• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2014.tde-20012015-103954
Documento
Autor
Nome completo
Ana Carolina Nascimento Raymundo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Pierin, Angela Maria Geraldo (Presidente)
Gusmão, Josiane Lima de
Riccio, Grazia Maria Guerra
Título em português
O monitoramento de enfermagem em um programa de gestão de doenças crônicas: seguimento de um grupo de hipertensos
Palavras-chave em português
Doenças Crônicas
Enfermagem
Hipertensão
Resumo em português
Introdução: A hipertensão arterial tem alta prevalência, porém o controle dos níveis pressóricos é pouco satisfatório, provavelmente devido a baixa adesão ao tratamento. Assim, faz-se necessário buscar estratégias para aumentar o controle e adesão ao tratamento e modificar o estilo de vida. O Objetivo principal desse estudo foi caracterizar um grupo de hipertensos monitorados por enfermeiros dentro de um programa de gestão de doenças crônicas. Casuística e Métodos: O estudo foi realizado com 283 hipertensos em uma instituição particular na cidade de São Paulo, que praticava a gestão de doenças crônicas. Os hipertensos foram orientados por um período de 17 meses, com contatos telefônicos mensalmente e duas visitas domiciliares nos meses 9 e 17. A pressão arterial, peso e altura foram referidos nos contatos telefônicos e aferidos nas visitas domiciliares. Foram avaliados também ingestão de bebida alcoólica, tabagismo e sedentarismo. A adesão ao tratamento medicamentoso foi avaliada pelo teste de Morisky Green. A avaliação foi realizada em cinco momentos (a cada três meses) e nas duas visitas domiciliares. Valores de p<0,05 foram considerado significantes. Resultados: A maioria do sexo feminino (62,5%), idade 73,4 (10,9) anos. Houve mudança significativa no comportamento das seguintes variáveis(p<0,05): Etilismo (10,2% vs 3,2%); Sedentarismo (96,8% vs 71,7%); Adesão avaliada por Morisky Green (25,1% vs 85,5%); Pressão Arterial Sistólica (128,8 (11,4) vs 125,1 (11,6) mmHg); Pressão Arterial Sistólica (78,9 (7,8) vs 77,2 (8,0) mmHg). O Controle da pressão arterial se associou ao tabagismo no momento 5 do acompanhamento (p=0,02), verificou-se menor controle entre os tabagistas ( 3,7% vs 11,9%). A adesão ao tratamento medicamentoso avaliado pelo teste de Morisky Green se associou (p<0,05) a presença de insuficiência renal crônica, houve maior adesão na presença dessa comorbidade (20,6% vs 3,3%), ao uso de Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (18,6% vs 3,3%) e uso de Bloqueadores dos Receptores de Angiotensina (53,0% vs 73,3%). A segunda pergunta do teste de Morisky Green Você é desatento, de vez em quando sobre tomar o seu remédio se associou (p<0,05) ao uso de Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina ( 21,3% vs 12,0%). A terceira pergunta do instrumento "Deixa de tomar a medicação caso sinta-se melhor?" se associou ao histórico de infarto do miocárdio (8,2% vs 2,0%), uso de Bloqueadores do Receptor de Angiotensina(62,6% vs 51,1%), uso de Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (21,7% vs 8,1%) e com os tabagistas no primeiro e no terceiro momento de participação no programa respectivamente (7,1% vs 1,6%) e (10,1 vs 3,3%). A quarta pergunta do teste de Morisky Green Deixa de tomar a medicação caso sinta-se pior?" se associou com portadores de Insuficiência Renal Crônica (22,5 % vs 8,1%), o uso de Diuréticos (93,2% vs 6,8%), uso de Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (20,6% vs 6,8%) e etilistas no segundo, terceiro e quarto momentos de participação no programa respectivamente (8,1 vs 1,9%), (8,1% vs 1,9%) e (8,1% vs 1,9%). Houve associação estatisticamente significativa entre o uso de Bloqueadores do Receptor de Angiotensina e a ocorrência de internação hospitalar, houve maior número de internações entre aqueles em uso desta classe farmacológica (63,0% vs 48,7%). Conclusão: Os hipertensos monitorados pela enfermagem dentro do programa de doenças crônicas apresentaram ao longo do seguimento mudanças significativas na pressão arterial, nos hábitos de vida e aumento da adesão ao tratamento medicamentoso.
