• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2008.tde-28052008-113144
Documento
Autor
Nome completo
Mónica Cecilia De La Torre-Ugarte-Guanilo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Takahashi, Renata Ferreira (Presidente)
Bertolozzi, Maria Rita
Martins, Cleide Lavieri
Título em português
Vulnerabilidade feminina ao HIV: metasíntese
Palavras-chave em português
Enfermagem
HIV
Mulher
Pesquisa qualitativa
Revisão sistemática da literatura
Vulnerabilidade
Resumo em português
No Brasil, como em diferentes partes do mundo, observa-se que a epidemia da aids atinge de forma crescente o segmento feminino, apesar das ações para deter sua disseminação. Uma das limitações das intervenções de controle foi a utilização do conceito de risco para nortear as ações preventivas à transmissão do Human Immunodeficiency Virus (HIV), uma vez que não incorporavam a possibilidade de resposta social no seu enfrentamento e eram direcionadas para uma parcela da população, excluindo outros grupos sociais, gerando estigma e discriminação. O conceito de vulnerabilidade surgiu posteriormente ao conceito de risco, tendo como pressuposto que todas as pessoas são vulneráveis ao HIV e que a infecção é determinada por três planos interdependentes - dimensão individual, social e programática. Este trabalho teve como objetivo identificar os elementos da vulnerabilidade feminina ao HIV/AIDS, por meio de uma revisão sistemática da literatura denominada metassíntese. Realizou-se uma busca exaustiva nas bases de diferentes áreas de conhecimento: CINAHL; PubMed, OVID, Web of Science, LILACS, CAPES-BDTD, DEDALUS, no período de 1996 a 2007. Após o teste da estratégia de dados e análise dos estudos foram selecionados 54 estudos realizados na América do Norte, do Sul e Central, África e Ásia. Identificaram-se 44 elementos que, na interação, determinaram a vulnerabilidade feminina ao HIV. O agrupamento desses elementos, segundo sua temática central, resultou em: normas sociais; imigração; contexto do relacionamento estável; condição socioeconômica insuficiente; contexto socioeconômico do país; gestão dos serviços de saúde. Constatou-se que os elementos determinaram a vulnerabilidade da mulher ao HIV de forma semelhante, independente das faixas etárias e do país em que foram desenvolvidos e estiveram presentes ao longo do tempo. As pequenas diferenças nas associações entre os elementos corresponderam às características do contexto social das mulheres estudadas. No entanto, no cálculo do tamanho do efeito por temática, identificou-se que os elementos da vulnerabilidade ao HIV relacionados ao "contexto do relacionamento sexual estável", à "condição socioeconômica insuficiente" e às "normas sociais", influenciaram de forma intensa a vulnerabilidade feminina ao HIV. A metassíntese permitiu identificar os elementos da vulnerabilidade definidos previamente, distribuí-los nas três dimensões e identificar outros, entre os quais se destaca a migração.
Título em inglês
Womens's vulnerability to HIV: metasynthesis
Palavras-chave em inglês
HIV
Nursing
Qualitative research
Systematic revision of literature
Vulnerability
Woman
Resumo em inglês
In Brazil, as in different parts of the world, it has been observed that the aids epidemic has been growing among the female segment, despite the actions to deter its dissemination. One of the limitations of the interventions of control was the utilization of the risk concept for guiding the preventive actions in the transmission of Human Immunodeficiency Virus (HIV). The risk concept does not incorporate the possibility of social response in its confrontation, and has been directed to only a small parcel of the population thereby, excluding other social groups thus generating stigma and discrimination. The vulnerability concept appears, after the risk concept, having as a predisposition that all people are vulnerable to the HIV and, that infection is determined by three interdependent plans - individual, social and programmatic dimension. This research had as its objective, to identify the elements of female vulnerability to HIV/AIDS, by way of a systematic revision of literature known as metasynthesis. An exhausting search in the bases of different knowledge areas was done: CINAHL; PubMed, OVID, Web of Science, LILACS, CAPES-BDTD, DEDALUS, from 1996 to 2007. After the data strategy test and study analysis, 54 studies performed in North, South and Central America, Africa and Asia were selected. Forty Four elements were identified, that through interaction determined the female vulnerability to the HIV. The grouping of these elements, according their central thematic, resulted in: social norms; immigration; context of a steady relationship; insufficient socioeconomic conditions; socioeconomic context of the country; management of health services. It was evidenced that these elements determined the vulnerability of women to the HIV in a similar manner, independent of the age group and the country where they were performed. They had been present for the duration of the time. The little differences in the associations between the elements corresponded to the characteristics of the social context of the women studied. However, in the calculation of the size of effect for thematic it was identified that the elements of vulnerability to the HIV were related to the "context of a stable sexual relationship", "insufficient socioeconomic conditions" and "social norms" had strongly influenced the female vulnerability to the HIV. Metasynthesis has allowed the identification of the elements of vulnerability previously defined, distributes them in three dimensions and identifies others, of which highlight the migration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Monica_Guanilo.pdf (4.44 Mbytes)
Data de Publicação
2008-06-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.