• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.74.2014.tde-08092015-091429
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Bovo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2014
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Carlos Augusto Fernandes de (Presidente)
Albuquerque, Ricardo de
Corrêa, Benedito
Fávaro-Trindade, Carmen Silvia
Kamimura, Eliana Setsuko
Título em português
Efeitos da adição de bactéria ácido-lática e resíduo de fermentação alcoólica de cerveja em rações sobre o desempenho de frangos de corte intoxicados com aflatoxina B1
Palavras-chave em português
Lactobacillus rhamnosus
Saccharomyces cerevisiae
Aves
Descontaminação
Micotoxina
Resumo em português
O trabalho teve por finalidade avaliar o efeito da adição de cepa de bactéria ácido-lática e biomassa de Saccharomyces cerevisiae resultante da fermentação alcoólica de cerveja em rações sobre o desempenho de frangos de corte intoxicados com aflatoxina B1 (AFB1). Para este fim, selecionou-se a cepa bacteriana (Lactobacillus rhamnosus, LYO) que apresentou maior crescimento celular médio, sendo seca posteriormente. O resíduo da fermentação alcoólica (RFC) contendo S. cerevisiae foi obtido em microcervejaria, seco e triturado. Preliminarmente, foram realizados ensaios in vitro para avaliação da capacidade de remoção da AFB1 pela LYO (inviabilizada por tratamento térmico a 121ºC por 15 minutos, em solução ou seca por atomização ou por liofilização) e RFC em solução tampão (pH 3,0 e 6,0) a 25ºC. O experimento in vivo foi conduzido utilizando-se 200 pintos machos de um dia de idade, provenientes de matrizes comerciais de frangos de corte. As aves foram distribuídas aleatoriamente em 8 tratamentos com 25 aves cada, em arranjo fatorial 2 x 2 x 2, correspondendo a dois níveis (0 e 2.000 µg/kg) de incorporação de AFB1 às rações e dois níveis (0 e 1%) de incorporação de LYO (seca por atomização) e RFC. As aves receberam as rações experimentais do 1º ao 21º dia de vida. Semanalmente, avaliou-se o ganho de peso (GP), consumo de ração (CR) e a conversão alimentar (CAL), e ao término do experimento, determinou-se a viabilidade das aves sobreviventes comparado ao total. Análises de bioquímica sérica aos 14 e 21 dias das aves incluíram a determinação de proteína total (PT), glicose (GLI), albumina (ALB), globulina (GLO), cálcio (CA), ácido úrico (AU) e as enzimas aspartato-amino-transferase (AST) e gama-glutamil-transferase (GGT). Ao final do período de intoxicação, todas as aves foram sacrificadas e pesadas, determinando-se o peso relativo do fígado, rins e bursa de Fabricius, além das análises histopatológicas desses órgãos. Nos ensaios in vitro, LYO em solução conseguiu remover a AFB1 em 46,0% e 35,8% em pH 3,0 e 6,0, respectivamente, enquanto que RFC mostrou-se capaz de adsorver a AFB1 em 50,5% e 48,5% nos respectivos valores de pH. No entanto, LYO atomizada perdeu completamente sua capacidade de adsorção, enquanto que LYO liofilizada conseguiu manter a sua habilidade em adsorver a AFB1 em 36,6% em pH 3,0 e 27,2% em pH 6,0. No estudo in vivo, os tratamentos com LYO isolada ou associada com RFC não apresentaram efeitos satisfatórios sobre as variáveis estudadas nos frangos de corte, exceto pelo aumento no CA, ALB, PT e GLO. O RFC resultou em uma maior amenização dos efeitos nos índices de produtividade e bioquímica sérica, como aumento do GP, ALB, PT, GLO e CA, além de diminuição das alterações histopatológicas, em comparação ao grupo controle. Os experimentos demonstraram que o RFC apresenta potencial para uso como aditivo anti-aflatoxinas para frangos de corte, e que novos estudos são necessários para viabilizar a produção em escala de LYO liofilizada para uso na alimentação animal.
Título em inglês
Effects of addition of lactic acid bacteria and residue of beer alcoholic fermentation in diets on performance of broilers intoxicated with aflatoxin B1
Palavras-chave em inglês
Lactobacillus rhamnosus
Saccharomyces cerevisiae
Decontamination
Mycotoxin
Poultry
Resumo em inglês
The study aimed to evaluate the effect of adding strain of lactic acid bacteria and biomass of Saccharomyces cerevisiae from the beer alcoholic fermentation in diets on performance of broilers intoxicated with aflatoxin B1 (AFB1). For this purpose, the bacterial strain (Lactobacillus rhamnosus, LYO), which presented higher cell growth, was selected and subsequently dried. The residue of alcoholic fermentation (RAF) containing S. cerevisiae was obtained in microbrewery, dried and ground. Preliminarily, it was accomplished in vitro tests to evaluate the capacity of AFB1 removal by LYO (non-viable by heat treatment at 121ºC for 15 minutes, in solution or dried by spray-drying or lyophilization) and RAF in buffer solution (pH 3.0 and 6.0) at 25ºC. The in vivo test was conducted using 200 one day old male chicks, from arrays of commercial broilers. The birds were randomly assigned to 8 treatments with 25 birds each in a factorial 2 x 2 x 2, corresponding to two levels (0 and 2,000 µg/kg) of AFB1 incorporation to feed and two levels (0 and 1%) of incorporation of LYO (spray-dried) and RAF. The chicks received the experimental diets from 1st to 21st days of life. Weight gain (WG), feed intake (FI) and calculation of feed conversion (FC) were assessed weekly and at the end of the experiment, it was determined the viability of the surviving broilers compared to the total. Serum biochemical analysis at days 14 and 21 included the determination of total protein (TP), glucose (GLU), albumin (ALB), globulin (GLO), calcium (CA), uric acid (UA) and the enzymes aspartate-aminotransferase (AST) and gamma-glutamyl-transferase (GGT). At the end of the intoxication period, broilers of all treatments were sacrificed and weighed, determining the relative weights of liver, kidneys and bursa of Fabricius, beside the histopathological analysis of these organs. in vitro tests showed that LYO in solution could bind 46.0% and 35.8% of AFB1 at pH 3.0 and 6.0, respectively, while RFC was able to bind 50.5% and 48.5% of AFB1 the respective pH values. However, atomized LYO completely lost its adsorption capacity, whereas lyophilized LYO could maintain its ability to bind AFB1 by 36.6% at pH 3.0 and 27.2% at pH 6.0. in vivo study results demonstrated that the treatments with LYO, isolated or associated with RFC, showed no satisfactory effect on the variables analyzed in broilers, except for an increase in CA, ALB, PT and GLO. The use of RFC resulted in greater mitigation of effects on performance and serum biochemistry parameters, such as increased GP, ALB, PT, GLO and CA, besides the reduction of histopathological changes, compared to the control group. The experiments demonstrated that RFC has potential for use as anti-aflatoxin additive for broilers, and further studies are necessary to enable the scale production of LYO lyophilized for use in animal feed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO4962460.pdf (2.10 Mbytes)
Data de Publicação
2015-09-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.