• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2015.tde-11052015-143313
Documento
Autor
Nome completo
Cecília Felipe Abreu da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Chiesa, Anna Maria (Presidente)
Bilyk, Bacy Fleitlich
Verissimo, Maria De La Ó Ramallo
Título em português
Ambiente domiciliar de crianças entre 12 e 24 meses: potenciais e fragilidades para a promoção do desenvolvimento infantil
Palavras-chave em português
Desenvolvimento Infantil
Enfermagem
Família
HOME
Promoção da Saúde
Saúde da Família
Resumo em português
Na primeira infância os cuidados e estímulos necessários ao crescimento e desenvolvimento global dos seres humanos, bem como os principais vínculos, são fornecidos pela família. Por isso, o ambiente domiciliar de cuidados merece atenção já que o mesmo exerce uma influência fundamental tanto para o desenvolvimento como para prejuízo dos potenciais. A presente pesquisa estudou o ambiente domiciliar de crianças entre 12 e 24 meses de idade com o instrumento IT-HOME visando caracterizar a qualidade desse ambiente em um contexto de implementação da tecnologia Nossas Crianças: janelas de oportunidades. Objetivos: Caracterizar a inserção social e estrutura das famílias que receberam a intervenção do Projeto Janelas; 2. Caracterizar o ambiente domiciliar a partir do instrumento IT-HOME; 3. Discutir os potenciais e fragilidades das famílias no cenário do ambiente domiciliar. Método: Tratou-se de uma pesquisa exploratória, quantitativa, por meio de entrevistas domiciliares com observação não participante e amostra randomizada. O cenário de estudo foi uma região do município de São Paulo. A população do estudo foi constituída por famílias que possuíam ao menos uma criança entre 12 e 24 meses de idade em sua composição e eram atendidas por equipes de Estratégia Saúde da Família que participaram da oficina de capacitação dos profissionais do Projeto Janelas. A análise de dados foi feita a partir do teste de Mann-Whitney para identificar a significância e buscar associação com as variáveis socioeconômicas das famílias. Resultados e Discussão: Foram entrevistadas 24 famílias, representando um total de 102 indivíduos. Dessas, 54% são do tipo nuclear completa; 33,3% quebrada e 12,5% expandida. Quanto às formas de viver 45,8% das famílias moram em residência própria em terreno próprio. Os potenciais encontrados nas formas de viver e trabalhar são o acesso das famílias aos bens e serviços, a qualidade da estrutura das moradias e a formalidade no emprego. As fragilidades verificadas dizem respeito à instabilidade nas condições habitacionais de algumas famílias, territórios com risco aumentado para acidentes e violências, elevada densidade domiciliar, baixa escolaridade dos chefes das famílias e escolaridade dos cuidadores primários influenciando o cuidado das crianças. Quanto à caracterização do ambiente domiciliar com o uso do Inventário IT-HOME, este estudo apontou maioria das pontuações consideradas de alto nível de estimulação (62,5%) e, nas subescalas, altas porcentagens para Responsividade do cuidador primário e Envolvimento do cuidador primário com a criança. A subescala que apresentou maior pontuações em nível baixo de estimulação foi a de Disponibilidade de materiais, brinquedos e jogos apropriados para as crianças, uma dimensão que pode ser fortalecida com as famílias no cuidado longitudinal característico da Estratégia Saúde da Família. Conclusões: Os resultados desta pesquisa não permitiram estabelecer correlação entre a inserção social e a maior estabilidade de relações responsivas, dado que o grupo estudado foi pequeno e relativamente homogêneo. O uso do instrumento IT-HOME no presente estudo contribuiu para direcionar o olhar para aspectos da interação entre o cuidador primário e a criança que antes poderiam passar despercebidos ao entrar no domicílio, contribuindo assim para aprimorar a identificação dos potenciais e das fragilidades das famílias e subsidiar o trabalho dos profissionais de saúde quanto à promoção do desenvolvimento da primeira infância
Título em inglês
Home environment of children aged between 12 and 24 months: potential and fragilities for promotion of child development
Palavras-chave em inglês
Child development
Family
Family Health
Health Promotion
HOME
Nursing
Resumo em inglês
In early childhood, care and stimulus needed for global growing and development of human being, as well as the main links, are provided for family. Therefore, the home environment of care deserves attention once it plays an essential influence on the potentials development or prejudice. This investigation assessed the home environment of children aged between 12 and 24 months through the IT-HOME tool aiming to characterize the quality of these environments in a context of implementation of the technology Our children: windows of opportunities. Objectives: to characterize the social insertion and the structure of families who received the intervention of Windows Project; 2. to characterize the home environment based on the IT HOME tool; 3. to discuss the potentials and fragilities of families in the scene of family environment. Method: This is an exploratory, quantitative research, conducted through home interviews with non-participant observation and randomized sample. The study place is a region in the city of Sao Paulo. Study population was composed for families who had at least one child aged between 12 and 24 months in their composition and who were attended for Family Heath Strategy teams that participated of the training workshops offered by Windows Project. Data analysis was performed using the Mann-Whitney test to identify the significance and to seek for association with the socioeconomic variables of families. Results and Discussion: 24 families were interviewed, composing a total of 102 individuals. Of these, 54% are full nuclear family; 33,3% broken family and 12,5% expanded family. Concerning the way of living, 45,8% of families live in their own home and in their own land. The potentials in the way of living and working are the access of families to goods and services, the quality of home structure and the formality at work. The fragilities found concern the instability in home conditions of some families, territories with increased risk for accidents and violence, high home density, low education level of family heads and of primary caregivers, what impact on children care. Regarding the characterization of home environment through the IT-HOME, this study showed that most of scores were considered of high level of stimulation (62,5%) and, in subscales, we found high frequencies for Responsiveness of primary caregiver and Involvement of primary caregiver with child. The subscale that presented the highest scores in low-level of stimulation was Availability of materials, toys and games suitable for children, which is a dimension that may be strengthened with families during the longitudinal care provided for Family Health Strategy. Conclusions: Results of this research did not allow establishing correlation between social insertion and higher stability of responsive relations, once the sample assessed was small and relatively homogeneous. The use of IT-Home tool in this investigation favored to turn the look to aspects of the interaction between primary caregiver and child, what would be pass unnoticed when entering at home, contributing to improve the identification of potentials and fragilities of families, and to subsidize work of health professionals regarding to health promotion of early child development
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.