• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2014.tde-16042015-161430
Documento
Autor
Nome completo
Caroline Figueira Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Vargas, Divane de (Presidente)
Barbosa, Regina Helena Simões
Oliveira, Marcia Aparecida Ferreira de
Título em português
Perfil de mulheres tabagistas atendidas em um serviço especializado da cidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Abandono do Hábito de Fumar
Enfermagem
Saúde da Mulher
Serviços de Saúde
Resumo em português
Introdução: O tabagismo é um dos hábitos mais difundidos mundialmente, configurando-se em um problema complexo e multifacetado. Enquanto o número de homens fumantes estagnou, o de mulheres está em constante crescimento, estimando-se que cerca de 250 milhões de mulheres fumam diariamente em todo mundo. A maior dificuldade das mulheres em cessarem o tabagismo, e a grande estratégia de marketing da indústria tabagista voltada para esse público, são apontadas como razões para esse fenômeno, somado a isso existe uma escassez de estudos publicados sobre essa questão na literatura brasileira e mundial. Objetivo: Caracterizar o perfil sociodemográfico, clínico e comportamental de mulheres tabagistas atendidas em um Serviço Especializado de Saúde da cidade de São Paulo. Método: Delineada como pesquisa de coorte retrospectivo de abordagem quantitativa, o estudo foi realizado através de busca ativa nos prontuários das pacientes que foram atendidas no serviço especializado para cessação do tabagismo do Estado de São Paulo entre os anos de 2005 e 2010. Para a análise dos prontuários, foi realizado o uso de um questionário, os dados coletados foram armazenados por meio do software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) e analisados pelo programa RStudio, em que foram realizadas todas as análises. Resultados: A coorte de 655 prontuários caracterizou-se por mulheres com idade média de 49 anos (DP=10,1), solteiras (34%); com segundo grau completo (27,9%), inseridas no mercado de trabalho (54,9%), com nível de dependência a nicotina muito elevado (78,5%) e que apresentavam critérios diagnóstico de depressão (23,6%), ansiedade (24,2%) e hipertensão (21,9%). Como principais razões para o ato de fumar as mulheres tabagistas atribuíam sensação de prazer (50,2%) e propriedades relaxantes (69,3%), e a principal razão alegada para a busca do tratamento foi motivos de saúde (62%). A faixa etária demonstrou associação significativa com a influência de terceiros no início do tabagismo (p=0,05). O tempo de permanência no tratamento mostrou-se positivamente associado ao diagnóstico de depressão (p=0,04) e hipertensão (p<0,01), ao convívio com parentes tabagistas (p<0,01) e procura por tratamento devido a motivos de saúde (p=0,02). O grau de dependência associou-se positivamente com a precocidade do início do tabagismo (p<0,01), ao uso de tranqüilizantes (p=0,02), menor nível educacional, em todas as situações em que fumam (p<0,01), exceto com bebidas alcoólicas. Conclusão: Publicações sobre esse fenômeno são escassas no Brasil e no mundo, o estudo apresenta evidências que podem contribuir para proposição de estratégias na prática clínica da cessação do tabagismo feminino, uma vez que identifica o perfil daquelas mulheres que buscam por tratamento, sugerindo também o perfil daquelas que não estão chegando ao serviço, quer por serem consideradas mais vulneráveis para o tabagismo, e/ou por não estarem sendo sensibilizadas pelas campanhas antitabágicas, o que reflete no não desejo da mulher em abandonar o hábito de fumar.
Título em inglês
Profile of female smokers attending a specialized service in São Paulo city
Palavras-chave em inglês
Health Services
Nursing
Smoking Cessation
Womens Health
Resumo em inglês
Introduction: Smoking is one of the most widespread worldwide habits, setting up a complex and multifaceted problem. While the number of male smokers has stalled, the womens number is constantly growing and it is estimated that about 250 million women around the world smoke daily. The greatest difficulty in women cease smoking, and a the great marketing strategies of the cigarette industry facing this audience, are cited as reasons for this phenomenon, added to this there is a paucity of published studies on this issue in the Brazilian and world literature. Objective: The objective is to describe the sociodemographic, clinical and behavioral profile of female smokers attending in a Specialized Health Service located in São Paulo, Brazil. Method: This study is outlined as a retrospective cohort with a quantitative approach that was conducted by active search in the records of patients who were treated for smoking cessation between 2005 and 2010. The analysis of medical records was conducted using a questionnaire, and the data were stored using the SPSS software (Statistical Package for the Social Sciences) and all analyzes were performed by RStudio program. Results: A cohort of 655 medical records was characterized by women with an average age of 49 years (SD = 10.1), unmarried (34%); with high school degree (27.9%); in the labor market (54.9%), with high level of nicotine dependence (78.5%) that presented diagnostic criteria for depression (23.6%), anxiety (24.2%) and hypertension (21.9%). The main reason for the act of smoking was attributed to the feeling of pleasure (50.2%) and relaxation (69.3%), and the main reason given for seeking treatment was related to health reasons (62%). The age group showed a significant association with the influence of others people at smoking initiation (p = 0.05). The treatment time was positively associated with depression diagnosis (p = 0.04) and hypertension (p <0.01), living with smoking relatives (p <0.01), and search for treatment due to health reasons (p = 0.02). The degree of dependence is positively associated with the early smoking initiation (p <0.01), use of tranquilizers (p = 0.02), lower educational level, in all situations who smoking (p <0 01) except for alcoholic drinks. Conclusion: The publications related to this phenomenon are scarce in Brazil and worldwide. The study presents evidence that can contribute to propose strategies in clinical practice of female smoking cessation, since it identifies the profile of those women who seek treatment, also suggesting that the profile of those who are not getting the service, due to the more vulnerable to tobacco use, and or they are not being sensitized by anti-smoking campaigns, which reflects the desire of the women does not to leave the smoking habit.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.