• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2014.tde-09122014-154235
Documento
Autor
Nome completo
Ana Caroline Ramirez de Andrade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Fugulin, Fernanda Maria Togeiro (Presidente)
Gaidzinski, Raquel Rapone
Gomes, Alda Valeria Neves Soares
Título em português
Distribuição do tempo de trabalho da equipe de Enfermagem em Unidade de Pediatria
Palavras-chave em português
Carga de trabalho
Enfermagem
Enfermagem Pediátrica
Pediatria
Recursos Humanos de Enfermagem
Resumo em português
Introdução: A adequação de recursos humanos em enfermagem está diretamente relacionada ao conhecimento do tempo utilizado pelos profissionais no desenvolvimento das intervenções/atividades de enfermagem. Entretanto, a escassez de estudos que enfoquem o trabalho da equipe de enfermagem em unidades de pediatria dificulta a avaliação quantitativa e qualitativa de profissionais nessa área. Objetivo: Analisar a distribuição do tempo de trabalho dos profissionais de enfermagem em unidade de internação pediátrica. Método: Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, descritivo, observacional, transversal, realizado na Clínica Pediátrica (Cl. Ped) do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP). Participaram do estudo todos os profissionais de enfermagem que trabalharam na Cl. Ped no período de 30 de setembro à 06 de outubro de 2013. Os dados da pesquisa foram coletados e organizados de acordo com as seguintes etapas: identificação das atividades realizadas pela equipe de enfermagem, por meio da análise dos prontuários dos pacientes e da observação direta dos profissionais; mapeamento das atividades identificadas em intervenções de enfermagem, segundo a Nursing Intervention Classification (NIC); validação do mapeamento das atividades em intervenções de enfermagem, por meio de Oficinas de trabalho; mensuração da proporção do tempo despendido na execução das intervenções e atividades, utilizando a técnica Amostragem do Trabalho.Resultados:Foram obtidas 8388 amostras de intervenções e atividades realizadas pelos profissionais de enfermagem, verificando-se que as intervenções que mais utilizaram o tempo de trabalho da equipe de enfermagem foram DOCUMENTAÇÃO (16,2%) e Administração de MEDICAMENTOS (13,3%). As intervenções que mais utilizaram o tempo de trabalho das enfermeiras foram DOCUMENTAÇÃO (20,9%), Troca de informações sobre cuidados de SAÚDE (9,7%), SUPERVISÃO (6,9%) e Passagem de PLANTÃO (6,6%). As intervenções realizadas com maior frequência pelos técnicos/ auxiliares de enfermagem foram Administração de MEDICAMENTOS (16,3%), DOCUMENTAÇÃO (14,8%), Controle de INFECÇÃO (5,4%) e Controle do AMBIENTE (4,4%).Constatou-se que a equipe de enfermagem da Unidade despendeu 35,9% do seu tempo em intervenções de cuidado indireto; 33,7% em intervenções de cuidado direto; 27,6% em atividades de tempo pessoal e 2,8% em atividades associadas. As enfermeiras despenderam 45,7% do seu tempo em intervenções de cuidado indireto; 25,6% em intervenções de cuidado direto; 24% em atividades de tempo pessoal e 4,7% em atividades associadas. Os técnicos/auxiliares de enfermagem dedicaram 33% do seu tempo em intervenções de cuidado indireto; 36,1% em intervenções de cuidado direto; 28,7% em atividades de tempo pessoal e 2,2% em atividades associadas.Conclusão:Os dados obtidos e o elenco de intervenções e atividades descrito,instrumentalizam as enfermeiras para a realização de investigações relacionadas à determinação do tempo médio de assistência dispensado aos pacientes pediátricos, constituindo importante contribuição para a superação das dificuldades que envolvem o processo de dimensionamento de profissionais de enfermagem na área de pediatria
Título em inglês
Distribution of working time of the nursing staff in the pediatric unit
Palavras-chave em inglês
Human Resources in Nursing
Nursing Workload
Pediatric Nursing
Pediatrics
Resumo em inglês
Introduction: The appropriateness of nursing human resources is directly related to the knowledge of the time used by professionals in the development of nursing interventions/activities.However, the lack of studies that focus on the nursing staff's work in pediatric units hinders the quantitative and qualitative evaluation of professionals in this area.Objective: To analyze the working time distribution of nursing professionals in the pediatric inpatient unit.Method: This is a study of quantitative, descriptive, observational, transversal nature, conducted at the Pediatric Clinic (Cl. Ped), University Hospital, University of São Paulo (HU-USP). Participated in the study all nurses who worked in Cl. Ped. in the period from September 30 to October 6 2013. The survey data was collected and organized according to the following steps: identification of the activities performed by nursing staff by analyzing patients' records and direct observation of the professionals; mapping of the activities identified in nursing interventions according to the Nursing Intervention Classification (NIC); validation of the mapping activities in nursing interventions through Workshops; measuring the proportion of time spent in the implementation of interventions and activities, using the technique of Work Sampling. Results: 8388 interventions samples and activities performed by nurses were obtained, verifying that the interventions that required the most part of the nursing team working time were DOCUMENTATION (16,2%) and MEDICATION Administration (13,3%).The interventions that required the most working time of nurses were DOCUMENTATION (20,9%), Exchange of information on Health care (9,7%), SUPERVISION (6,9%) and Shift Change (6,6%).The most frequent interventions by technicians/ nursing assistants were MEDICATION Administration (16,3%), DOCUMENTATION (14,8%), INFECTION Control (5,4%) and ENVIRONMENT Control (4,4%).It was found that the nursing staff of the Unit spent 35,9% of their time on indirect care interventions; 33,7% on direct care interventions; 27,6% on personal time activities and 2,8% in associated activities.The technicians/nursing assistants devoted 33% of their time on indirect care interventions; 36,1% in direct care interventions; 28,7% on personal time activities and 2,2% in associated activities.Conclusion: The data obtained and the interventions and activities cast described provides nurses instruments to perform investigations related to determining the average time of care dispensed to pediatric patients and an important contribution to overcoming the difficulties involved in the process of dimensioning the nursing professionals in the Pediatrics
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-06
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ANDRADE, A. C. R., et al. Intervenções de enfermagem em unidade de pediatria: subsídio para determinação da carga de trabalho. In XII Conferencia de Educacion en Enfermeria, Montevideo, 2013. E-Book XII Conferencia de Educacion en Enfermeria., 2013. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.