• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2014.tde-14012015-172505
Documento
Autor
Nome completo
Wania Regina Mollo Baia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Kurcgant, Paulina (Presidente)
Gaidzinski, Raquel Rapone
Melleiro, Marta Maria
Moraes, Flavio Fava de
Pinhel, Inahiá
Título em português
Rotatividade dos profissionais de enfermagem durante a fase de implementação de uma Instituição de saúde de alta complexidade
Palavras-chave em português
Condições de trabalho, satisfação no trabalho
Enfermagem
Oncologia
Rotatividade de pessoal
Resumo em português
Introdução: O desenvolvimento desta pesquisa aborda as questões relacionadas à rotatividade dos profissionais de enfermagem durante a fase de implementação de uma Instituição oncológica. Objetivos: Subsidiar, após o reconhecimento situacional, um plano factível de retenção de pessoal de enfermagem. Método: Trata-se de pesquisa de abordagem quanti-qualitativa do tipo Estudo de Caso, composto por duas etapas: quantitativa, em que foi calculada a taxa de rotatividade e de variação do quadro dos profissionais de enfermagem, por categoria profissional, nos anos de 2008 a 2011 e; qualitativa, em que foi realizada a análise das 598 entrevistas de desligamento, referentes ao mesmo período. A análise e a interpretação dos dados tiveram como base a análise de conteúdo segundo Bardin. Os dados qualitativos foram subsidiados por duas grandes vertentes, sendo que a primeira vertente compreendeu as seguintes Categorias Analíticas: condições de trabalho; remuneração e benefícios; chefia e treinamento e desenvolvimento. A segunda vertente de análise, composta pelas Categorias Empíricas, advindas dos discursos das entrevistas de desligamento: dinâmica de trabalho; condições de trabalho; capacitação e treinamento; relacionamento com colegas de trabalho e relacionamento da chefia com subordinado. Resultados: Os resultados permitiram, segundo a análise quantitativa verificar que as taxas de rotatividade acumuladas, no período de 2008 até 2011, foram elevadas, podendo-se ressaltar que o déficit de pessoal, a cada ano, se tornou evidente, visto que as admissões eram realizadas, porém não se alcançava a meta de contratação do número de profissionais programado por ano, devido aos constantes desligamentos dos profissionais de enfermagem. A análise qualitativa das 598 entrevistas de desligamento (442 de profissionais demissionários e 156 de demitidos) mostrou que entre os principais motivos dos desligamentos destacam-se a insatisfação referentes à: remuneração e benefícios; transferência de setor; promoção interna e de plano de carreira e relacionamento da chefia com subordinados. A análise das Categorias Empíricas permitiu resgatar, além dos itens já destacados nas Categorias Analítícas, outros motivos/causas de desligamento, sendo: nova proposta de trabalho; carga horária; horário de trabalho e dinâmica de trabalho, sendo que, neste último item, os discursos revelaram que os profissionais sentem dificuldades e sofrem para se adaptarem à rotina de um hospital oncológico. Os discursos relacionados à sobrecarga de trabalho e à pressão no cuidado do paciente oncológico foram descritos como fatores geradores de estresse e, considerados como relevantes e determinantes dos desligamentos. Conclusão: Este estudo, além de explicar o ônus que a rotatividade de pessoal de enfermagem traz para a Instituição, para a gerência e para a assistência, mostra, também, como o profissional percebe e sofre com essa problemática decidindo, em última instância, pelo seu desligamento da Instituição. Com os dados encontrados será possível subsidiar um plano factível de retenção de profissionais de enfermagem de um hospital oncológico
Título em inglês
Turnover of nursing staff during the implementation of a highly complex health institution
Palavras-chave em inglês
employee turnover
job satisfaction
Nursing
oncology
work conditions
Resumo em inglês
Introduction: This research addresses issues related to the turnover of nursing staff during the implementation of an oncology institute. Aims: Subsidize, after situational awareness, a feasible plan for retaining the nursing staff. Method: This is a Case Study based on the quantitative-qualitative approach, comprising two stages: quantitative, in which the nursing turnover and variation rates have been calculated by the professional category for the period from 2008 to 2011; and qualitative, in which 598 exit interviews related to the same period have been analyzed. Data have been analyzed and interpreted according to Bardins Content Analysis. Qualitative data were subsidized by two major strands, being the first one comprised by the following Analytical Categories: work conditions; compensation and benefits; management; and training and development. The second analytical strand was comprised by Empirical Categories, resulting from discourses of exit interviews: work dynamics; work conditions; capacity building and training; relationship among coworkers; and manager-employee relationship. Results: Based on a quantitative analysis, the results showed that the accumulated turnover rates for the period from 2008 to 2011 were high, demonstrating a deficit of personnel at each year, since there were admissions, but the hiring goal was not achieved due to constant employment terminations of the nursing staff. The qualitative analysis of 598 exit interviews (442 professionals resigned and 156 were dismissed) showed that the main reasons for employment termination were dissatisfaction related to: compensation and benefits; relocations to other departments; internal promotion and career plan and manager-employee relationship. The analysis of Empirical Categories allowed to identify, in addition to the items highlighted under Analytical Categories, other reasons/causes for employment termination, such as: new work proposal; workload; working hours and work dynamics, and in this last item, discourses revealed that employees face difficulties and it is hard for them to adapt to the routine of an oncology hospital. Discourses related to work overload and to the pressure in the care of oncology patients were described as factors that cause stress and considered relevant drivers for employment terminations. Conclusion: This study, in addition to explaining the burden that the turnover of nursing staff brings to the institution, the management and the assistance, also shows how professionals perceive and suffer with this problem, deciding, ultimately, to end their employment relationship. With the findings, it will be possible to subsidize a feasible plan for retaining the nursing staff of an oncology hospital.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.