• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2008.tde-15052008-163734
Documento
Autor
Nome completo
Silvia Helena Frota Mendonça
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Lacerda, Rubia Aparecida (Presidente)
Carrara, Dirceu
Nobre, Moacyr Roberto Cuce
Título em português
Impacto do uso de conectores sem agulha para sistema fechado de infusão na ocorrência de infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central: evidências de uma revisão sistemática
Palavras-chave em português
Conectores sem agulha
Infecção de corrente sanguínea
Revisão sistemática
Resumo em português
Os conectores sem agulhas foram introduzidos para redução de incidência de acidentes pérfuro-cortantes nos profissionais da área da saúde e a literatura apresenta evidências irrefutáveis sobre este aspecto. No entanto, não há evidências conclusivas sobre as vantagens do conector sem agulha para o paciente, no que se referem aos índices de infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central. Este estudo tem como objetivo evidenciar o impacto do uso de conectores sem agulhas para sistema fechado de infusão na ocorrência de infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central por meio de revisão sistemática, desenvolvida conforme as recomendações propostas pela Colaboração Cochrane. A estratégia de busca nas bases de dados eletrônicas utilizou os componentes do PICO: População (estudos com pacientes em uso de cateter venoso central, independente de idade, sexo, etnia e serviço de saúde vinculado); Intervenção (uso de conectores de sistema fechado sem agulhas, não-valvulados, valvulados, com pressão positiva ou não); Comparação (uso de oclusores, conectores de sistema fechado com ou sem agulhas, não-valvulados, valvulados, com pressão positiva ou não); Outcome-desfecho (infecção de corrente sanguínea, contaminação do canhão, contaminação microbiana, infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter). As bases eletrônicas investigadas foram: PubMEDLINE, OVID, EMBASE, LILACS, CINAHL. Também foram avaliadas as referências bibliográficas dos estudos incluídos. Os resultados estão apresentados em três etapas: caracterização do processo de seleção dos estudos encontrados na busca; caracterização dos estudos incluídos para a revisão sistemática (RS); avaliação de qualidade e força da evidência dos estudos incluídos segundo a Escala de Jadad e a Escala de avaliação de qualidade dos estudos na área de Controle e Prevenção de Infecção de Corrente Sanguínea Relacionada ao cateter Venoso Central. A amostra desta revisão sistemática constitui-se de 14 estudos, e quatro investigaram somente conectores sem agulhas. Foram encontrados 6 ensaios clínicos controlados randomizados, 4 coortes, 3 caso-controle e 1 resultado terapêutico. A infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central foi o desfecho de 9 estudos. Seis apresentaram diferenças a favor do conector valvulado; 04 a favor do conector puncionável com cânula; 01 a favor do conector puncionável com agulha; 01 a favor do conector valvulado com pressão positiva e 02 a favor do dispositivo usado antes da troca. A heterogeneidade dos estudos quanto aos desenhos de pesquisa, as características das populações e os fatores de riscos controlados e os resultados, não permitem a realização de meta-análise, contudo, é possível afirmar, com base nos quatro melhores estudos encontrados, que a implantação de conectores sem agulhas, quer valvulados ou com injetor pré-furado, com manutenção de sistema fechado de infusão, apresentam impacto positivo relacionado à menor contaminação do canhão do cateter ou na ocorrência de infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso central
Título em inglês
Impact of needleless connectors in closed infusion systems on the occurrence of bloodstream infection related to the use of central venous catheters: evidence from a systematic review
Palavras-chave em inglês
Bloodstream infection
Needleless connector
Systematic review
Resumo em inglês
Needleless connectors were introduced to reduce the incidence of needlestick injuries in health professionals and according to the literature their effectiveness is irrefutable. However, there is no conclusive evidence on the advantages of needleless connectors for patients with regard to bloodstream infection rates from the use of central venous catheters. The objective of this study was to determine the impact of the use of needleless connectors in closed infusion systems on the occurrence of bloodstream infections related to the use of central venous catheters by conducting a Cochrane systematic review. The strategy for searching electronic databases employed the components of the PICO model: Population (studies of patients using central venous catheters, regardless of age, sex, race and associated health service); Intervention (use of closed needleless connector systems, with and without valves, with and without positive pressure); Comparison (use of plugs, closed system connectors with and without needles, with and without valves, with and without positive pressure); Outcome (bloodstream infection, cannula contamination, microbial contamination, bloodstream infection related to catheter). The electronic databases investigated were: PubMEDLINE, OVID, EMBASE, LILACS and CINAHL. Bibliographical references of the studies included were also evaluated. The results are presented in three stages: characterization of selection process for studies found in the search; characterization of studies included in the systematic revision; evaluation of quality and strength of evidence for studies included according to the Jadad Scale and the scale of quality of studies in the control and prevention of bloodstream infections related to central venous catheters. The sample of this systematic review was made up of 14 studies of which 4 investigated only needleless connectors. We found 6 randomized control clinical trials, 4 cohort, 3 case-control and 1 therapeutic result. Bloodstream infection related to central venous catheters was the outcome for 9 studies. Six presented differences regarding the valved connector; 04 in favor of the puncturable connector with cannula; 01 in favor of the puncturable connector with needle; 01 in favor of the valved connector with positive pressure and 02 in favor of the device used before the change. The heterogeneous nature of the studies with regard to design, population characteristics and controlled risk factors and results prevented a meta-analysis. However, it is possible to state, based on the four best studies found, that the introduction of needleless connectors, whether valved or puncturable with cannula, coupled with a closed infusion system, presented a positive impact on lowering contamination of catheter cannulae and on the occurrence of bloodstream infection related to central venous catheters
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Silvia_Mendonca.pdf (958.95 Kbytes)
Data de Publicação
2008-06-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.