• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2011.tde-25042011-103044
Documento
Autor
Nome completo
Diogo César Gomes da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2011
Orientador
Banca examinadora
Negrão, João Alberto (Presidente)
Santos, Marcos Veiga dos
Gomide, Catarina Abdalla
Título em português
Influência da ingestão de soluções glicose-eletrolíticas no desempenho de cabritos Saanen
Palavras-chave em português
Caprinos
Eletrólitos
Estresse
Fisiologia
Resumo em português
O presente experimento teve por finalidade estudar a influência da ingestão de três soluções glicose-eletrolíticas (SGE), hipotônica (T2 - 250 mOsm/L), isotônica (T3 - 350 mOsm/L) e hipertônica (T4 - 450 mOsm/L) sobre os parâmetros fisiológicos e de desempenho de cabritos da raça Saanen do nascimento ao desmame. O experimento foi conduzido no Laboratório de Fisiologia Animal da FZEA/USP, entre maio de 2009 à julho de 2009. Foram acompanhados 16 cabras gestantes da raça Saanen e os 28 cabritos nascidos. Para as variáveis zootécnicas utilizou-se banco de dados das cabras para composição das informações de desempenho. Foram analisadas as variáveis peso a cobertura (PC), peso ao parto (PP), número de crias nascidas (CRIA), classificação da fêmea em primípara ou multípara (CF) e tipo de parto em normal ou distócico (TP) sobre o desenvolvimento e desempenho de suas crias. As variáveis zootécnicas avaliadas nos cabritos foram sexo e ordem de parto (OP) e as fisiológicas referentes à temperatura retal (TR), temperatura de superfície (TS) frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (FR), hematócrito (Ht), hormônios cortisol (COR), triidotironina (HT3) e tiroxina (HT4) sobre o desenvolvimento e desempenho até o desmame. As análises foram conduzidas através do pacote estatístico SAS®. O modelo adotado para avaliar a relação entre as variáveis foi o PROC GLM e PROC MIXED do SAS. Houve efeito significativo de PP e CRIA em relação ao peso ao nascer das crias (P<0,05), demonstrando o efeito do ambiente materno sobre o peso ao nascer, porém sem diferenças significativas sobre o peso ao desmame. O uso de SGE não promoveram alterações significativas no peso nos períodos analisados até o desmame para os tratamentos T2 e T3, no entanto, para T4 houve efeito significativo (P<0,05) sobre o desempenho até desmame, sendo observadas menores médias de desempenho. Quanto aos parâmetros fisiológicos de TR, TS e FR não se verificou diferenças significativas em função da aplicação de SGE (P>0,05), sendo que os mesmos encontraram-se em limiares fisiológicos. Os neonatos demonstraram valores elevados de FC ao nascer e um subsequente declínio com o amadurecimento. O uso de T3 demonstrou aumento nos batimentos por minuto no período analisado (P<0,05). Para ao valor hematológico, os valores de Ht foram mais elevados ao nascimento com subsequente redução nas semanas seguintes. O uso de SGE promoveu menores valores de Ht para T2, T3 e T4 (P<0,05) devido a interação do balanço de eletrólitos com o fluído corporal do organismo. O uso de SGE não promoveu oscilações nos níveis séricos do hormônio cortisol (P>0,05), bem como HT3. Entretanto, ocorrem oscilações médias nas concentrações séricas de HT4 (P<0,05). Quando se aumenta as concentrações de eletrólitos nas soluções, o equilíbrio eletrolítico é alterado, modificando as concentrações intra e extracelulares, liberando energia ao organismo.
Título em inglês
Influence of ingestion of glucose-electrolyte solution on performance of Saanen goats
Palavras-chave em inglês
Electrolytes
Goats
Physiology
Stress
Resumo em inglês
The present experiment was to study the influence of the ingestion of glucose-electrolyte solutions three (GES), hypotonic (T2 - 250 mOsm / L), isotonic (T3 - 350 mOsm / L) and hypertonic (T4 - 450 mOsm / L) on physiological parameters and performance of Saanen goats from birth to weaning. The experiment was conducted at the Laboratory of Animal Physiology FZEA / USP, from May 2009 to July 2009. Were followed 16 pregnant goats Saanen goats and 28 kids. For variables of production was used database of the goats for composing performance information. Variables were analyzed coverage weight (CW), birth weight (BW), number of kids (KIDS), the rating female in primiparous or multiparous (RF) and type of birth in normal or dystocic (TP) on the development and performance of their offspring. The husbandry variables evaluated in kids were gender and birth order (BO) and the physiological referring to rectal temperature (RT), surface temperature (ST) heart rate (HR), respiratory rate (RR), hematocrit (Ht), hormones cortisol (COR), Triiodothyronine (HT3) and thyroxine (HT4) on the development and performance til the weaning. Analyses were conducted using the statistical package SAS ®. The model adopted to evaluate the relationship between variables was PROC GLM and PROC MIXED of SAS. A significant effect of BW in relation to the KIDS and birth weight of kids (P <0.05), demonstrating the effect of maternal environment on birth weight, but no significant differences in the weaning weight. Using GES did not cause significant changes in weight in the analyzed periods until weaning for T2 and T3, however, had significant effected under T4 (P <0.05) with observed lower main performance. Regarding the physiological parameters TR, ST and RR had not significant differences on the application of GES (P> 0.05), which found themselves in physiological thresholds. The kids showed high levels of RF at birth and a subsequent decline with maturation. The use of T3 showed an increase in beats per minute during the study period (P <0.05). For the value hematologic values of Ht were higher at birth with subsequent reduction in the following weeks. Using GES promoted lower levels of Ht for T2, T3 and T4 (P <0.05) due to interaction with the electrolyte balance and the body fluid. Using GES did not cause fluctuations in serum levels of cortisol (P> 0.05), and HT3. However, oscillations occur in serum medium HT4 (P <0.05). When increasing concentrations of electrolytes in the solutions, electrolyte balance, is affected by modifying the intracellular and extracellular concentrations, releasing energy in the body.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME6324412.pdf (657.38 Kbytes)
Data de Publicação
2011-04-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.