• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2018.tde-07082018-164439
Documento
Autor
Nome completo
Vicente Luiz Macêdo Buarque
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Saulo da Luz e (Presidente)
Gomes, Rodrigo da Costa
Leme, Paulo Roberto
Santana, Miguel Henrique de Almeida
Título em português
Relação entre diferentes índices de eficiência alimentar e características de desempenho, carcaça e termografia em bovinos Nelore confinados
Palavras-chave em português
Consumo alimentar residual
Consumo e ganho residual
Ganho de peso residual
Termografia infravermelho
Ultrassom
Resumo em português
Esse trabalho foi desenvolvido para avaliar a relação entre diferentes medidas de eficiência utilizadas na bovinocultura de corte e as características de desempenho, carcaça e termografia infravermelho (TIV) em bovinos Nelore confinados. Foram utilizados 111 bovinos Nelore, machos não-castrados contemporâneos, com idade aproximada de 16±2 meses, peso corporal médio de 420±55 kg. Os animais foram confinados por 91 dias, sendo 21 dias de adaptação às instalações e à dieta. A dieta foi a mesma para todos os animais e composta por 73% de concentrado e 27% de volumoso. O consumo de matéria seca (CMS) foi avaliado diariamente, enquanto o peso vivo, medidas de ultrassom para avaliação de características de carcaça e imagens de TIV foram realizadas a cada 28 dias até o dia 70. A partir dos dados de CMS foram calculados o consumo alimentar residual (CAR), ganho de peso residual (GPR), consumo e ganho residual (CGR). Após a obtenção dos dados foram realizadas análises de associação (correlação e regressão) visando à identificação de possíveis relações entre as diferentes características com as medidas de eficiência. Não houve correlação entre o GMD com o CAR (r=0,001), e com o CGR (r= 0,114), enquanto o GPR apresentou correlação com o GMD (r= 0,588). O CMS foi correlacionado com o CAR (r= 0,612) e com o CGR (r= -0,532) e não houve correlação com o GPR (r= -0,002). Não houve correlação entre as medidas de eficiência com as características de peso vivo inicial (PVI) e peso vivo final (PV70). Dentre as características de carcaça avaliadas ao abate, apenas o GPR apresentou correlação com a gordura renal pélvica e inguinal (GRPIkg), trato gastrintestinal (TGIkg) e peso de corpo vazio (PCVZkg) na ordem de (r= 0,240), (r= 0,226) e (r= 0,210), respectivamente. Entre as medidas de carcaça avaliadas por ultrassom, apenas a espessura de gordura subcutânea (EGS) final apresentou correlação com o CAR (r= 0,348), GPR (r= -0,188) e CGR (r= -0,340), enquanto a espessura de gordura da picanha (EGP) final apresentou correlação apenas com o CAR (r= 0,233) e CGR (r= -0,200). Houveram correlações entre o ganho de EGS e o CAR (r= 0,371) e CGR (r= 0,345), porém o ganho de EGP se correlacionou apenas com o CAR (r= 0,202). Não foram observadas correlações entre as medidas de eficiência e TIV, porém, esses resultados podem ter sido influenciados pelos fatores ambientais. A AOL não apresentou correlação com nenhuma das medidas de eficiência avaliadas. Dessa forma conclui-se que, o CAR é a medida que mais se aplica n seleção de animais de menor CMS, sem prejuízos as características de desempenho. Adicionalmente, o CAR e CGR selecionam animais mais eficientes em termos de menor consumo, enquanto que o GPR seleciona animais de maior GMD.
Título em inglês
Relationship of different feed efficiency indexes with performance, carcass traits and thermography in feedlot Nellore cattle
Palavras-chave em inglês
Infrared thermography
Residual feed intake
Residual intake and body weight gain
Residual weight gain
Ultrasound
Resumo em inglês
The aim of the present study was to evaluate the relationship between different efficiency indexes used in beef cattle and performance, carcass traits and thermography in Nellore cattle at the feedlot system. A total of 111 Nellore male, with around 16±2 months age and 420±55 kg of body weight, were used. The animals were confined for 91 days, with 21 days for adaptation to the facilities and diet. The diet was the same for all animals, and composed by 73% of concentrate and 27% of roughage. Dry matter intake (DMI) was evaluated daily, and performance, ultrasound measurements and infrared thermography images were performed every 28 days until day 70. From the DMI measurements, residual feed intake (RFI), residual weight gain (RWG), residual intake and body weight gain (RIG) were calculated. From the data obtained, association analysis (correlation and regression) were performed to identify the possibilities relationships between the different characteristics with the efficiency measures. The ADG showed no correlation with RFI (r= 0.001) and RIG (r= 0.114); however, the RWG was correlated with ADG (r= 0.588). DMI was correlated with RFI (r= 0.612) and RIG (r= -0.532) and there was no correlation with RWG (r= -0.002) There was no correlation between efficiency measures with initial body weight (IBW) and final body weight (BW70). For carcass traits, evaluated at slaughter, only the RWG showed correlation with pelvic renal and inguinal fat (PRIFkg), gastrintestinal tract (GITkg) and empty body weight (EBWkg) in order of the (r= 0.240), (r= 0.226) and (r= 0.210), respectively. For carcass measurements evaluated by ultrasound, the final backfat thickness (BFT) showed correlation with RFI (r= 0.348), RWG (r= -0.188) and RIG (r= -0.340), while final subcutaneous fat thickness on the Biceps femoris muscle (BFTP8) showed a correlation with RFI (r= 0.233) and RIG (r= -0.220). In addition, BFT gain has been also correlated with RFI (r= 0.371) and RIG (r= 0.345); however, the BFTP8 gain only showed correlation with the RFI (r=0.202). There was no correlation between efficiency measures and the infrared thermography (IRT). The rib eye area (REA) showed no correlation with any the efficiency measures evaluated. In conclusion, the RFI is the measure that most applies in the selection of animals of smaller DMI, without damage to the performance traits. In addition, the RFI and RIG can promoter the selection of more efficient animals by lower consumer, whereas the RWG selected great ADG animals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME9691269COR.pdf (1.45 Mbytes)
Data de Publicação
2018-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.