• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2014.tde-07012015-103236
Documento
Autor
Nome completo
Márcia Cristina da Cruz Mecone
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Freitas, Genival Fernandes de (Presidente)
Fernandes, Maria de Fatima Prado
Kuntze, Tânia Denise
Santo, Tiago Braga do Espirito
Silva Junior, Osnir Claudiano da
Título em português
O modelo militar no ensino de Enfermagem: um olhar histórico sob a perspectiva foucaultiana
Palavras-chave em português
Cruz Vermelha Brasileira
Educação em Enfermagem
História da Enfermagem
Resumo em português
Introdução: O presente estudo resgatou a reconfiguração da Escola de Enfermagem da Cruz Vermelha Filial Estado de São Paulo (EECVB-FESP) nos anos de 1940-1945, cuja instituição foi propagadora do modelo militar de ensino na enfermagem, caracterizado por relações disciplinadas e hierarquizadas dos saberes e das práticas da enfermagem. Objetivos: Esse estudo teve como objetivos: discutir elementos que configuraram os jogos de poder, saber e verdade na formação da EECVB FESP; analisar o dispositivo pedagógico que fomentava o ensino de enfermagem e seus efeitos na constituição dos modos de subjetivação nas mulheres-alunas; analisar as relações de saber/poder e a produção dos modos de subjetivação dos sujeitos no âmbito do ensino oferecido pela EECVB-FESP e discutir aspectos da legislação vigente à época, bem como seus desdobramentos sobre o ensino da enfermagem e o modelo militar de ensino dessa escola. Método: Optou-se pelo referencial proposto por Michel Foucault, tendo como base os enunciados discursivos das fontes midiáticas e documentais, que dão sustentação ao estudo, pois possibilitaram a problematização e a análise dos achados e trouxeram à tona as relações de saber-poder no campo da formação da enfermeira na EECVB-FESP. Segundo esse referencial, o pesquisador da história busca desvelar o que está posto, lança outras indagações sobre o óbvio que, por vezes, passam despercebidas no cotidiano. As fontes utilizadas foram constituídas de matérias e propagandas jornalísticas veiculadas no jornal A Gazeta, matérias publicadas nas revistas da Cruz Vermelha Brasileira e documentos da própria EECVB-FESP. Ao tomar como objeto de estudo os discursos que emergem destas fontes sobre a formação em enfermagem, a análise centrou-se na articulação e circulação das relações de saber-poder no contexto pedagógico contemporâneo. Resultados e discussão: A década de 1940 foi um período marcante na historiografia brasileira, sobretudo os primeiros anos pelas mobilizações ensejadas pela Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e sua imersão numa política ditatorial denominada Estado Novo (1937-1945). Entre outras profissões, a enfermagem encontrava-se presente na maquinaria de poder imbricadas do governo vigente à época, alavancando estratégias que, realocavam e reafirmavam o papel da mulher na sociedade, seja como a mãe, a esposa e a filha, ou seja, a cuidadora. O rol de documentos examinados à luz do referencial proposto perfaz uma teia discursiva que, por um lado, justifica e atualiza a importância da formação em enfermagem no período e nas possibilidades de emancipação da mulher para o espaço público. Os dados revelaram, ainda, que atrelada à falta de autonomia, havia representações da enfermeira formada pela EECVB-FESP perpassadas pelos ideais do altruísmo e da abnegação, os quais requeriam baixa complexidade de conhecimento científico para práticas das ações no contexto do cuidado enfrentadas pelos profissionais nos tempos e espaços em que tradicionalmente atuavam. No contexto legal da época, observou-se que as legislações sobre o ensino de enfermagem reforçavam o modelo militar da formação dos profissionais de enfermagem e, portanto, davam ênfase à disciplina e à hierarquização. Conclusão: As fontes analisadas, sobretudo na perspectiva midiática da época não veiculavam apenas informações, opiniões e comentários sobre as alunas/mulheres/enfermeiras, mas compunham enunciados que podem ser problematizados, pois prescreviam as formas de fazer, aprender, de ensinar e, sobretudo, de ser e de compreender o mundo, arregimentando assim uma eficaz maquinaria de governabilidade pedagógica do ensino de enfermagem do período, com forte ênfase na conduta e na disciplinarização do corpus da enfermagem. O modelo militar de formação da enfermeira a EECVB-FESP é um retrato do interesse do Estado Novo de transformar a mulher-enfermeira em mãe cuidadosa, zelosa, dócil, mas servil pois orquestrada pela dominação masculina
Título em inglês
The Military Model in Nursing Education: A Historical Look under the Foucaultian perspective
Palavras-chave em inglês
Brazilian Red Cross
History of Nursing
Nursing Education
Resumo em inglês
