• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.74.2018.tde-08082018-094345
Documento
Autor
Nome completo
Camila Brossi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2018
Orientador
Banca examinadora
Balieiro, Júlio César de Carvalho (Presidente)
Pflanzer Júnior, Sérgio Bertelli
Roça, Roberto de Oliveira
Rosa, Alessandra Fernandes
Sampaio, Guilherme Sicca Lopes
Título em português
Distribuição de resíduos de ivermectina e eprinomectina em diferentes tecidos bovinos e em produtos cárneos enlatados termicamente processados
Palavras-chave em português
Antiparasitários
Carne bovina
Limite Máximo de Resíduos (LMR)
Medicamentos veterinários
Produtos de origem animal
Resumo em português
Um total de 168 machos Bos indicus foram abatidos depois de 8, 15, 35, 49, 63, 91, 120 e 154 dias após a aplicação de eprinomectina e ivermectina (convencional e longa ação), e 18 diferentes tecidos comestíveis foram avaliados quanto à concentração de resíduos dessas moléculas para verificar se o período de carência estabelecido garante o esgotamento em todos eles, em níveis abaixo dos limites máximos estabelecidos por agências reguladoras internacionais, com o objetivo de abordar questões relacionadas à barreiras técnico-comerciais entre países. Além disso, visou analisar se a concentração desses resíduos é afetada pelo processamento térmico, para avaliar a coerência de se considerar para produtos enlatados, os mesmos limites determinados para produtos crus. As análises de concentração de resíduos foram feitas por HPLC (sistema LC-MS/MS). Os dados foram transformados para escala "logaritmo natural" e foi realizada análise de variância, teste de comparação múltipla, análises de regressão e de correlação. Os resultados demonstraram que os níveis de eprinomectina encontrados foram abaixo de todos os limites máximos de resíduos (LMR), ao longo de todos os períodos e tecidos avaliados. Com relação à ivermectina, padrões diferenciados de distribuição foram observados, porém ao final do período de carência, dos 18 tecidos avaliados, 17 apresentaram concentrações dentro dos LMR, com exceção do sítio de aplicação, em que se observou alto nível de dispersão e valores acima de alguns LMR, mesmo após cumprido o período de carência indicado na bula. Foram observadas correlações significativas (P<0,01) entre concentrações residuais em fígado e em tecidos musculares, sendo que as equações obtidas podem ser úteis em programas de vigilância. O processamento térmico afetou os resultados de concentração de resíduos de ivermectina em alguns músculos testados, que apresentaram concentração significativamente mais elevada (P<0,05) após a esterilização. Conclui-se que a eprinomectina é mais recomendada que a ivermectina, no que tange ao propósito de se evitar violações de LMR; que foram distintos os padrões de distribuição de resíduos em cada tecido avaliado, mas que se respeitado o período de carência, praticamente todos os tecidos estarão abaixo dos LMR estabelecidos internacionalmente, exceto pelo sítio de aplicação; portanto, que o tempo de depleção de resíduos do sítio de aplicação (até abaixo dos LMR) deveria ser considerado para a determinação do período de carência dos medicamentos; e que é fundamental haver uma harmonização dos LMR em esfera global. Além disso, observou-se que o processamento térmico a que os enlatados são submetidos provoca níveis discrepantes (mais elevados) de resíduos em relação aos produtos crus e isso deve ser levado em consideração nas análises de vigilância, pois pode gerar incertezas quanto à possibilidade de violação em mercados importadores.
Título em inglês
Ivermectin and eprinomectin residues distribution in different bovine tissues and in heat treated canned beef
Palavras-chave em inglês
Animal products
Antiparasitics
Maximum Residue Limit (MRL)
Meat
Veterinary drugs
Resumo em inglês
A total of 168 Bos indicus males were slaughtered after 8, 15, 35, 49, 63, 91, 120 and 154 days post-application of eprinomectin and ivermectin (conventional and long-acting), and 18 different edible tissues were evaluated for the residue concentration of these molecules to verify if the established withdrawal period guarantees depletion in all of them, at levels below the maximum limits established by regulatory agencies around the world, in order to address issues related to technical trade barriers between countries. In addition, it aimed to analyze if the concentration of these residues is affected by thermal processing, to evaluate the consistency of considering for canned goods, the same limits determined for raw products. Residue concentration analyzes were performed using HPLC (LC-MS / MS system). Data were converted into "natural logarithm" scale and analysis of variance, multiple comparison test, regression and correlation analysis were performed. Results showed that eprinomectin levels were found to be below all maximum residue limits (MRL) throughout all periods and tissues evaluated. Regarding ivermectin, differentiated distribution patterns were observed, but at the end of the withdraw period, 17 of the 18 tissues evaluated had concentrations within the MRLs, except for the injection site, where a high level of dispersion was observed and values above some of MRLs recommended by the main international regulations, even after having been completed the withdraw period indicated in the instructions. Significant correlations (P <0.01) were observed between residual concentrations in liver and muscle tissues, and the equations obtained may be useful in surveillance programs. The thermal processing affected ivermectin concentration results in some tested muscle types, which had a significantly higher residue concentration (P <0.05) after sterilization. It was concluded that eprinomectin is more recommended than ivermectin for the purpose of avoiding MRL violations; that the residue distribution patterns in each tissue were different, but if the withdrawal period is met, almost all tissues will be below internationally established MRLs except for the application site; therefore, that the depletion time of injection site residues (to below the MRL) should be considered for the determination of the drug withdrawal period; and that harmonization of MRLs is essential in the global sphere. In addition, it has been observed that the thermal processing to which the canned products are subjected causes discrepant (higher) levels of residues in relation to the raw products and this must be taken into account in surveillance analyzes, since it may generate uncertainties as to the possibility of violation in importers markets.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO3490494COR.pdf (1.00 Mbytes)
Data de Publicação
2018-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.