• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Marina Nogueira Di Giusto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Santos, Veronica Wesolowski de Aguiar e (Presidente)
Carvalho, Claudia Rodrigues Ferreira de
Oliveira, Maria Dulce Barcellos Gaspar de
Título em português
Os sambaquieiros e os outros: estresse e estilos de vida na perspectiva da longa duração - o caso do litoral sul de Santa Catarina
Palavras-chave em português
Bioarqueologia
Estilo de vida
Estresse Fisiológico Sistêmico
Sambaqui
Resumo em português
O estado de Santa Catarina, Brasil, tem sido uma importante área de estudo de sambaquis desde o século XIX. A visível concentração de sítios com características bastante semelhantes e ativos por centenas de anos tem levado a alguns pesquisadores a sugerir que os sambaquieiros conformariam um sistema social complexo e duradouro, apresentando uma estabilidade econômica, social e política ao longo de sua permanência no litoral. Esta continuidade de mais de 5 milênios sofreu transformações a partir de aproximadamente 2000 anos AP, quando surgem evidências de grupos humanos provavelmente provenientes de regiões interioranas, sendo elas o aparecimento de camadas predominantemente icitilógicas nos estratos mais recentes de alguns sambaquis e a presença de cerâmicas das tradições Itararé/Taquara. A proposta deste projeto foi testar a hipótese de que a continuidade e a estabilidade das ocupações sambaquieiras no litoral sul de Santa Catarina estão refletidas também na estabilidade do perfil do estresse durante todo o período de ocupação dos sítios, desde os sambaquis mais antigos até os sambaquis tardios. Para testar essa hipótese foram selecionadas séries esqueléticas oriundas de dois sambaquis com uma longa duração de ocupação, Cabeçuda e Jabuticabeira II, e o acampamento conchífero Içara. Estas séries foram analisadas segundo a ocorrência de marcadores de estresse fisiológico sistêmicos potencialmente capazes de informar sobre eventos estressores ocorridos durante a infância, entre eles, a anemia. Os dados apontam para mudanças nos padrões de ocorrência de estresse fisiológico nas séries esqueléticas de Cabeçuda e Jabuticabeira II, sinalizando certa variabilidade biocultural entre eles, tanto diacrônica quanto sincrônica, mesmo se em sua essência estrutural tais grupos são semelhantes. No caso de Içara, os dados sugerem que os indivíduos lá sepultados poderiam ter uma relação mais próxima com o litoral do que apenas a prática de acampamentos temporários por alguns meses do ano, conforme postula a literatura.
Título em inglês
The "Sambaquieiros" and others: Stress and lifestyle in the long term perspective - The south coast of Santa Catarina state.
Palavras-chave em inglês
Bioarchaeology
Lifestyle
Sambaqui
Systemic Physiological Stress
Resumo em inglês
The state of Santa Catarina, Brazil, has been an important area for the study of sambaquis since the 19th century. The visible concentration of sites with very similar and active characteristics for hundreds of years has led some researchers to suggest that the sambaquieiros did conform a complex and long-lasting social system, presenting an economic, social and political stability throughout their settlement at the coast. This continuity of more than 5 millennia underwent transformations from approximately 2000 years BP, when evidences of human groups appear most likely from the inland regions, such as the appearance of predominantly ichthyological layers in more recent strata of some sambaquis and presence of ceramics associated to the Itararé / Taquara culture. The aim of this project was to test the hypothesis of continuity and stability of sambaquieiro occupations in the southern coast of Santa Catarina. Included in this study is the analysis whether this stability also reflects in the stress profile during the entire period of occupation of the sites, from the older sambaquis to the late sambaquis. To analyze this assumption we selected humans skeletal remains from two sambaquis sites with a long duration of occupation, Cabeçuda and Jabuticabeira II, and the Içara conchiferous camp. These series were analyzed according to the occurrence of systemic physiological stress markers potentially capable of reporting on stressful events during childhood, including anemia. The data suggests a pattern change in the occurrence of physiological stress markers in the skeletal series of Cabeçuda and Jabuticabeira II, signaling a certain biocultural difference between them, both diachronic and synchronic, even though their group structure is similar. In the case of Içara, the data indicates that the individual burials at the coast could have been of cultural origin rather than an advantageous temporary settlement for some months of the year, as the literature postulates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.