• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2008.tde-07072008-093333
Documento
Autor
Nome completo
Melina Mafra Toledo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Takahashi, Renata Ferreira (Presidente)
Ayres, Jose Ricardo de Carvalho Mesquita
Bertolozzi, Maria Rita
Título em português
Vulnerabilidade de adolescentes ao HIV/AIDS: revisão integrativa
Palavras-chave em português
Adolescentes
HIV
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Resumo em português
Introdução: A adolescência é um dos períodos mais intensos da vida, pelos desafios, descobertas e oportunidades de exploração nela presentes e, por isso, se constitui um determinante da vulnerabilidade ao HIV/AIDS. Objetivo: identificar as evidências científicas da literatura sobre os elementos da vulnerabilidade de adolescentes ao HIV/AIDS. Metodologia: Revisão sistemática da literatura, na modalidade de denominada revisão integrativa. A busca de dados foi realizada nas seguintes bases e bancos de dados: CINAHL, PUBMED, SCOPUS, LILACS, ADOLEC, DEDALUS, Biblioteca Digital de Teses e Dissertações -BDTD, portal de teses da USP, no período de 1996 a 2006. Após avaliação do rigor metodológico dos estudos previamente selecionados, foram incluídos como amostra para análise 41 estudos realizados em diferentes países. Resultados: foram apresentados em duas etapas: a caracterização dos estudos e as evidências científicas dos elementos de vulnerabilidade. Os elementos identificados são iguais ou muito semelhantes nos diferentes países em que foram realizados os estudos, sendo diferente a forma como a vulnerabilidade se expressa, bem como a associação entre os elementos que a compõem. Foram identificados 33 elementos de vulnerabilidade, agrupados segundo três temas centrais: "comportamentos e conhecimentos sobre o HIV/AIDS", "normas sociais", "condições socioeconômicas" e "gestão de serviços de saúde". Os elementos da dimensão individual foram identificados com maior freqüência, seguidos pelos da dimensão social e programática. Os elementos da dimensão individual foram: grau e qualidade das informações que o adolescente possui sobre HIV, capacidade de assimilar e incorporar essas informações a sua vida, desconhecimento de sua vulnerabilidade, confiança na monogamia do parceiro, não adoção de práticas de proteção, uso de drogas, recusa ou incômodo em utilizar o preservativo, dificuldade de negociação de adolescentes femininas sobre uso do preservativo, gravidez como maior preocupação da conseqüência do ato sexual desprotegido, relações de gênero, representações da aids (doença do outro). Na dimensão social identificou-se: pobreza, violação dos direitos humanos, relações de gênero (aspectos culturais, exploração sexual, prostituição como meio sobrevivência), esgarçamento de laços familiares, acesso aos meios de escolarização e informação, desemprego, violência e falta de expectativas quanto ao futuro. Os elementos da dimensão programática envolveram: relação entre o usuário adolescente e o profissional (discriminação), qualidade do aconselhamento, teste para HIV, acessibilidade aos serviços de saúde, (descontinuidade das ações preventivas e falta de integração com outros serviços no planejamento e desenvolvimento das ações). Conclusões: a revisão integrativa permitiu identificar evidências científicas dos elementos constantes das três dimensões da vulnerabilidade, descritas no conceito de vulnerabilidade, assim como outros elementos, como a falta de percepção do adolescente sobre sua vulnerabilidade ao HIV/AIDS e a falta de perspectiva quanto ao futuro. A contribuição deste estudo para as práticas de saúde é relevante, uma vez que explicitou por meio das evidências científicas, os elementos da vulnerabilidade do adolescente ao HIV/AIDS, que devem ser considerados no planejamento das ações de prevenção para esse segmento social. Além disso, permitiu identificar lacunas de conhecimento sobre a temática, bem como a qualidade do conhecimento produzido, que também devem ser levados em conta em pesquisas futuras
Título em inglês
Vulnerability elements to HIV/AIDS among adolescents: integrative review
Palavras-chave em inglês
Acquired immunodeficiency virus
Adolescents
HIV
Resumo em inglês
Introduction: Adolescence is one of the most intense periods of life, because of the challenges, discoveries and chances that are present, and it is also a period of vulnerability infection to HIV. Objective: This study's goal is to identify the scientific evidences of literature on the elements of vulnerability of adolescents to the HIV/AIDS. Method: Systematic literature review called integrative review. The search of data was carried through in the following bases and data bases: CINAHL, PubMed, SCOPUS, LILACS, ADOLEC, DEDALUS, Capes- BDTD, portal of thesis of USP, in the period of 1996 to 2006. 661 studies, carried out in different countries, were previously selected to be evaluated for its methodology rigor. After evaluation the methodological rigor of the studies previously selected 41 of those studies were chosen as sample. Results: Where presented in two stages: the characterization of the studies and the scientific evidences of the vulnerability elements. The identified elements were equal or very similar, in the different countries where the studies had been carried through, being different the way that vulnerability was expressed as well as the association between such elements. Thirty- three elements of the vulnerability had been identified and grouped according to the central subject of each element: "social behaviors and knowledge about HIV/AIDS", "social rules", " socioeconomical conditions "and "management of health services". The elements of the subjective dimension were identified more frequently, followed by the ones of the social and programmatical dimension. The elements of the individual dimension were: the how much adolescent learns about aids ; the ability to assimilate and incorporate this knowledge to his/her your life; not knowing that he/she is vulnerable; trusting in his partner's monogamy; not adopting protection practices; use of drugs, uncomfortable or refusal to use condoms; difficulty in negotiating with her partner on the use of condom; pregnancy as the most undesirable consequence of the unprotected sexual act; gender relations; aids like a disease of other. The following social elements were identified: poverty; human rights violation; gender relations (cultural aspects), sexual exploitation (prostitution as a way of living) weakening of family bonds; access to school and information; unemployment, violence and hopelessness in the future. The following programmatical elements, are pointed out: relation between the adolescent patient and the health professional (discrimination); quality of counseling, testing for HIV, accessibility to health services, lack of preventive actions and lack of integration with other services in planning and development prevention actions for this social segment. Conclusions: This integrative review allowed identifying scientific evidences of vulnerability elements in the three dimensions, described in the vulnerability concept, as well as other elements, like the lack of perception of the adolescent on their own vulnerability to HIV/AIDS infection and the lack of perspective about their future. The contribution of this study for the health practices is relevant, once had proved by means of the scientific evidences, the elements of the vulnerability of the adolescent to the HIV/AIDS, that must be considered in the planning of the actions prevention for this social segment. Moreover, it allowed to identify knowledge gaps on the thematic one, as well as the quality of the produced knowledge, that also must been considered in future research
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Melina_Mafra.pdf (728.68 Kbytes)
Data de Publicação
2008-07-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.