Título em inglês
The Monitoring Nursing program management of chronic disease: follow-up of a group of hypertensive patients
Palavras-chave em inglês
Chronic Diseases
Hypertension
Nursing
Resumo em inglês
Introduction : Hypertension has a high prevalence , but the control of the hypertension is unsatisfactory , probably due to poor adherence to treatment . Thus , it is necessary to develop strategies to increase the control and treatment adherence and modify lifestyle . The main objective of this study was to characterize a group of hypertensive patients monitored by nurses within a program of chronic disease management . Methods: The study was conducted with 283 hypertensive patients in a private institution in the city of São Paulo , who practiced the management of chronic diseases . Hypertensive patients were instructed for a period of 17 months, with monthly telephone contacts and home visits in the months 9:17 . Blood pressure , height and weight were said to phone contacts and home visits measured . Alcohol consumption , smoking and physical inactivity were also evaluated . The adherence to therapy was assessed by the Morisky Green test . The evaluation was performed in five times ( every three months) and in home visits . P values < 0.05 were considered significant. Results: Most women ( 62.5 % ) , age 73.4 ( 10.9) years. Was no significant change in the behavior of these variables ( p < 0.05 ) : Alcohol consumption ( 10.2 % vs 3.2% ) ; Sedentary lifestyle ( 96.8 % vs 71.7 % ) ; Adhesion evaluated by Morisky Green ( 25.1% vs. 85.5%) ; Systolic blood pressure ( 128.8 ( 11.4 ) vs 125.1 ( 11.6 ) mmHg ) ; Systolic blood pressure ( 78.9 ( 7.8 ) vs 77.2 ( 8.0 ) mmHg ) . Control of blood pressure was associated with smoking at the time of the 5 follow-up ( p = 0.02 ) , there was less control among smokers ( 3.7% vs. 11.9 % ) . Adherence to drug treatment assessed by the Morisky Green test was associated ( p < 0.05 ) the presence of chronic renal failure , there was greater adherence in the presence of this comorbidity ( 20.6 % vs 3.3% ) , the use of inhibitors Angiotensin Converting Enzyme ( 18.6% vs 3.3% ) and use of Angiotensin Receptor blockers ( 53.0 % vs 73.3 % ) . The second question Morisky Green test "You're inattentive, from time to time about taking your medicine" was associated ( p < 0.05 ) at the use of inhibitors of Angiotensin Converting Enzyme ( 21.3 % vs 12.0 %). The third question of the instrument " Stop taking the medication if you feel better? " was associated with a history of myocardial infarction ( 8.2% vs 2.0% ) , use of Angiotensin Receptor Blockers ( 62.6 % vs 51.1 % ) , use of inhibitors of Angiotensin Converting Enzyme ( 21 , 7 % vs 8.1% ) and smokers in the first and third moment of participation in the program respectively ( 7.1% vs 1.6%) and ( 10.1 vs. 3.3% ) . The fourth question of the Morisky Green " Stop taking the medication if feel worse? " Test was associated with patients with chronic renal failure ( 22.5 % vs 8.1% ) , use of diuretics ( 93.2 % vs 6.8% ) , use of inhibitors of Angiotensin Converting Enzyme ( 20.6 % vs 6.8% ) and alcoholics in the second , third and fourth moments of participation in the program respectively ( 8.1 vs. 1.9 % ) ( 8.1% vs 1.9%) and ( 8.1% vs 1.9 % ) . a statistically significant association between the use of Angiotensin Receptor Blockers and the occurrence of hospitalization , a greater number of hospitalizations among those using this drug class ( 63.0 % vs 48.7 % ) . Conclusion : Hypertensive monitored by nursing within the chronic disease program presented along the following significant changes in blood pressure , in lifestyle and increased adherence to medication.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.