• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2012.tde-22082012-151611
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Pelegrini Ratier
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Felli, Vanda Elisa Andres (Presidente)
Baptista, Patricia Campos Pavan
Mininel, Vivian Aline
Título em português
Qualidade de vida de trabalhadores de enfermagem com distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho
Palavras-chave em português
Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho. Enfermagem. Qualidade de vida. Saúde do trabalh
Resumo em português
Esse estudo teve como objetivo apreender a qualidade de vida (QV) de trabalhadores de enfermagem acometidos por Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) e construir possíveis estratégias para a melhoria da mesma. Investigamos a QV em trabalhadores de Enfermagem com DORT em membros superiores de um Hospital Universitário. O estudo, de caráter exploratório-descritivo e abordagem qualitativa, foi desenvolvido tendo como população os trabalhadores de enfermagem de um hospital público universitário, constituindo 11 mulheres e dois homens, portadores de DORT em membros superiores, representantes de todas as categorias de enfermagem e de diversas unidades assistenciais. A coleta de dados foi realizada através de entrevista individual e grupo focal. Após aprovação do projeto em Comitê de Ética, a coleta de dados foi iniciada através das entrevistas com os sujeitos eleitos. Foram realizadas, também, cinco sessões de grupo focal, no período de novembro a dezembro de 2011. Os resultados de caracterização mostram que a média de tempo de trabalho nesta instituição é de 19 anos, denotando extensa exposição a cargas fisiológicas; sete trabalhadores realizam, concomitantemente ao trabalho remunerado, afazeres domésticos integralmente e cinco deles parcialmente; as atividades de lazer são apenas ocasionais; a maioria dos sintomas refere-se a quadros dolorosos em ombros, o que acaba prejudicando também a realização de atividades básicas e cotidianas. Após o tratamento dos dados de caracterização, as falas foram submetidas à análise de conteúdo e permitiram apreender quatro categorias: existindo com dor, QV é não ter limitações, meu trabalho influenciando na minha QV e cuidando e sendo cuidado. Na primeira categoria, os relatos revelam a influência da dor na constituição do sujeito, em suas expectativas e sua relação com o quadro emocional. Com relação à qualidade de vida, evidenciamos que esta encontra-se prejudicada pela co-existência de dois aspectos, mencionados na segunda e terceira categorias: dor e consequentes limitações e inadequações na organização e processo de trabalho, sendo mencionados alguns fatores desfavoráveis do cotidiano laboral: excesso de tempo no local de trabalho, inadequação de equipamentos e organização e processos de trabalho inapropriados. Dessa forma, as falas dialogam com as definições de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho, sendo essas indissociáveis do conceito de QV para esses trabalhadores, já que as percepções do valor atribuído à vida estão sob influência da dor e que inadequações no processo de trabalho alteram significativamente a QV. Na última categoria, verificou-se satisfação com o processo grupal, com crescente conscientização e mudanças no cuidado a si. Em especial, foram despertadas ações cruciais para controle de quadros crônicos de DORT: a atenção a si e às combinações de fatores pessoais, físicos, sociais e emocionais. Também foram observados o meio, com seus riscos e benefícios e simples estratégias de saúde, apreendidas e construídas coletivamente. Construiu-se, junto aos trabalhadores, um programa educativo onde foram oferecidas novas perspectivas para amenização de sintomas, bem como modificações comportamentais relacionadas a componentes posturais e ambientais, indo ao encontro de um dos princípios de Promoção da Saúde e abordando um dos pilares da QV para esse grupo. Conclui-se que a QV desses trabalhadores está intimamente relacionada à dor e ao trabalho. Compreendeu-se que há a necessidade de combinação de estratégias mutissetoriais, com responsabilização dos próprios indivíduos e existência de ações coletivas do sistema de saúde e da comunidade
Título em inglês
Quality of life in nursing workers with work-related musculoskeletal disorders
Palavras-chave em inglês
Nursing. Quality of life. Work-related Musculoskeletal Disorders. Workers Health
Resumo em inglês
This study aimed to capture the quality of life (QoL) of nursing workers affected by Work Related Musculoskeletal Disorders (WMSDs) and build strategies for its improvement. We investigated the QoL of nursing workers with upper limb disorders in a University Hospital. The study is exploratory and descriptive with qualitative approach and was developed with the nursing staff of a public hospital, constituted of 11 women and two men suffering from disorders in the upper limbs, representatives of all categories of nursing and several units. Data collection was conducted through individual interviews and focus groups. After project approval by the Ethics Committee, data collection began with interviews with the chosen subjects. Five focus group sessions were also carried out, from November to December in 2011. The sociodemographic results show that the average working time in this institution is 19 years, indicating extensive exposure to physiological loads; seven workers perform, concurrently with paid work, full housework and five of them partial; leisure activities are only occasional and the majority of symptoms refers to painful shoulders, which ultimately jeopardize the performance of basic activities of daily living. After treatment of the sociodemographic data, the reports were subjected to content analysis which raised four categories: existing with pain, QoL is having no limitations , my job influencing on my QoL and caring and being cared for. In the first category, the reports reveal the influence of pain in the constitution of the subject, their expectations and its relationship with the emotional picture. Regarding the quality of life, we found that it is hampered by the co-existence of two aspects mentioned in the second and third categories: pain and its resulting limitations and inadequacies in the work organization and process, and some unfavorable factors of daily work mentioned were: too much time at work, inappropriate equipment and improper work organization and processes. Thus, the speeches match with the definitions of Quality of Working Life and Health-Related Quality of Life, these being inseparable from the concept of QoL for these workers, since the perceptions of the value attributed to life are under the influence of pain and that inadequacies in the work process significantly alter QoL. In the latter category, there was satisfaction with the group process, with enhanced awareness and changes in their care. In particular, workers were sensitized to crucial ways to control chronic conditions of WMSDs: attention to themselves and to combinations of personal, physical, social and emotional aspects. Increased attention with the environment also happened, with recognition of its risks and benefits and the use of simple health strategies, learned and built collectively. It was built, along with the workers, an educational program where they were offered new prospects for alleviation of symptoms, as well as behavioral changes related to postural and environmental components, meeting one of the principles of Health Promotion and addressing one of the concepts of QoL for this group. In conclusion, QoL of these workers is closely related to pain and work. It was understood that there is a need for multiple combination of strategies, with accountability of the individuals themselves and the existence of collective actions of the health system and community
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME_ANA_RATIER.pdf (956.28 Kbytes)
Data de Publicação
2012-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.