• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.71.2018.tde-05112018-115422
Documento
Autor
Nome completo
Jorge Luiz Fabbro da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Passos, Maria Cristina Nicolau Kormikiari (Presidente)
Gomes, Willian Barbosa
Hirata, Elaine Farias Veloso
Laky, Lilian de Angelo
Lucas, Tamar Hodos
Título em português
Arqueologia e semiótica do espaço dos templos de Judá em seu contexto levantino
Palavras-chave em português
arqueologia e semiótica do espaço; Levante; Idade do Ferro; templos; Judá
Resumo em português
Recentemente e quase simultaneamente, quatro novas instalações de culto da Idade do Ferro (1200-586 a.C.) foram trazidas à luz por escavações arqueológicas em Israel, todas presumivelmente no território do antigo Reino de Judá, apresentando sinais de estarem de alguma forma conectadas ao governo: três são santuários em Khirbet Qeiyafa e uma é um templo em Tel Moza. Juntamente com o templo de Tel Arad, descoberto na década de 1960 dentro de uma fortaleza judaíta, e os dois únicos edifícios de culto legitimados e descritos pelas fontes bíblicas, a saber, o Tabernáculo de Moisés e o Templo de Salomão, essas mais recentes descobertas formam um novo e consideravelmente ampliado corpo de evidências arqueológicas de um culto hipoteticamente endossado ou patrocinado pelo Reino de Judá, e uma valiosa oportunidade para esclarecer questões que têm sido levantadas quanto à história e religião dos antigos israelitas. Nesta tese, os templos judaítas são comparados a praticamente todos os templos da Idade do Ferro do Levante de que se tem conhecimento até a presente data, por meio de um aqui proposto tipo de análise semiótica da forma de disposição do espaço. O estudo encontrou evidências de que, conquanto os templos judaítas compartilhem uma série de traços individuais com muitos templos do Levante, como já tem sido amplamente notado, eles consistentemente adotam um conjunto desses traços de maneira única e em oposição direta aos traços que caracterizam os templos filisteus. As implicações desses achados para a compreensão dos processos de diferenciação cultural e formação da identidade de Judá são consideradas e uma proposta de explicação é oferecida.
Título em inglês
Archaeology and Semiotics of Space of Judah's Temples in their Levantine
Palavras-chave em inglês
archaeology and semiotics of space; Levant; Iron Age; temples; Judah
Resumo em inglês
Recently and almost simultaneously four new Iron Age (1200-586 BCE) cultic installations were brought to light by archaeological digs in Israel, all presumably in the territory of the ancient Kingdom of Judah, presenting signs of being somehow connected to the government: three are shrines in Khirbet Qeiyafa and one is a temple in Tel Moza. Together with the Tel Arad temple, uncovered in the 1960's inside a Judahite fortress, and the only two cultic buildings legitimized and described by the biblical sources, namely the Tabernacle of Moses and the Temple of Solomon, those most recent discoveries form a new and considerably enlarged body of archaeological evidence of an hypothetical cult endorsed or sponsored by the Kingdom of Judah and a valuable opportunity to clarify issues that have been raised regarding ancient Israelite history and religion. In this thesis, the Judahite temples are compared to nearly all Iron Age temples from the Levant known to date by means of a here-proposed type of semiotic analysis of their layout. The study has found evidence that while the Judahite temples share a number of individual traits with many Levantine temples, as it has already been widely noticed, they consistently adopt a set of those traits in a unique way and in direct opposition to the traits that characterize the Philistine temples. The implications of those finds for the understanding of Judah's cultural differentiation and identity formation processes and outcome are considered and a tentative explanation is offered.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2020-11-04
Data de Publicação
2018-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.