many vitamins, although red meat and meat products also hold the risk of inducing oxidative stress through iron-catalyzed formation of free radicals during digestion. A balanced diet should be inspired by nature. Through evolution, nature has had to deal with oxidative stress in an atmosphere with an increasing oxygen content and UV light exposure with seasonal variations. Carotenoids merged as protectors of the photosynthetic apparatus to quench activated oxygen and to scavenge free radicals otherwise destroying sensitive structures. Polyphenols, ubiquitous in the plant kingdom, became essential for surface protection against UV light, control of free metals and mechanical damage, while tocotrienols and tocopherols became associated with membranes promoting their protection. A challenge today is to understand the mechanism behind the various classes of protectors against oxidative stress and especially their synergic interaction and to use this understanding to improve our diet. The different classes of bioactive compounds including free radical scavengers, excited-state quenchers, metal chelators and gene regulators hold a structural and functional diversity only partly understood and explored. It has become time for a closer look into this biodiversity in relation to the composition of our food with focus on a safe meat intake as part of a balanced diet. Brazil holds some of the world's largest unexploited botanical resources in the rich and to a large degree unexplored flora. Today scientific challenge is to make red meat intake safer but still a trustworthy source of iron and other minerals. Looking into this challenge, the present work aim to select underexplored fruits from the brazilian Cerrado as a source of dietary antioxidants. Fruits from the Cerrado were first selected based on the sensorial characteristic, the selected fruits were evaluated with their total content of polyphenols, flavonoids, tannins, glycides, anthocyanins, and ascorbic acid. They were further investigated for their antioxidant properties based on the ability to scavenge 1-hydroxyethyl radical and to reduce the biological relevant hypervalent meat pigment (ferrylmyoglobin) in model system.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.