• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2008.tde-19022009-143157
Documento
Autor
Nome completo
Agostinho Domingos Miguel Francisco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2008
Orientador
Banca examinadora
Luz, Pedro Henrique de Cerqueira (Presidente)
Herling, Valdo Rodrigues
Spolidorio, Eduardo Scarpari
Título em português
Eficiência de fontes de nitrogênio e enxofre na composição químico-bromatológica e algumas características agronômicas da cultura de milho (Zea mays L.) em sistema de plantio direto
Palavras-chave em português
Coletores semi-aberto
Fertilizantes
Perdas de N.
Volatilização de amônia
Resumo em português
O presente trabalho foi desenvolvido no Departamento de Zootecnia da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo FZEA/USP localizada em Pirassununga-SP no período de 16/12/2006 a 10/05/2007 em condições de campo com o cultivo do híbrido do milho super precoce GNZ-2005 em Latossolo Vermelho Amarelo distrófico férrico. O experimento teve como objetivo avaliar a eficiência de fertilizante nitrogenado FASN (Fusion Amonium Sulfate Nitrate) comparado na composição químico-bromatológica e algumas características agronomicas da cultura de milho (Zea mays L.) à fontes tradicionais de nitrogênio como nitrato de amônio, uréia e sulfato de amônio, implantado no sistema plantio direto. Foram avaliadas as perdas de nitrogênio por volatilização da amônia, os atributos químicos e físicos do solo, rendimento de grãos (kg ha-1), matéria seca total (%) e análise bromatológica e foliar. A dose de nitrogênio foi 100 kg ha-1 de N em todos os tratamentos, exceto nas testemunhas (T1 e T2), que também receberam 450 kg ha-1 de 8:28:16 + 0,5% de Zn. O delineamento experimental foi em blocos completos casualizados, com dez tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram: T1: Testemunha +Gesso (-N+S), T2: Testemunha absoluta (-N-S), T3: Uréia - 45% N, T4: Uréia + Gesso 14%S, T5: Uréia + sulfato de amônio - 21%N /24%S-(33:00:00+12%S), T6: Nitrato de amônio - 30%N, T7: Nitrato de amônio - 30%N + gesso, T8: Nitrato de amônio + Sulfato de Amônio - 21% N/ 24%S - (27,8:00:00+6%S), T9: Sulfato de amônio, T10: FASN 26%N/14%S. Perdas por volatilização de amônia foram avaliadas em todos os tratamentos de T1 a T10 por meio de coletores semi-abertos estáticos colocados em cada parcela em que se estudou a volatilização. Foram colocadas cinco bases para cada coletor, onde se aplicou as fontes nitrogenadas na dose de 100 kg ha-1 de N. O N-NH3 volatilizado foi retido em espumas embebidas em solução ácida e extraída com solução ácido clorídrico para posterior quantificação das perdas. A avaliação do estado nutricional das plantas, de atributos químicos e físicos do solo, volatilização de amônia, características bromatológicas e a produtividade foram efetuadas em todos os tratamentos. A avaliação do estado nutricional foi feita pela análise química dos teores de nutrientes nas folhas coletadas no florescimento. Atributos químicos do solo foram avaliados por meio de análises laboratoriais de amostras coletadas nas camadas de 0 a 20 e de 20 a 40 cm de profundidade, após a colheita do milho. Dentre das fontes nitrogenadas avaliadas, a uréia implicou em maiores perdas de nitrogênio N-NH3 aos seis dias após aplicação. Com relação ao desempenho geral das fontes de nitrogênio, pode-se constatar que o FASN teve comportamento similar ao do sulfato de amônio e do nitrato de amônio.
Título em inglês
Efficiency of sources nitrogen and sulfur in chemical-bromatologic composition and some characteristics of de corn (Zea mays L.) culture in no-tillage system
Palavras-chave em inglês
Fertilizers
Losses of N.
Semi-open collectors
Volatilization of ammonium
Resumo em inglês
O presente trabalho foi desenvolvido no Departamento de Zootecnia da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo FZEA/USP localizada em Pirassununga-SP no período de 16/12/2006 a 10/05/2007 em condições de campo com o cultivo do híbrido do milho super precoce GNZ-2005 em Latossolo Vermelho Amarelo distrófico férrico. O experimento teve como objetivo avaliar a eficiência de fertilizante nitrogenado FASN (Fusion Amonium Sulfate Nitrate) comparado na composição químico-bromatológica e algumas características agronomicas da cultura de milho (Zea mays L.) à fontes tradicionais de nitrogênio como nitrato de amônio, uréia e sulfato de amônio, implantado no sistema plantio direto. Foram avaliadas as perdas de nitrogênio por volatilização da amônia, os atributos químicos e físicos do solo, rendimento de grãos (kg ha-1), matéria seca total (%) e análise bromatológica e foliar. A dose de nitrogênio foi 100 kg ha-1 de N em todos os tratamentos, exceto nas testemunhas (T1 e T2), que também receberam 450 kg ha-1 de 8:28:16 + 0,5% de Zn. O delineamento experimental foi em blocos completos casualizados, com dez tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram: T1: Testemunha +Gesso (-N+S), T2: Testemunha absoluta (-N-S), T3: Uréia - 45% N, T4: Uréia + Gesso 14%S, T5: Uréia + sulfato de amônio - 21%N /24%S-(33:00:00+12%S), T6: Nitrato de amônio - 30%N, T7: Nitrato de amônio - 30%N + gesso, T8: Nitrato de amônio + Sulfato de Amônio - 21% N/ 24%S - (27,8:00:00+6%S), T9: Sulfato de amônio, T10: FASN 26%N/14%S. Perdas por volatilização de amônia foram avaliadas em todos os tratamentos de T1 a T10 por meio de coletores semi-abertos estáticos colocados em cada parcela em que se estudou a volatilização. Foram colocadas cinco bases para cada coletor, onde se aplicou as fontes nitrogenadas na dose de 100 kg ha-1 de N. O N-NH3 volatilizado foi retido em espumas embebidas em solução ácida e extraída com solução ácido clorídrico para posterior quantificação das perdas. A avaliação do estado nutricional das plantas, de atributos químicos e físicos do solo, volatilização de amônia, características bromatológicas e a produtividade foram efetuadas em todos os tratamentos. A avaliação do estado nutricional foi feita pela análise química dos teores de nutrientes nas folhas coletadas no florescimento. Atributos químicos do solo foram avaliados por meio de análises laboratoriais de amostras coletadas nas camadas de 0 a 20 e de 20 a 40 cm de profundidade, após a colheita do milho. Dentre das fontes nitrogenadas avaliadas, a uréia implicou em maiores perdas de nitrogênio N-NH3 aos seis dias após aplicação. Com relação ao desempenho geral das fontes de nitrogênio, pode-se constatar que o FASN teve comportamento similar ao do sulfato de amônio e do nitrato de amônio.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME5734425.pdf (2.36 Mbytes)
Data de Publicação
2009-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.