• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.71.2008.tde-22092008-150603
Documento
Autor
Nome completo
Ademir Ribeiro Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Salum, Marta Heloisa Leuba (Presidente)
Silva, Fabiola Andrea
Wissenbach, Maria Cristina Cortez
Título em português
Parafernália das mães-ancestrais: as máscaras gueledé, os edan ogboni e a construção do imaginário sobre as "sociedades secretas" africanas no Recôncavo Baiano
Palavras-chave em português
Arte Africana
Candomblé
Cultura material
Estudos de coleção
Iorubá
Resumo em português
Esta dissertação constitui-se de um estudo da cultura material de origem africana em que se investiga a produção, circulação, utilização e descarte de objetos africanos e afro-inspirados, aos quais eventualmente no Brasil agregam-se novos significados. Tratamos particularmente de duas produções características dos iorubás: as máscaras gueledé e os edan ogboni. Alguns desses objetos constam em coleções no Brasil, e seu uso em cultos religiosos afro-brasileiros do Recôncavo Baiano, no passado, é mencionado na literatura especializada. Na Nigéria e no Benim as máscaras de madeira denominadas gueledé e as estatuetas de liga de cobre edan são insígnias de duas importantes instituições tradicionais dos iorubás: a associação Gueledé e a associação Ogboni, respectivamente. Esses objetos estão associados a entidades espirituais (Iyami e Onilé) que segundo a cosmogonia desse povo são as grandes mães ancestrais da humanidade. Alguns pesquisadores se valem da presença desses artefatos no Brasil para fundamentar a hipótese da reestruturação dessas instituições iorubás no Recôncavo Baiano, no final do período colonial. Outros autores, indo além, associam a suposta "sociedade Ogboni brasileira" com episódios das revoltas dos malês. Tomando-se a análise do ciclo de vida desses artefatos como instrumental metodológico, verificamos, no entanto, que o aparecimento dessas peças aqui no Brasil pode ter se dado não por causa da transplantação dessas instituições tradicionais africanas, mas por questões ligadas à permanência dos aspectos mais profundos da cosmologia iorubá dentro dos próprios terreiros de candomblé, e também pela disputa por reconhecimento e poder entre os mais antigos deles, evidenciando a potencialidade que esses artefatos têm de transmissão e preservação da memória coletiva de um terreiro. Neste estudo, além do ciclo de vida das peças, levam-se em consideração aspectos morfológico e tecnológicos da produção desses artefatos, em que se incluem os espaços que lhes são associados, bem como aspectos do universo simbólico que deu sentido a essas peças e animou seu ciclo de vida.
Título em inglês
Paraphernalia of ancestral-mothers: the Gelede masks, the Ogboni Edan and the imaginary construction about the African 'Secret Societies' in the Recôncavo Baiano
Palavras-chave em inglês
African Art
Candomblé
Collection Study
Material Culture
Yoruba
Resumo em inglês
This dissertation results from a study of the material culture of African origin, in which the manufacture, circulation, use and discard of African and African-inspired objects are investigated. Two kinds of characteristic yoruba production are focused: the geledé masks and the edan ogboni statuettes. Some of these objects are found in Brazilian collections, and their use in Afro-Brazilian religious cults in Recôncavo Baiano in the past is mentioned in the experts' writings. In Nigeria and Benin the wooden masks called geledé and the cooper alloy statuettes edan are insignia of important traditional yoruba institutions: the Geledé Association and the Ogboni Association, respectively. These objects are associated to spiritual entities (Iyami and Onile) who, according to the cosmology of this people, are the great ancestor mothers of the humankind. Some researchers allege the presence of these artefacts in Brazil in order to prove the hypothesis of reestructuring of those yoruba institutions in Recôncavo Baiano at the end of the colonial period. Other authors go even further, associating this supposed Brazilian Ogboni Association to the Malê rebellion (1809). Using the analisys of the life cycle of those artefacts as a methodological tool, we found that the apparition of those objects here in Brazil may be due not to the transplantation of those traditional African institutions, but to issues linked to the permanence of the most profound aspects of yoruba cosmology inside the own terreiros de candomblé, and also to the dispute for recognizement and power among the oldest of them, so showing the potential these artefacts have to transmit and preserve the collective memory of a terreiro. In this study, in addition to the life cycle of those pieces, morphological and technological aspects of their production are considered, including also the spaces which are associated to them, as well as aspects of the symbolic universe which provide meaning to these objects and animated their life cycles.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.