• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Maria Bedoya Serna
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2018
Orientador
Banca examinadora
Fernandes, Andrezza Maria (Presidente)
Campagnollo, Fernanda Bovo
Pereira, Nycolas Levy
Silva, Elyara Maria Pereira da
Sousa, Ricardo Luiz Moro de
Yasui, George Shigueki
Título em português
Efeito de aflatoxinas na ração sobre Matrinxã (Brycon cephalus): acúmulo em tecidos e desempenho produtivo
Palavras-chave em português
AFB1
Contaminação
HPLC
Micotoxinas
Piscicultura
Resumo em português
A deposição de aflatoxinas em peixes é residual e cumulativa, além de causar efeitos adversos no peso, tamanho, consumo de ração e sobrevivência, demarcando amplas diferenças quanto à sensibilidade e metabolismo entre as espécies. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a transferência de aflatoxinas da ração para matrinxã (Brycon cephalus) e a influência sobre parâmetros biométricos, bioquímicos e histopatológicos. As aflatoxinas foram incorporadas na ração pelo método de imersão em metanol, obtendo-se os seguintes tratamentos: A. Controle - ração sem toxina; B. Ração + 10 µg Aflatoxina B1/kg; C. Ração + 20 µg Aflatoxina B1/kg e D. Ração + 50 µg Aflatoxina B1/kg. As aflatoxinas foram quantificadas por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) no fígado e músculo de matrinxã. Para avaliação do desempenho produtivo foram mensurados o peso, comprimento, taxa de sobrevivência e consumo diário de ração. Para avaliação bioquímica e histopatológica foram realizadas coletas de sangue por punção da veia caudal para determinação das atividades séricas de aspartato aminotransferase (AST), fosfatase alcalina (FA), proteínas totais (PT), albumina (ALB) e globulina (GLOB). Para observação histológica foram coletados fragmentos de fígado, que foram processados para posterior inclusão em parafina e coloração de hematoxilina e eosina. Os peixes expostos aos tratamentos B, C e D apresentaram menor peso e comprimento (P<0,05) quando comparados com o tratamento controle, sendo os matrinxãs do tratamento C os mais afetados. O consumo de ração e a sobrevivência apresentaram diferenças a partir do dia 150 no tratamento D. Foi observado o acúmulo de AFB1 no fígado em função do aumento da concentração da toxina na ração. No tratamento D, foram observados resíduos a partir do dia 30, com valores entre 0,17 e 0,62 mg AFB1/kg. AST, FA, PT, ALB e GLOB, apresentaram alterações muito discretas, o que dificultou a identificação de danos hepáticos ou afecções à funcionalidade do fígado. A exposição à AFB1 causou degeneração gordurosa moderada e severa, degeneração hidrópica, morte celular ou células em processo de morte e desorganização do arranjo cordonal. Conclui-se que matrinxã sob condições experimentais não representa risco à saúde do consumidor, no entanto, é uma espécie sensível aos efeitos adversos das aflatoxinas.
Título em inglês
Effect of dietary aflatoxins on Matrinxã (Brycon cephalus): accumulation in tissues and performance
Palavras-chave em inglês
AFB1
Contamination
Farming fish
HPLC
Mycotoxins
Resumo em inglês
The deposition of aflatoxins in fish is residual and cumulative, besides causing adverse nonlethal effects on weight, size, feed consumption and survival, establishing wide differences in sensitivity and metabolism among species. The present work aims to evaluate the transfer of aflatoxins from the feed to matrinxã (Brycon cephalus) and the influence on biometric, biochemical and histopathological parameters. The aflatoxins were incorporated into the feed by the method of immersion in methanol, obtaining the following treatments: A. Control - feed without toxin; B. Feed + 10 µg AFB1/kg; C. Feed + 20 µg AFB1/kg and D. Feed + 50 µg AFB1/kg. Aflatoxins were quantified by high performance liquid chromatography (HPLC) in the liver and muscle of matrinxã. performance based on weight, length, survival rate and daily feed intake was evaluated. Blood samples were collected to determine the serum activity of aspartate aminotransferase (AST), alkaline phosphatase (AP), total proteins (PT), albumin (ALB) and globulin (GLOB). For histological observation, liver fragments were collected and processed in paraffin followed by hematoxylin and eosin staining. The fish exposed to treatments B, C and D presented lower weight and length (P<0.05) when compared with the control treatment, and the matrinxãs of treatment C were the most affected. Feed intake and survival showed differences from day 150 in treatment D. AFB1 accumulation was observed in the liver as the toxin concentration in the diet increased. In treatment D, residues were observed from day 30 with values between 0.17 and 0.62 mg AFB1/kg. AST, AF, PT, ALB and GLOB presented very discrete alterations, making it difficult to identify liver damage or liver function disorders. Exposure to AFB1 caused moderate and severe fatty degeneration, hydropic degeneration, cell death or cells in the process of death and disorganization of the cordial arrangement. Concludes that matrinxã under experimental conditions does not pose a risk to consumer health, however, is a susceptible species to the adverse effects of aflatoxins.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO8428206COR.pdf (8.57 Mbytes)
Data de Publicação
2019-05-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.