• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.71.2017.tde-19122017-102422
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Henrique Delforge
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Alves, Marcia Angelina (Presidente)
Fagundes, Marcelo
Lage, Maria Conceicao Soares Meneses
Vasconcellos, Camilo de Mello
Vidal, Jean- Jacques Armand
Título em português
O sítio arqueológico Cerâmica Preta: estudo das técnicas e da cadeia operatória da cerâmica queimada em ambiente redutivo dos povos pré-coloniais praticantes da tradição cerâmica Aratu-Sapucaí
Palavras-chave em português
Arqueologia Comportamental
Arqueologia Experimental
cerâmica arqueológica
queima de cerâmica em fogueira rasa
redução
semiologia da queima
simbologia da tecnologia cerâmica
tradições ceramistas brasileiras
Resumo em português
A cerâmica encontrada no sítio arqueológico Cerâmica Preta, localizado entre Camanducaia e Itapeva, Sul do Estado de Minas Gerais, Brasil, apresenta marcas negras de redução que levaram o autor a formular a hipótese sobre uma técnica específica de queima utilizada por aquele povo que habitou o local preteritamente. O conjunto de fragmentos e as marcas neles encontradas representam os remanescentes de uma técnica morta de cerâmica preta, praticada com maestria e regularidade intencionalmente pelo povo que o produziu. A queima da cerâmica, assim como seu uso ao fogo, deixam marcas de diferentes cores e características nas peças submetidas a estes processos. Relata-se aqui a pesquisa de correlatos entre estas marcas, os processos e comportamentos em que esta coleção de fragmentos cerâmicos arqueológicos participou durante sua produção e uso, sua história de vida. Os parâmetros da arqueologia experimental, com base na teoria comportamental, orientam o desenvolvimento dos experimentos sobre as técnicas da queima redutora em fogueiras. Apresento uma análise do material encontrado no sítio Cerâmica Preta em coletas sistemática e assistemáticas, tendo como foco a marcas de queima, buscou-se reproduzir a morfologia e colorimetria para se entender as condições de sua formação através de experimentações em laboratório e em campo. Obtivemos resultados nas experimentações que foram compatíveis com a amostragem arqueológica tendo sucesso em reproduzir condições de queima, investigando o papel das diversas técnicas possíveis para a situação. Conclui-se, pelos correlatos levantados que as ceramistas que viveram no local do sítio praticavam uma determinada tradição técnica de queima de cerâmica que envolvia o uso de recipientes para conter atmosferas redutoras no sentido de produzir uma cerâmica extremamente reduzida de tamanho pequeno a médio e tendo como produto paralelo uma cerâmica reduzida internamente de maiores proporções que serviu de ferramenta na produção da cerâmica preta. O material arqueológico também indica a utilização de uma segunda técnica de queima que difere da primeira principalmente na forma de colocação das peças na fogueira para a queima. Outras marcas encontradas no material arqueológico sugerem que um tipo de queima seria utilizado especificamente para os vasilhames utilizados como panelas e outro para vasilhas e potes de armazenamento. A ligação encontrada entre as marcas de queima e a utilização posterior dos potes leva a proposição de uma ligação estreita entre a técnica de queima e a cosmologia destes povos. O simbolismo das cores resultantes e das superfícies coloridas remetem ao universo feminino, ao útero que gera a vida, ao pote negro e à inserção desta cultura na ordem do mundo em uma camada entre o telúrico e o celeste.
Título em inglês
Sem Informação.
Palavras-chave em inglês
Behavioral Archaeology
black pottery
bonfire ceramic firing. simbology of ceramic tecniques
Brazilian Archaeology
brazilian ceramic traditions
Experimental Archaeology, archaeological ceramics
firing semiology
Resumo em inglês
The ceramic artifacts found in Cerâmica Preta archaeological site, situated at Camanducaia and Itapeva county, at southern Minas Gerais State, Brazil, show reduction marks that led the author to formulate an hypothesis about a specific technique of reducing firing of ceramics, used by the people who lived in this site preteritally. The black marks on the ceramic fabric and the black sherds, are remains of a forgotten technique of black pottery practiced intentionally and skillfully by the people who lived in this site preteritally. Firing of the ceramic and its use on the bonfire as pans, leaves different color and characteristic marks on the tissue of the pieces submitted to these processes. The search for correlates between these marks, processes and behaviors lead to the inference of activities in which the artifacts took part during its production and use. The Experimental Archaeology parameters, based on the Behavioral Theory, guided the development of the experiments on techniques of reduction firing in bonfires. The analisys of the material found in the ceramic site, by systematic and unsystematic search, focusing on the burning marks of which, through laboratory and field experiments, aim to reproduce the morphology and colorimetry, in the way to understand the conditions of its formation. The results of the experiments were compatible with the archaeological sampling and successfully reproduced burning conditions with similar results. The research investigated the role of various possible conditions for the production of black pottery. The correlates found by the research, lead to the conclusion that the ceramists, who lived in the site preteritally, practiced a certain technical tradition of ceramic firing, wich involved the use of containers to retain reducing atmospheres, in the sense of producing an extremely thin black ceramic of small to medium size. This firing has as parallel product, an internally reduced ceramic of greater proportions that served as a tool in the production of black pottery, a sagar. Archaeological material also indicates the use of a second firing technique which differs from the first one mainly in the way the parts are placed in the bonfire, but also in its production and use. Other marks found in archaeological material suggest that the people who practiced this tradition used the pots of one kind of firing as pans and diferent ones for consuming and for storage pots too. The connection found between the firing marks and other, dued to the later use of the pots over the fire, leads to the proposition of a close connection between the burning technique and the cosmology of these peoples. The symbolism of the resulting colors and colored surfaces refers to the female universe, the life-giving uterus, the black pot, and the insertion of this culture into the order of the world in a layer between the tellurian and the celestial.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.