• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2007.tde-20042007-102303
Documento
Autor
Nome completo
Francine Jomara Lopes Guerrer
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Bianchi, Estela Regina Ferraz (Presidente)
Costa, Ana Lucia Siqueira
Silva, Sandra Cristine da
Título em português
Estresse dos enfermeiros que atuam em unidades de terapia intensiva no Brasil
Palavras-chave em português
Enfermagem em unidades terapia intensiva
Enfermeiros
Estresse
Resumo em português
O presente estudo propõe um levantamento do nível de estresse e dos principais estressores presentes entre enfermeiros de unidades de terapia intensiva (UTI) das regiões geográficas do Brasil. A população estudada foi constituída por 263 enfermeiros atuantes nas UTIs dos diversos hospitais de alta complexidade das capitais dos Estados brasileiros. Os dados foram coletados utilizando-se a Escala Bianchi de Stress, constituída por caracterização sociodemográfica e 51 itens que versam sobre as atividades desempenhadas pelos enfermeiros. A análise estatística foi descritiva e inferencial, foi utilizado o alfa de Cronbach para avaliar a confiabilidade dos dados, os testes não-paramétricos de Man-Whitney e Kruskall-Wallis para testar a diferença nas classificações de grupos independentes, e a análise de variância ANOVA, quando o valor do teste foi significativo. Com a finalidade de promover a comparação e estudo dos dados, foi realizado o escore de estresse em 6 domínios, englobando o relacionamento (A), funcionamento da unidade (B), administração de pessoal (C), assistência de enfermagem (D), coordenação da unidade (E) e condições de trabalho (F). Os níveis obtidos foram classificados em baixo (até 3,0), médio (de 3,1 a 4,0), alerta (de 4,1 a 5,9) e alto (acima de 6,0). A amostra foi eminentemente feminina (91,6%), jovem (80,2% com menos de 40 anos), sendo a maioria da população com 2 a 5 anos de formado (34,6%), atuantes na UTI há aproximadamente 5 anos, sendo 87,8% enfermeiros assistenciais, 71,5% atuantes de UTI geral, 74,5% com pós-graduação Latu-Sensu, 38,8% atuantes na Região Nordeste. Os enfermeiros obtiveram escore individual de estresse entre 2,41 e 5,21, porém a maioria ficou entre médio e alerta. Considerando-se o escore de estresse por Região, obteve-se que SE>CO>N>NE>S para a análise dos 6 domínios, obteve-se C>F>E>D>B>A, independentemente da região geográfica a que pertencia o enfermeiro. A presença de uma pós-graduação para os domínios C e D apresentaram relação estatisticamente significante (p < 0,05), na qual foi encontrada diferença para os enfermeiros da Região Sudeste que apresentaram níveis mais elevados comparados aos da Região Nordeste. Fica patente que a resposta aos estressores da UTI depende da avaliação individual e que a administração de pessoal é um estressor presente em todas as Regiões Brasileiras
Título em inglês
Stress among nurses who work at intensive care unit in Brazil
Palavras-chave em inglês
Nurse
Nursing in intensive care units
Stress
Resumo em inglês
This study suggests a lift of stressors among Brazilian nurses who work at Intensive Care Units (ICU) of Brazilian´s area. The sample was constituted by 263 nurses who work at high complexity hospitals in the capitals of Brazilian States. Data was obtained using a Bianchi Stress Inventory´ that enclosed socio-demographic data and 51 items which turn on the activities developed by nurses. Statistical analysis was described and inferential, using Cronbach alpha to evaluate the reliability of data, the Man-Whiney and Kruskall-Wallis non-parametric tests in order to check the difference in the classifications of independent groups, and the analysis of variance by ANOVA, when the value was significant. In order to promote the comparison and the study of data, it was used a score of stress and classified into 6 areas: relationship (A), unit functioning (B), staff administration (C), nursing assistance (D), unit coordination (E) and work conditions (F). The stress level was classified in low (under 3,0), medium (from 3,1 to 4,0), alert (from 4,1 to 5,9) and high (above 6,0). The sample was eminently feminine (91,6%); young (80,2% under 40 years old); from 2 to 5 years after finishing a graduation course (34,6%); has worked at ICU for 5 years as assistant nurses (87,8%), has worked in general ICU (71,5%), Latu-Sensu post-graduated (74,5%), and 38,8% has worked in Northeast States. The individual score stress of nurses varied from 2,41 to 5,21 considered from medium to alert. The stress score among Regions in decrescent order was: Southeast > Center-West > North > Northeast > South. After analyzing the six areas, the classification was: C > F > E > D > B > A, and it was independent of geographical localization. Having an after-graduation to areas C and D was statically significant (p<0,05) in which was found difference to nurses of Southeast with high level of stress comparing to the ones in Northeast. Then the answer to stressors in ICU depends on the individual evaluation and staff administration is a stressor in all Brazilian Regions
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Francine_Jomara.pdf (1.18 Mbytes)
Data de Publicação
2007-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.