• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2014.tde-28012015-164030
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Candido
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2014
Orientador
Banca examinadora
Sousa, Ricardo Luiz Moro de (Presidente)
Carrasco, Adriano de Oliveira Torres
Queiroz, Sabrina Ribeiro de Almeida
Título em português
Detecção e caracterização moleculares de Astrovirus bovino na região centro-sul do Brasil
Palavras-chave em português
Astrovírus bovino
Epidemiologia molecular
Sanidade bovina
Resumo em português
As doenças entéricas associadas com diarreia, desidratação e perda de peso constituem um dos principais problemas da bovinocultura mundial, contribuindo para expressivos índices de morbidade e mortalidade, principalmente entre neonatos. Nesse contexto, exigências para o aprimoramento do diagnóstico laboratorial de doenças entéricas de natureza infectocontagiosa, tornaram-se constantes, face às perdas econômicas vinculadas. Entre os principais enteropatógenos virais, de distribuição mundial e história recente, destaca-se o astrovírus bovino (BoAstV), cuja primeira identificação data de 1978. BoAstV entérico induz diarreia principalmente entre neonatos e imunocomprometidos, tendo uma prevalência acima de 60% nas 5 primeiras semanas de vida dos animais. Devido à carência de dados a respeito da prevalência desse vírus no Brasil, o presente estudo foi realizado objetivando a detecção e caracterização moleculares de cepas de BoAstV em amostras fecais de bovinos com e sem diarreia de diferentes idades. O estudo foi conduzido a partir de 272 animais em diferentes estados do Brasil, obtendo-se 14,3% de positividade através de RT-PCR, sendo que 11 amostras, provenientes dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, foram submetidas ao sequenciamento nucleotídico. A similaridade entre as sequências deduzidas de aminoácidos das amostras obtidas foi maior do que 86,8%, quando comparadas umas com as outras, e situou-se entre 86,2 a 94,8% quando comparadas com sequências de outros BoAstV descritos. Nas reconstruções filogenéticas, 9 amostras agruparam-se conjuntamente em clado distinto de outros BoAstV, uma amostra (BoAstV-155-BRA) formou ramo parafilético a clado que agrupa tanto outros BoAstV como astrovírus de cervídeos e a amostra restante (BoAstV-267-BRA) formou ramo basal aos astrovírus bovinos e suínos. No entanto, o posicionamento das 2 amostras divergentes (BoAstV-155-BRA e BoAstV-267-BRA) não derivou de episódios de seleção positiva ou recombinação. Em síntese, os resultados obtidos indicam, de maneira inédita, a circulação de variantes de BoAstV entérico em rebanhos de estados da região centro-sul do Brasil.
Título em inglês
Molecular detection and characterization of bovine Astrovirus in centralsouth region of Brazil
Palavras-chave em inglês
Bovine astrovirus
Bovine health
Molecular epidemiology
Resumo em inglês
Enteric diseases associated with diarrhea, dehydration and weight loss is one of the major problems of cattle worldwide, contributing to significant morbidity and mortality, especially among newborns. In this context, demands for improving the laboratory diagnosis of infectious enteric diseases, became constant, given the economic losses involved. Among the major viral enteropathogens of worldwide distribution and recent history, highlight the bovine astrovirus (BoAstV), whose first mention dates from 1978. Enteric BoAstV induce diarrhea especially among newborns and immunocompromised animals, having a prevalence above 60% in the first 5 weeks of life. Due to lack of data concerning the occurrence of this virus in Brazil, the present study was aimed at molecular detection and characterization of BoAstV strains in fecal samples from cattle with and without diarrhea of different ages. The study was conducted on 272 animals from different states of Brazil, obtaining positivity of 14.3% by RT-PCR, and 11 samples from the states of São Paulo, Minas Gerais and Rio Grande do Sul were subjected to nucleotide sequencing. The similarity between the deduced amino acid sequences of the samples was greater than 86.8% when compared with each other and was between 86.2 to 94.8% compared with sequences of other BoAstV described. In phylogenetic reconstructions, 9 samples were grouped together in a separate clade from other BoAstV, a sample (BoAstV-155-BRA) formed a paraphyletic branch to a clade that groups both other BoAstV and deer astrovirus and the remaining sample (267-BRA-BoAstV ) formed a basal branch to bovine and porcine astrovirus. However, the positioning of the two different samples (BoAstV-155-BRA and BoAstV-267-BRA) did not derive from episodes of positive selection or recombination. In summary, the results indicate, in an unprecedented manner, the circulation of enteric BoAstV variants in herds of cattle form states of the south-central region of Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME8187661.pdf (971.26 Kbytes)
Data de Publicação
2015-02-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.