• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2005.tde-18102006-153309
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Eduardo Fonseca Loureiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2005
Orientador
Banca examinadora
Titto, Evaldo Antonio Lencioni (Presidente)
Leme, Paulo Roberto
Silva, Iran José Oliveira da
Título em português
Efeito do fotoperíodo na detecção do estro em fêmeas bovinas Nelore (Bos taurus indicus) e cruzadas Red Angus x Nelore e Limousin x Nelore (Bos taurus taurus x Bos taurus indicus) manejadas em diferentes regiões do Brasil
Palavras-chave em português
cruzamento industrial
estro
fotoperíodo
gado de corte
reprodução
Resumo em português
A técnica de Inseminação Artificial (IA) está em franco crescimento em rebanhos de bovinos de corte em todas as regiões do Brasil e é a mais utilizada para obter indivíduos cruzados (Bos t. taurus x Bos t. indicus) pela facilidade de implantação nos grandes rebanhos de fêmeas em idade reprodutiva, aliada ao problema da baixa produção de touros taurinos adaptados ao nosso clima. Um dos grandes entraves para o sucesso em um programa de inseminação é a eficiência na detecção do estro. As dificuldades encontradas em outros países têm sido dirimidas através do estudo comportamental das matrizes. A pecuária de corte está espalhada por todo o território brasileiro, mas possui maiores concentrações nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte, com importantes diferenças climáticas, como a variação na duração dos dias (fotoperíodo), a sazonalidade pluviométrica, e a própria temperatura do ar, que podem alterar o comportamento sexual das matrizes. Neste sentido o presente trabalho utilizou a monitoração dos períodos de observação de estro em quatro fazendas localizadas no Norte e no Centro Oeste do Brasil, que fazem o uso da técnica da inseminação artificial, para compreender o efeito do fotoperíodo sobre o estro. Foram detectadas 4202 ocorrências de estro em 3358 fêmeas Nelore, 662 fêmeas cruzadas Limousin x Nelore, e 182 fêmeas cruzadas Red Angus x Nelore, submetidas ao mesmo manejo de detecção. A duração média do dia foi de 730,3, 750,8, 771,0 e 795,6 minutos, respectivamente nas fazendas 1 (Pará), 2 (Tocantins), 3 (Goiás) e 4 (Mato Grosso do Sul). Quanto maior a duração do dia mais estros foram detectados pela manhã. Houve diferenças entre as categorias de fêmeas quanto à ocorrência de estro, ficando concentradas as ocorrências de estro das novilhas no período matinal em todas as fazendas e em todos os grupos genéticos. Não houve diferença estatística entre os grupos genéticos dentro das categorias. As vacas solteiras comportaram-se de forma similar as novilhas não havendo diferenças estatísticas na detecção do estro. As vacas paridas tenderam de forma geral a manifestar estro no período da tarde.
Título em inglês
Photoperiod effect on estrus detection in Nellore, Red Angus x Nellore and Limousin x Nellore cows, raised on different Brazilian regions
Palavras-chave em inglês
beef cattle
crossbred
estrus
photoperiod
reproduction
Resumo em inglês
The artificial insemination (IA) technique is growing in beef cattle herds from all regions of Brazil, especially to obtain Bos t. taurus x Bos t. indicus crossbreds in large herds were the European bulls are not adapted. One of the difficulties of the IA program is the low efficiency of heat detection. In other countries this was avoided through studies of the sexual behavior of the cows. Brazilian beef cattle herds are distributed in all over the territory, but are concentrated mainly in the Southeast, Middle West and North regions, with large climatic differences and day duration (photoperiod), rain seasonality and temperatures that alter the sexual behavior of the cows and heifers. In this way this study used the heat observation in four farms in the North and Middle West regions to study the photoperiod effect on heat detection. A total of 4202 heats were detected in 3358 Nellore, 662 crossbred Limousin x Nellore and 182 crossbred Red Angus x Nellore females, managed under the same detection procedure. The mean daylight duration was 730,3, 750,8, 771,0 and 795,6 minutes, respectively in the farm 1 (Para State), 2 (Tocantins State), 3 (Goias State) and 4 (Mato Grosso do Sul State). As the daylight increased more estrus were detected in the morning. There were differences in cattle categories in estrus detection, with the heifer’s heat detected in the morning in all farms and in all genetic groups. There was no significant difference between genetic groups inside categories. Cows without calves behaved in a similar way to the heifers and showed no significant difference in heat detection. Cows with calves had a tendency to show estrus in the afternoon.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
4836073.pdf (189.66 Kbytes)
Data de Publicação
2006-10-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.