• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Emilia Aparecida Cicolo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Peres, Heloisa Helena Ciqueto (Presidente)
Nishi, Fernanda Ayache
Sasso, Grace Teresinha Marcon Dal
Tronchin, Daisy Maria Rizatto
Título em português
Avaliação do sistema Manchester de classificação de risco com o uso de registro eletrônico e manual
Palavras-chave em português
Enfermagem
Informática em Enfermagem
Sistemas de Apoio a Decisões Clínicas
Triagem
Resumo em português
Introdução: O Sistema Manchester de Classificação de Risco (SMCR) estabelece um tempo para o atendimento médico conforme o grau de urgência dos pacientes, a partir de um processo de tomada de decisão por registro eletrônico ou manual. Objetivo: Avaliar o grau de confiabilidade, a acurácia e o tempo despendido para a realização do SMCR em registros eletrônico e manual. Método: Estudo exploratório-descritivo de abordagem quantitativa, realizado com todos 43 (100%) enfermeiros do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP) que foram aprovados no curso de classificador do SMCR pelo Grupo Brasileiro de Classificação de Risco (GBCR). A casuística do estudo correspondeu ao número total de casos clínicos simulados (37) validados e fornecidos pelo GBCR e ao número de casos aplicados para cada participante da pesquisa (4). A amostra foi estimada, para que se obtivesse um coeficiente kappa de Cohen maior ou igual a 0,5, confiança de 95% e poder de teste de 80%, considerando o número de pacientes classificados em cada nível de prioridade clínica no HU-USP em 2016. A amostra foi composta por 10 participantes. A coleta de dados foi realizada, em duas fases, utilizando 20 casos clínicos simulados, os quais passaram por processo de avaliação junto a especialistas do GBCR. Na fase 1, foram entregues 4 casos para uso no registro manual e na fase 2, após aproximadamente, 4 semanas, os mesmos casos foram entregues para realização do SMCR por meio do registro eletrônico. A confiabilidade inter-avaliadores foi calculada pelo coeficiente kappa de Cohen e, em relação ao padrão ouro (acurácia), pela porcentagem de concordância. O tempo despendido foi analisado com o teste Wilcoxon-Mann-Whitney, considerando intervalo de confiança de 95% e valor de p menor que 0,05. Resultados: O grau de confiabilidade foi igual para a escolha dos fluxogramas e dos discriminadores com o uso de ambos os registros e apresentou diferenças na determinação da prioridade e dos sinais vitais. A acurácia apresentou diferença estatisticamente significante, apenas, em relação aos sinais vitais. O tempo despendido para o registro do SMCR foi menor com o uso eletrônico. Conclusão: O uso do registro eletrônico apresenta vantagens referentes à confiabilidade, acurácia e tempo despendido para a realização da classificação de risco, indicando a importância da adoção de tecnologias no processo de trabalho gerencial e assistencial nos serviços de saúde.
Título em inglês
Evaluation of the Manchester Triage System with the use of electronic and manual registration
Palavras-chave em inglês
Decision Support Systems
Nursing
Nursing Informatics
Triage
Resumo em inglês
Introduction: The Manchester Triage System (MTS) defines clinical priority by determining the maximum allowed waiting time for medical care for the different levels of urgency based on decision support process by electronic or manual registration. Objective: Evaluate the degree of reliability, accuracy and time spent of the use of MTS with an electronic or manual registration. Method: This is an exploratory-descriptive study applied for all (43) nurses of the University Hospital of the University of São Paulo (HU-USP) approved in the MTS classifier course by Brazilian Group of Risk Classification. The casuistry of the study corresponded to the total number of simulated clinical cases (37) and the number of cases applied to each participant (4). The sample were calculated to obtain a Cohen kappa coefficient equal to 0.5 or greater than it, 95% confidence and 80% test power, considering the number of patients classified in each clinical priority level at the HU-USP in 2016. The sample had 10 participants. Data were collected from the triage of 20 clinical cases. This clinical cases were evaluated by Brazilian Group experts. In phase 1, 4 cases were given for use in the manual registration. In phase 2, after approximately 4 weeks, the same cases were given for use in the electronic registration. The inter-rater reliability was calculated by the Cohen kappa coefficient. The accuracy (the comparison with the golden standard) was calculated by the concordance percentage. The efficiency was calculated by the Wilcoxon-Mann-Whitney test, with a 95% confidence interval and p-value less than 0.05. Results: The degree of reliability was the same for the choice of flowcharts and discriminators with the use of electronic and manual registration. There were differences in reliability for determination of priority and the recording of vital signs. The accuracy presented a statistically significant difference only in relation to vital signs. The time spent with use the MTS was shorter with electronic registration. Conclusion: The use of the electronic registration had advantages related to the reliability, accuracy and time spent to use the MTS, showing how important it is to adopt technologies in the manage and assistencial care working process of the health services.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Emilia_Cicolo.pdf (3.40 Mbytes)
Data de Publicação
2019-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.