Introduction: This study rescued the reconfiguration of the School of Nursing, Red Cross Branch State of São Paulo (EECVB-HSPA) in the years 1940-1945, of which was a propagator of the military model of education in nursing, characterized by disciplined and hierarchical relationships the knowledge and practice of nursing. Objectives: This study aimed to: discuss elements that configure the games of power, knowledge and truth in the formation of EECVB - FESP; analyze pedagogic device that fostered nursing education and its effects on the constitution of the modes of subjectivity in women pupils; analyze the relations of power / knowledge and the production of modes of subjectivity of the subjects in teaching offered by EECVB-HSPA and discuss aspects of current legislation at the time, as well as their impacts on nursing education and the military model of education that school. Method: We chose the framework proposed by Michel Foucault, based on the discursive statements of media and documentary sources, that support the study, enabling us to questioning and analyzing the findings and brought to light the relations of power-knowledge in field training of nurses in EECVB-HSPA. According to this framework, the researcher of history seeks to unveil what is laid, launches other questions about the obvious that sometimes go unnoticed in everyday life. The sources used were composed of matter and conveyed newspaper advertisements in the newspaper A Gazeta, published articles in the journals of the Brazilian Red Cross and documents own EECVB-HSPA. Taking as an object of study the discourses that emerge from these sources on nursing education, the analysis focused on the articulation and circulation of knowledge-power relations in contemporary pedagogical context. Results and discussion: The 1940s was a watershed period in Brazilian history, especially the early years by movements ensejadas the Second World War (1939-1945) and his immersion in a dictatorial policy named Novo (1937-1945) State. Among other professions, nursing was present in the machinery of intertwined power of government force at the time, leveraging strategies that realocavam and reaffirmed the role of women in society, either as a mother, wife and daughter, ie the caregiver. The list of documents examined in the light of the proposed reference amounts to a discursive web that on the one hand, and updates justifies the importance of nursing education in the period and the possibilities of emancipation of women into public space. The data also revealed that linked to a lack of autonomy, there were representations made by the nurse-EECVB FESP pervaded by the ideals of altruism and selflessness, which required low complexity of scientific knowledge for practical actions in the context of care faced by professionals the times and spaces in which traditionally worked. In the legal context of the time, it was observed that the laws on nursing education reinforced the military model of training of nursing and therefore gave emphasis on discipline and hierarchy. Conclusion: The sources analyzed, especially in the media perspective of the time not only veiculavam information, opinions and comments about the girls / women / nurses, but made up statements that can be problematized, as prescribed forms to do, learn, teach and above, of being and understanding the world, so mustering an effective pedagogical machinery of governance of education of nursing, with strong emphasis on conduct and disciplining of the corpus of nursing. The military model of training of nurses EECVB-HSPA is a picture of the interest of the State of New transforming the woman-nurse in careful, dutiful, docile mother, but servile as orchestrated by male domination.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-16
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • Mecone, Márcia Cristina da Cruz, and Freitas, Genival Fernandes de. Representações da enfermagem na imprensa da Cruz Vermelha Brasileira (1942-1945) [doi:10.1590/S0104-07072009000400016]. Texto & Contexto Enfermagem (UFSC. Impresso) [online], 2009, vol. 18, p. 741-749.
  • KUREBAYASHI, Leonice Fumiko Sato, et al. Propostas de emendas à Lei Nº 7498/86, do exercício profissional de enfermagem. REME. Revista Mineira de Enfermagem, 2008, vol. 12, p. 573-579.
  • Mecone, Márcia Cristina da Cruz, FREITAS, Genival Fernandes de, e GOIS, Adriano Francisco. O ensino na Escola de Enfermagem da Cruz Vermelha Brasileira (1940-1945): reflexos de uma época. São Paulo, 01 a 03 de julho. In 12 SENADEn - Seminário Nacional de Diretrizes para Educação em Enfermagem, SãoPaulo, 2010. CD-ROM.São Paulo, 2010. Resumo.
  • BONINI, Bárbara Barrionuevo, et al. Central Issues of being a Black Nurse at University of São Paulo, Brazil. In International Nursing History Conference, Dinamarca, 9 a 11 de agosto, 2012. Anais.Dinamarca, 2012. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.