• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Kenia Naara Parra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2018
Orientador
Banca examinadora
Kasseboehmer, Ana Claudia (Presidente)
Andrade, Joana de Jesus de
Yonashiro, Massami
Degrève, Glaucia Maria da Silva
Marandino, Martha
Título em português
Contribuição de palestras de divulgação científica da química para a motivação para o aprendizado em estudantes do primeiro ano do Ensino Médio: uma perspectiva da Teoria da Autodeterminação
Palavras-chave em português
divulgação científica
motivação
palestras interativas de química
Teoria da Autodeterminação
Resumo em português
No campo da psicologia educacional, muitos estudos têm diagnosticado a motivação de estudantes na área da química, mas poucos propõem intervenções e avaliam seu potencial para a mudança da motivação para a aprendizagem, especialmente no contexto brasileiro. Diante disso, este estudo avaliou a contribuição de palestras interativas para a promoção da motivação para aprender química em estudantes do primeiro ano do Ensino Médio de três escolas públicas da cidade de São Carlos com base na Self-Determination Theory (SDT). As palestras foram desenvolvidas a partir da parceria com grupos de pesquisa do IQSC e representam um conjunto de atividades dinâmicas de divulgação científica, das quais quatro foram selecionadas para serem aplicadas ao longo de um ano, no total de 21 apresentações para cerca de 150 estudantes. Os espaços de apresentação das palestras foram um museu de ciências e o saguão de uma biblioteca da USP. Foi utilizada a triangulação metodológica pautada na aplicação de questionários com escala Likert, realização de entrevistas semiestruturadas com estudantes e professores e observações no diário de campo. A análise do instrumento Chemistry Motivation Questionnaire (CMQ), através do cálculo da mediana, juntamente da análise das entrevistas dos professores, forneceu dados sobre o estado motivacional inicial dos estudantes e o cenário na qual a pesquisa se desdobrou. Foi revelada a prevalência da motivação regulada por fatores externos, como a motivação por nota, em todas as escolas. A análise do instrumento Intrinsic Motivation Inventory (IMI), indicou que as palestras interativas de química satisfizeram aspectos promotores do interesse, valor, esforço e percepção de escolha nos estudantes, em detrimento do sentimento de pressão, o que aponta para uma atividade motivadora. A partir da categorização simples das entrevistas e análise dos resultados, o aumento do interesse pela química, a melhor compreensão dos conceitos químicos, a melhor compreensão da natureza da química, bem como do aumento do esforço aplicado para o aprendizado forneceram, dentre outros fatores, indícios da promoção da motivação para o aprendizado de química. Tais resultados foram corroborados pelas observações dos professores à medida que aprofundaram o olhar para suas turmas e notaram particular aumento do esforço e interesse, embora não tenham observado mudanças em toda a sala de aula. Dentre os aspectos das palestras que contribuíram para os resultados, destacam-se a promoção de interação entre os alunos, do engajamento e envolvimento cognitivo a partir das dinâmicas das apresentações. As pesquisas científicas apresentadas, espaços não formais utilizados e formação dos apresentadores também tiveram papel fundamental. Contudo, aspectos relacionados à avaliação escolar e falta de diálogo entre professores e estudantes podem limitar essas atividades no que concerne ao diagnóstico, intervenção e acompanhamento dos estudantes. Os resultados fomentam a importância da divulgação científica da química e responsabilidade da universidade pública no processo de divulgação e motivação do estudante para o aprendizado.
Título em inglês
Contribution of chemistry's scientific popularization lectures to the motivation for learning in first-year students of High School: a Self-Determination Theory perspective
Palavras-chave em inglês
interactive lectures of chemistry; science popularization
motivation
self-determination theory
Resumo em inglês
In the educational psychology field, many studies have been doing the diagnosis of student's motivation to chemistry, but few studies propose interventions and evaluate its potential for changing the motivation to learning, especially at Brazilian context. From this, this study evaluated the contribution of interactive lectures to promote the motivation to learn chemistry in first-year High School students of three public schools of São Carlos city based on Self-Determination Theory (SDT). The lectures were develop from the partnership with IQSC research groups and represent a set of dynamic activities of science popularization, of which four of them were chosen to be applied over one year, in a total of 21 presentations to around 150 students. The presentation spaces of the lectures were a science museum and the hall of a library of USP. The triangulation methodology was used, based on the application of Likert scale questionnaires, semi-structured interviews with students and teachers and observations and field notes. The analysis of the Chemistry Motivation Questionnaire (CMQ), through the median calculation, and the teachers' interview analysis, provided data about students' initial motivational state and about the scenario in which the research was unfolded. The prevalence of motivation regulated by external factors, such as grade motivation, was revealed in all schools. The analysis of the Intrinsic Motivation Inventory (IMI) indicated that the interactive chemistry lectures have satisfied aspects related to promotion of interest, value, effort and perception of choice to the detriment of the sense of pressure, which points to a motivating activity. From the simple categorization of the interviews and analysis of the results, the increase in interest for chemistry and the increase of the effort to learn provided, between other factors, indications of promotion of motivation to learning chemistry. These results were corroborated by the observations of the teachers as they paid more attention to their classroom and noticed a particular increase in effort and interest, although they did not observe changes in all students. Among the aspects of the lectures that contributed to the results, the promotion of interaction among students, engagement and cognitive involvement based on the dynamics of presentations are highlight. The scientific research presented, non-formal spaces used and presenters training also played fundamental role. However, aspects related to school evaluation and lack of dialogue between teachers and students may limit this activities regarding the diagnosis, intervention and monitoring of the classes. The results foment the importance of scientific popularization of chemistry and the responsibility of the public university in the process of dissemination and motivation of students to learn.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-06-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.