• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
José Ricardo Ferreira da Fonseca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Calache, Ana Lucia Siqueira Costa (Presidente)
Batista, Karla de Melo
Donato, Edilaine Cristina da Silva Gherardi
Frizzo, Cecília Helena de Siqueira Sigaud
Silva, Nair Chase da
Turrini, Ruth Natalia Teresa
Título em português
Fatores de estresse, sintomas depressivos, suporte social e resiliência associados ao desempenho acadêmico em estudantes de enfermagem
Palavras-chave em português
Apoio social
Depressão
Desempenho acadêmico
Estresse psicológico
Estudantes de enfermagem
Resiliência psicológica
Resumo em português
Introdução: As adversidades da vida acadêmica trazem inúmeros desafios, o que pode refletir no pior desempenho acadêmico do estudante de enfermagem. Os fatores de estresse e sintomatologia depressiva tem impacto negativo na vida do estudante, por outro lado, o suporte social e resiliência são entendidos como fatores de proteção. No entanto pouco tem se investigado sobre a influência desse conjunto de fatores no desempenho acadêmico do estudante de enfermagem. Objetivo: Analisar a influência dos fatores de estresse, sintomatologia depressiva, suporte social e resiliência no desempenho acadêmico de estudantes de enfermagem. Casuística e método: Trata-se de uma pesquisa observacional, transversal, quantitativa, com 155 estudante de enfermagem de uma universidade pública no Estado do Amazonas, Brasil. Para coleta de dados foi utilizado caderno de questões contendo dados sociodemográficos, acadêmicos, desempenho acadêmico (Coeficiente de rendimento escolar CRE e Rendimento Semestral individual RSI), Escala de Avaliação de Estresse em Estudantes de Enfermagem (AEEE), Escala de sintomatologia depressiva do Center for Epidemiologic Studies Depression (CES-D) e a Escala de suporte social do Medical Outcomes Study (MOS) e Escala 14-itens Resilience Scale (RS-14). Para análise dos dados utilizou-se o coeficiente de correlação de Pearson, Análise de variância (ANOVA), teste de Tukey e regressão linear múltipla. Resultados: Para os estudantes foi predominante baixa pontuação de estresse em todos os domínios, com pontuação média para Realização das atividades práticas, Gerenciamento do tempo, Ambiente e Atividade teórica, pontuação alta para Comunicação profissional e Formação profissional. 72,9% estavam com sintomas depressivos, a média dos escore de sintomatologia depressiva foi de 21,08, acima do ponto de corte 16, e o fator Afetos positivos obteve maior escore padronizado. A dimensão do suporte social Apoio social afetivo foi predominante. Os estudantes foram classificados em alta e muito alta resiliência. As variáveis que se associaram significativamente com o RSI foram: Pessoas com as quais reside (morar sozinho); Semestre escolar (sétimo); Reprovação em disciplinas; Atividades complementares e Bolsista; A variável Reprovação em disciplina se associou significativamente com o CRE. As variáveis Número de disciplinas cursadas com aprovação, Número de disciplinas cursadas com reprovação correlacionaram-se significativamente com o RSI e CRE respectivamente. As variáveis que se correlacionaram-se significativamente com o RSI foram: Fatores de estresse (Realização das atividades práticas, Comunicação profissional, Formação profissional) com correlação positiva; Sintomatologia depressiva (Dimensões: Depressão; Interpessoal; Somática/iniciativa) com correlação negativa; Suporte social (Dimensão: Apoio social afetivo) com correlação positiva. Reprovação em disciplinas, intenção de continuidade nos estudos, prática de campo, idade, número de disciplinas cursadas com aprovação, número de disciplinas cursadas com reprovação e fatores de estresse Atividade teórica foram preditores do CRE. Reprovação em disciplinas, pessoas com as quais reside (morar sozinho), semestre escolar (sétimo), estar no sétimo semestre, número de disciplinas cursadas com aprovação, Sintomatologia depressiva Somática/iniciativa foram os preditores do RSI. Conclusão: A percepção de estresse nas atividades teóricas e a sintomatologia depressiva (Somática/iniciativa) impactaram negativamente no desempenho acadêmico. O estresse percebido na realização das atividades práticas, comunicação profissional e formação profissional correlacionou-se positivamente com o desempenho acadêmico, dado relevante que representa uma análise do estresse sob uma perspectiva positiva e não somente negativa. O suporte social foi um fator de proteção para o desempenho e a resiliência não apresentou influência. Esta pesquisa contribuiu para compreensão dos aspectos psicoemocionais investigados no desempenho acadêmico do estudante de enfermagem, além de trazer novos dados para compreensão do estresse sob uma perspectiva positiva.
