• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Maraina Gomes Pires Fernandes Dias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Vargas, Divane de (Presidente)
Oliveira, Marcia Aparecida Ferreira de
Paes, Marcio Roberto
Soares, Janaina
Título em português
Atitudes de enfermeiros de serviços de urgência e emergência psiquiátricas frente ao comportamento violento
Palavras-chave em português
Atitudes
Comportamento violento
Enfermagem
Enfermeiros
MAVAS
Resumo em português
Introdução: A alta prevalência de transtornos mentais na população geral pode refletir no aumento de pessoas nos serviços de emergência de hospitais gerais em sua maioria apresentando queixas de sintomas de um transtorno mental ou de alteração do comportamento. O comportamento violento pode estar associado ao transtorno mental e a agressão por parte desses indivíduos é considerado um problema grave que vem sendo vivenciado nos serviços de saúde, principalmente nas unidades psiquiátricas de curta permanência. Por passarem mais tempo na interação com o paciente, o enfermeiro e a equipe de enfermagem ficam sujeitos à agressão derivada do comportamento violento. A abordagem que a equipe irá adotar depende das suas crenças e atitudes diante das causas desse tipo de comportamento, pois, as mesmas afetarão na qualidade da assistência prestada ao indivíduo e os possíveis danos físicos e psicológicos ao próprio profissional. Objetivo: verificar as atitudes e visões de manejo de enfermeiros de Serviços de atendimento em Urgência e Emergência Psiquiátrica frente ao comportamento violento. Método: Trata-se de um estudo descritivo, exploratório e transversal realizado em 17 serviços públicos referenciados de atendimento psiquiátrico da cidade de São Paulo com uma amostra de 185 enfermeiros que trabalhavam nesses locais. Para coleta de dados foram utilizados a The Management of Aggression and Violence Attitude Scale (MAVAS-BR) e um questionário com dados sociodemográficos. Para análise, os dados foram agrupados em um banco construído no Statistical Package for Social Sciences onde se realizou análise exploratória com frequência absoluta e relativa e medidas de locação (média/mediana) e dispersão (desvio-padrão) para cada item e dos quatro fatores da escala. Para interpretação, quanto menor a média mais a concordância com o fator ou item da escala. Resultados: As atitudes dos enfermeiros estão mais relacionadas aos modelos externo e situacional ou interacional de explicação para o comportamento violento, os participantes mostraram-se mais favoráveis com utilização de métodos de controle para manejo do mesmo. Referente às visões de manejo, concordaram com o uso dos manejos de controle que podem indicar fatores como falta de conhecimento dos enfermeiros em utilizar os manejos não físicos e escassez de recursos humanos nos serviços de saúde. Conclusão: Esse estudo fornece subsídios para elaboração de estratégias educacionais para que o enfermeiro adquira conhecimento e segurança nas intervenções frente a pacientes que apresentem comportamento violento, sugerindo que novas pesquisas sejam realizadas sobre esse fenômeno ainda pouco explorado no contexto brasileiro e latino Americano.
Título em inglês
Nurse's attitudes in urgency psychiatric health services toward violent behavior
Palavras-chave em inglês
Attitudes
MAVAS
Nurses
Nursing
Violent behavior
Resumo em inglês
Introduction: The high prevalence of mental disorders in the general population may reflect an increase of people in general hospital emergency services, in which mostly of them presenting complaints of symptoms of a mental disorder or behavioral disorder. Violent behavior may be associated with mental disorder and the aggression on the part of these individuals is considered a serious problem that is being experienced in the health services, especially in the short-stay psychiatric units. Because one will spend more time interacting with the patient, the nurse and a nursing staff members are subject to aggression derived from violent behavior. The approach adopted by the members of the nursing staff will depend on their beliefs and attitudes towards the causes of this type of behavior, cause these kind of behavior will affect the assistances quality provided for the individual and may cause physical and psychological damage for the professionals themselves. Objective: to verify the nurses attitudes and views towards violent behaviour in the urgent care and psychiatric. Method: This is a descriptive, exploratory and cross-sectional study carried out in 17 public services referenced in psychiatric care in the city of São Paulo, with a sample of 185 nurses who worked in these places. For the data collection the management attitude scale of aggression and violence (MAVAS-BR) "and a questionnaire with sociodemographic data were used. For analysis, the data were grouped in a bank built in the Statistical Package for Social Sciences where an exploratory analysis was carried out with absolute and relative frequency and measurements of lease (mean / median) and dispersion (standard deviation / quartiles / minimum / maximum) for each item and each of the four scale factors. For interpretation, the lower the mean, the greater the agreement with the scale factor or item. Results: Nurses' attitudes are more related to external and situational or interactional models of explanation for violent behavior, the participants were found to be more favorable to the use of control methods to manage it. Regarding management visions, they agreed on the use of control measures that may indicate factors such as lack of knowledge of nurses to use non-physical management and shortage of human resources in health services. Conclusion: This study provides support for the elaboration of educational strategies so that the nurse can acquire knowledge and safety in the interventions against patients who present violent behavior, suggesting that new researches have to be done on this phenomenon still little explored in the Brazilian and Latin American context.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarainaDias.pdf (989.13 Kbytes)
Data de Publicação
2017-11-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.