• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2007.tde-17052007-111100
Documento
Autor
Nome completo
Magda Aparecida dos Santos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Pimenta, Cibele Andrucioli de Mattos (Presidente)
Cruz, Dina de Almeida Lopes Monteiro da
Posso, Irimar de Paula
Título em português
Efeitos da intervenção treinamento, avaliação e registro sistematizado no controle da dor pós-operatória de cirurgia cardíaca
Palavras-chave em português
Analgesia opióide
Analgésicos
Avaliação diária dor
Conhecimento dor
Documentação
Educação
Efeitos colaterais
Enfermeiros
Manejo
Manejo dor
Mensuração dor
Programa educação
Resumo em português
Trata-se de um ensaio clínico com três Grupos. Avaliaram-se os efeitos da intervenção "Treinamento, Avaliação e Registro Sistematizado de Dor" sobre a intensidade da dor, o consumo suplementar de morfina, o tratamento de efeitos colaterais e a satisfação com a analgesia dos doentes, no pós-operatório de cirurgia cardíaca. Foram estudados 182 doentes, no Grupo I (GI, N=55), Grupo II (GII, N=66) e Grupo III (GIII, N=61). Todos receberam a mesma orientação pré-operatória e submeteram-se ao mesmo protocolo medicamentoso para o controle de dor e dos efeitos colaterais. No GI a equipe de enfermagem não recebeu Treinamento e realizou a avaliação da dor conforme rotina da instituição. Nos GII e GIII toda a equipe de enfermagem participou do Curso de Capacitação Sobre a Dor e Seu Controle (Treinamento). No GII a equipe de enfermagem utilizou a Ficha Sistematizada sobre Dor e seu Controle, a cada duas horas. No GIII a equipe de enfermagem não utilizou esta Ficha. Os doentes dos três Grupos também foram avaliados pela pesquisadora nas primeiras 30 horas, a cada 6 horas (6 Momentos). Os resultados foram analisados pelos testes de Kruskal-Wallis, Dunn, Friedman, Qui-quadrado e Verossimilhança. O nível de significância adotado foi de 5%. Os Grupos foram semelhantes quanto à idade, sexo, escolaridade, tipo de cirurgia, tipo de dreno e estado físico. A dor ao repouso e à tosse foi menos intensa no GII. Ao repouso observou-se diferença no Momento 2 (p=0,012) e à tosse, nos Momentos 2, 3, 4 e 6 (p=0,021, p=0,005, p=0,048 e p=0,001, respectivamente). Na dor à inspiração profunda não houve diferença intergrupos. No GII observou-se maior uso de morfina suplementar (p=0,002), maior número de doentes recebendo morfina (p=0,002) e maior média na relação dose de morfina/doente (p=0,022). O GI foi o que menos recebeu antiemético (p=0,019, Momento 2) mas teve a maior ocorrência de náusea e vômito (p=0,032, Momento 6). Prurido ocorreu somente uma vez e não houve depressão respiratória. A satisfação com a analgesia foi mais elevada no GII nos Momentos 2 e 3 (p=0,001 e p=0,012). O Treinamento associado à Ficha Sistematizada sobre a Dor e seu Controle incitou os enfermeiros a intervirem mais vezes para o ajuste da analgesia, melhorou o controle da dor e a satisfação dos doentes com a analgesia. Mostrou-se a melhor opção para o controle da dor no pós-operatório de cirurgia cardíaca
Título em inglês
Effects of the systematized intervention, training assessment and registration in the manegement of post-operative pain following cardiac surgery
Palavras-chave em inglês
Analgesics
Daily pain assessment
Documentation
Education
Education program
Management
Nurses
Opioid analgesia
Pain knowledge
Pain management
Pain measurement
Side effects
Resumo em inglês
This paper reports on a clinical trial with three Groups. The effects of the intervention "Training, Assessment and Registration of Pain" on pain intensity, supplementary consumption of morphine, treatment of side effects, and satisfaction with analgesia among patients in post-operative cardiac surgery. The sample were studied 182 patients, in Group I (GI, N=55), Group II (GII, N=66) and Group III (GIII, N=61). All received the same pre-operative guidelines and submitted themselves to the same medication protocol for the control of pain and its side effects. In GI, the nursing team did not receive the Training, and carried out the pain assessment according to the routine practice of the institution. In GII and GIII, all the nursing team took part in the Curso de Capacitação Sobre a Dor e Seu Controle (Training Course on Pain and its Control). In GII the nursing team used the Ficha Sistematizada sobre Dor e seu Controle (Systematized Record of Pain and its Control) every two hours. In GIII the nursing team did not use this Record. The patients in the three Groups were assessed by the researcher every 6 hours, for the first 30 hours (6 separate moments). The results were analyzed by the Kruskal-Wallis, Dunn, Friedman, Qui-quadrado and Verossimilhança tests. The level of significance adopted was 5%. The Groups were similar, in terms of age, sex, level of education, type of surgery, type of drainage and physical state. The pain in rest and when coughing were less intense in GII. For pain in rest, a difference was observed in Moment 2 (p=0.012) and when coughing, in Moments 2, 3, 4 and 6 (p=0.021, p=0.005, p=0.048 and p=0.001, respectively). For pain on deep inspiration, there was no difference between the groups. In GII, greater use of supplementary morphine was observed (p=0.002), with a higher number of patients receiving morphine (p=0.002), and a higher average ratio of morphine dose to patient (p=0.022). GI was the group which received the least antiemetic (p=0.019, Moment 2) but had the highest occurrence of nausea and vomiting (p=0,032, Moment 6). Pruritis occurred only once, and there was no respiratory depression. Satisfaction with the analgesia was higher in GII in Moments 2 and 3 (p=0.001 and p=0.012). The Training, together with the Systematized Record of Pain and its Control led the nurses to intervene more often in adjusting the analgesia, which improved the pain control and the satisfaction of the patients with the analgesia. This proved to be the best option for the control of post-operative pain following cardiac surgery
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Magda_Silva.pdf (2.01 Mbytes)
Data de Publicação
2007-05-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.