Título em inglês
Stress factors, Depressive Symptoms, Social Support and Resilience associated with academic performance in nursing students
Palavras-chave em inglês
Academic Performance
Depression
Resilience Psychological
Social support
Stress Psychological
Students Nursing
Resumo em inglês
Introduction: The adversities of academic life bring several challenges, which may reflect in the lower academic performance of the nursing student. The stress factors and depressive symptomatology have a negative impact on the student's life; on the other hand, social support and resilience are known as protective factors. However, little has been investigated about the influence of this group of factors on the academic performance of the nursing student. Objective: To analyze the influence of stress factors, depressive symptomatology, social support and resilience on the academic performance of nursing students. Casuistry and method: This is an observational, cross-sectional, quantitative study with 155 nursing students from a public university of the State of Amazonas, Brazil. Regarding data collection, it was used a questionnaire containing both socio-demographic and academic data, academic performance (Grade Point Average - GPA and Semi-annual Academic Progress - SAP), The Assessment of Stress in Nursing Students Scale (ASNS), The Center for Epidemiologic Studies Scale - Depression (CES-D) and The Social Support Survey of the Medical Outcomes Study (MOS), as well as The 14-item Resilience Scale (RS-14). For data analysis, it was used the Pearson product-moment correlation coefficient, Analysis of variance (ANOVA), Tukey's method and multiple linear regression. Results: For the students, there was a predominance of a low stress scores in all domains, with average scores for "Practical activity", "Time management", "Environment" and "Theoretical activity"; high score for "Professional communication" and "Professional qualification". 72.9% were at depression risk, the depressive symptomatology scores mean was 21.08, above the cutoff value 16, and the "Positive affect" factor obtained the highest standardized score. The dimension of social support "Affective social support" was predominant. Students were classified in "high" and "very high" resilience. The variables that were significantly associated with the SAP were: People you reside with (living alone); School semester (seventh); Failing grades; Complementary Activities and Scholarship; the variable Failing grades was significantly associated with the GPA. The variables Number of courses taken with passing grade ", "Number of courses taken with failing grades" correlated significantly with SAP and GPA, respectively. The variables, that correlated significantly with SAP were: Stress factors ("Realization of practical activities", "Professional communication", "Professional qualification") with positive correlation; Depressive symptomatology (Dimensions: "Depression", "Interpersonal", "Somatic/initiative") with negative correlation; Social support (Dimension: "Affective social support") with positive correlation. Failing grades, Intention to continue studies, field-practice, age, number of courses taken with passing grades, number of courses taken with falling grades and stress factors "Theoretical activity" were predictors of GPA. Failing grades, People you reside with (living alone), School semester (seventh), being at the seventh semester, number of courses taken with passing grades, Depressive symptomatology "Somatic/initiative" were the predictors of SAP. Conclusion: The perception of stress in theoretical activities and depressive symptomatology (Somatic/initiative) had a negative impact on academic performance. The perceived stress in the realization of practical activities, professional communication and professional qualification correlated positively with the academic performance, relevant data that represents a stress analysis from a positive perspective and not only negative. Social support was a protective factor for performance, and resilience did not show influence. This research contributed to the comprehension of the psychemotional aspects investigated in the academic performance of the nursing student as well as bringing new data to understand the stress from a positive perspective.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_Corrigida.pdf (3.83 Mbytes)
Data de Publicação
2018-05-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.