• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Kelly Cristina Strazzieri Pulido
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Santos, Vera Lucia Conceicao de Gouveia (Presidente)
Barbosa, Ricardo Luís
Nogueira, Paula Cristina
Padilha, Katia Grillo
Serpa, Letícia Faria
Zambon, Lucas Santos
Título em português
Incidência de úlcera por pressão em Unidade de Terapia Intensiva
Palavras-chave em português
Carga de trabalho
Enfermagem
Epidemiologia
Incidência
Úlcera por pressão
Unidades de terapia intensiva
Resumo em português
Objetivo: determinar e analisar a incidência de úlcera por pressão e os fatores de risco para o seu desenvolvimento, assim como sua relação com a carga de trabalho de enfermagem, em pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Métodos: como parte do projeto de pesquisa intitulado Segurança do paciente em unidades de terapia intensiva: influência dos recursos humanos de enfermagem na ocorrência de eventos adversos, o presente estudo constituiu uma coorte retrospectiva, realizado em nove unidades de terapia intensiva e uma semi-intensiva, de dois hospitais-escola da cidade de São Paulo. A amostra foi composta por 766 pacientes, sem úlcera por pressão 24 horas após a admissão nas unidades do estudo. As variáveis de interesse foram extraídas do banco de dados do estudo original e dos prontuários digitalizados dos pacientes que participaram do estudo. Para as análises estatísticas foram utilizados incidência cumulativa, Qui-quadrado de Pearson, Mann-Whitney e Regressão logística (Stepwise Forward). Resultados: a incidência de úlcera por pressão foi de 18,7%. Pacientes em ventilação mecânica apresentaram 3,5 vezes maior chance de úlcera por pressão (OR 3,479; IC 95% 2,190-5,528; p < 0,001); estar em cuidados paliativos aumentou a chance de úlcera por pressão em 7,8 vezes (OR 7,829; IC 95% 1,927-31,817; p = 0,004); cada dia a mais de internação aumentou em 10,1% a chance de úlcera por pressão (OR 1,101; IC 95% 1,071-1,132; p < 0,001); cada ponto do Nursing Activities Score aumentou a chance de úlcera por pressão em 1,5% (OR 1,015; IC 95% 1,003-1,027; p = 0,016); entre 60 e 84 anos a chance foi 2,3 vezes maior de úlcera por pressão do que aqueles com menos de 45 anos (OR 2,331; IC 95% 1,283-4,236; p = 0,005) e a partir dos 85 anos, a chance foi 2,7 vezes maior de úlcera por pressão do que aqueles com menos de 45 anos (OR 2,695; IC 95% 0,945-7,683; p < 0,064). Conclusão: admitindo-se que a UP é um evento adverso e que sua ocorrência está relacionada a baixa qualidade da assistência, a incidência de 18,7% aqui encontrada pode ser considerada alta. Muito ainda precisa ser feito no âmbito da prevenção, no intuito de alcançar índices mais aceitáveis.
Título em inglês
Pressure ulcer incidence in intensive care unit
Palavras-chave em inglês
Epidemiology
Incidence
Intensive care units
Nursing
Pressure ulcers
Workload
Resumo em inglês
Objective: To determine and to analyze pressure ulcers incidence and risk factors, and their relationships with nursing work-load in critical care patients. Methods: As a part of the research project named "Patient safety in intensive care units: the influence of nursing personnel in adverse events occurrence", a retrospective cohort study was taken in nine intensive care units and one semi-intensive care unit in two university hospitals in Sao Paulo. A total of 766 pacients without pressure ulcer 24 hours after their admission in the units were studied. The variables of interest for this study were collected in digitalized records. The statistical analysis were done using cumulative incidence, Pearson´s Chi-Square, Mann- Whitney´s and Logisitic regression (Stepwise Forward) tests. Results: the incidence of pressure ulcers was 18.7%. Patients under mechanical ventilation had a chance 3.5 times higher for developing of pressure ulcer (OR 3.479; IC 95% 2.190-5.528; p < 0.001); being under paliative care augmented 7.8 times the chance for developing pressure ulcer (OR 7.829; IC 95% 1.927-31.817; p = 0.004); for each day more of stay in ICU, the chance of developing pressure ulcers were 10.1% higher (OR 1.101; IC 95% 1.071-1.132; p < 0.001); each point of Nursing Activities Score rose the chance of developing pressure ulcer in 1.5% (OR 1.015; IC 95% 1.003-1.027; p = 0.016); patients between 60 and 84 years-old had a 2.3 higher chance of developing pressure ulcers than patients younger than 45 years-old (OR 2.331; IC 95% 1.283- 4.236; p = 0.005) and, after the age of 85, the chance for developing pressure ulcers were 2.7 times higher than in patients younger than 45 years-old (OR 2.695; IC 95% 0.945-7.683; p < 0.064). Conclusion: admitting that pressure ulcers are an adverse effect and that their occurrence is related with poor assistance quality, we can consider the incidence of 18,7% found in this cohort as high. Prevention actions must be enforced to guarantee a decrease in these figures.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.