• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2018.tde-27042018-105029
Documento
Autor
Nome completo
Érika Tatiane de Almeida Fernandes Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Angelo, Margareth (Presidente)
Cardenas, Anneli Mercedes Celis de
Cruz, Andréia Cascaes
Fernandes, Carla Sílvia Neves da Nova
Merighi, Miriam Aparecida Barbosa
Título em português
Trauma, trânsito e vítimas: um olhar sobre a pessoa e a família
Palavras-chave em português
Acidente de Trânsito
Enfermagem
Família
Incapacidade
Sequela
Sofrimento
Resumo em português
Introdução: Os acidentes de trânsito e os traumas causados por eles constituem um grave problema social e de saúde pública em todo o mundo, atingem principalmente os adultos em faixa etária produtiva de vida. Além da morte, esses eventos podem causar nos acidentados comprometimentos na mobilidade, na vida ocupacional, nas relações sociais, na saúde física e mental e outras implicações para as vítimas e seus familiares. Objetivo: compreender e descrever a experiência vivenciada pelo acidentado ou vítima de trânsito com sequela física permanente e seus familiares. Método: os referenciais de Interacionismo Simbólico e História Oral, articulados a abordagem de pesquisa qualitativa, fundamentaram teórica e metodologicamente este estudo. Foram realizadas entrevistas com dezoito vítimas de acidente de trânsito, sendo nove vítimas de acidente de trânsito com sequela permanente e um familiar de cada vítima. Resultados: o resgate das memórias individuais permitiu a elaboração das narrativas, que por meio de um processo analítico possibilitaram a construção da memória coletiva, organizada em quatro temas: Sofrimento e ruptura da maneira de viver, O acidente de trânsito como renascimento, Quotidiano familiar desestruturado e Esperança: criando um ambiente para dar continuidade a vida. Os resultados do estudo revelaram que as vítimas primárias de acidente de trânsito que sobrevivem e adquirem uma deficiência física e as vítimas secundárias, seus familiares, vivenciam sofrimento físico e emocional com significativo impacto em suas vidas. A sequela obriga a uma ruptura com o modo de vida anterior ao acidente e as modificações exigidas por essa ruptura são experienciadas com dor, tristeza, pesar, desespero e um misto de sentimentos negativos que fazem parte de todo sofrimento vivenciado por eles. Conclusões: partindo-se da concepção de que os acidentes de trânsito são em maior ou menor grau perfeitamente passíveis de prevenção tem-se a reflexão que todo o sofrimento e gastos envolvidos podem ser evitados, fato de grande magnitude ao analisar-se que toda a população, sem exceções, está sujeita a sofrer um acidente de trânsito. Os resultados permitem a reflexão sobre a importância da família no processo saúde e doença das vítimas, que não contam com ajuda do Estado para lidar com a situação. Percebe-se assim, que há necessidade evidente em fornecer assistência às vítimas de acidente com sequelas de maneira integral, dando especial atenção ao período pós-sequela e à inclusão da assistência à família, também uma vítima do acidente, nesse caso, uma vítima secundária.
Título em inglês
Trauma, traffic and victims: a view on the person and family
Palavras-chave em inglês
Family
Impairment
Nursing
Sequela
Suffering
Traffic Accident
Resumo em inglês
Introduction: Traffic accidents and related traumas are a serious social and public health problem worldwide, ultimately affecting working-age adults. Besides death, such events may cause mobility impairment and harm in their occupational life, social relations, physical and mental health, and other implications for the victims and family members. Objective: to understand and describe the experience lived by victims of traffic accidents with permanent physical sequelae and their family members. Method: Symbolic Interactionism and Oral History, articulated with a qualitative research approach, were the theoretical and methodological backgrounds in this study. Interviews were carried out with eighteen victims of traffic accidents, comprising nine victims of traffic accidents with permanent sequelae, and one family member of each victim. Results: the recollection of individual memories enabled the elaboration of narratives, which furthered the construction of the collective memory by means of an analytical process, organized in four themes: Suffering and disruption in the way of life, Traffic accident as rebirth, Disrupted family daily life and Hope: creating an environment to carry on their lives. The study results uncovered that primary victims of traffic accidents who survive and get physically disabled, and the secondary victims, their family members, experience physical and emotional suffering with significant impact in their lives. Sequelae bring about a disruption in the way of life they used to have before the accident, and changes arising from that disruption are experienced with pain, sadness, grief, despair, and a mix of negative feelings which entail the suffering lived by them. Conclusions: Under the perspective that all traffic accidents are perfectly preventable in a higher or lower degree, we get to the reflection that all suffering and expenses involved can be prevented, which is highly significant if we analyze that all the population, without any exceptions, may have a traffic accident. The results enable the reflection on the importance of the family in victims health and disease process, who do not have any State assistance in order to cope with the event. Thus, it is perceived that there is evident need to provide impaired accident victims with special attention during the post-sequelae period on a full scale, extending it to their family members, also accident victims, in this case, secondary victims.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_Final_Erika.pdf (2.22 Mbytes)
Data de Publicação
2018-05-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.